A Copa das Copas!

Clique aqui e confira!

Murilo Bernardo

Conheça a história do homem que substituiu João Franco. Clique aqui e confira!

Os pés de manga vô Zé Lúcio

Artigo de Rainério sobre os causos se seu avô. Clique aqui e confira!

POEIRÃO 2014

Poeirão e o título de maior festa popular do Vale. Clique aqui e confira!

Um Ano de Saudades

Um Ano de Saudades do Meu Eterno Amigo Antonio Porcino. Por Su~enia Neves. Clique aqui e confira!

Prefeito Audiberg Alves abre o Poeirão 2014

O Prefeito Audiberg Alves da cidade de Itaporanga, recebeu na manhã desta quinta-feira (1º), várias lideranças políticas de todo Estado. Clique e Confira!

Um ano do prematuro falecimento de Antonio Porcino!

A um ano morria em São Paulo o Ex-prefeito Antonio Porcino. Clique e Confira!

Falta de conexão

Pedimos desculpas a nossos assíduos leitores pela falta de atualização nos últimos dois dias no Portal do Vale. Clique aqui e confira!

terça-feira, 22 de julho de 2014

Na Bahia, Só Hímen Intacto Permite a Entrada!

1berto de Almeida

DEU NO JORNAL: “Edital da Polícia Civil da Bahia exige a comprovação de virgindade para candidatas a delegada, escrivã e investigadora...”.

E se esse concurso fosse por aqui, hein? Fosse esse Edital publicado na minha bela e amada Parahyba? Ah, seria para arrombar (desculpem, falando em hímen, arrobar não seria a melhor palavra) a Boca do Balão, para não dizer arrombar “dessa entrada”!

O horário nobre global era pequeno para a notícia que seria mais noticia que a dessa última Copa do Mundo que não me bateu nem o passarinho! Parece que estou vendo a zona (Eu disse Zona? Disse). Sempre assim: se a noticia não é boa, o que sempre achei uma sacanagem das grandes para não dizer “discriminação”, ganha logo o espaço nobre.

Mas, apesar do baiano achar que a terra dele é mais valiosa que aquela outrafamosa onde nasceu Jesus, vendendo-a como se fosse pedaços do Muro de Berlim, o “exame do dedo” não pegou nada bem. A coisa é seria, brinquem não. E a questão não está na cara nem no fundo... está no meio, por aí.

Parece que estou vendo. Serão abertas muitas clínicas especializadas em Himenoplastia que, mesmo sem os donos roubando de madrugada, esses ficarão ricos do dia para noite. Ou vício e versos. Como?! Não sabem o que é esse palavrão? Então aprendam: himenoplastia é a cirurgia de reconstrução desse selinho de entrada chamado cientificamente de hímen.

Poucos sabem, mas agora esse “selinho” será mais que um objeto nada obscuro do prazer da candidata em ser aprovada. E o curioso é que segundo o dicionário, sem brincadeira, hímen também é sinônimo de... Cabaço! Isso mesmo! A expressão popular “tirar o cabaço” tem o respaldo dos filologistas (meu Deus!).

Mas e se a candidata mesmo aprovada nas provas (sic) mais difíceis for reprovada nesse “pequenino” problema? Ora, no caso os professores responsáveis pela avaliação do teste não poderão esquecer que esse “probleminha” pode ser resolvido, isto é, rompido num simples “entrar e sair” do dedo indicador ou outro escolhido pela candidata em suas noites frias e solitárias. E agora ?

Por fim, para os muitos que não sabem, mesmo aqueles que dizem “já fui mulher, eu sei...”, um simples absorvente interno, um desses sujeitos metidos – epa! – e conhecido pela alcunha de “OB”, pode dar um “vai pra lá” nesse probleminha de nada. Eles complicam, falam difícil, e dizem que as candidatas terão de passar por "avaliação ginecológica detalhada, contendo os exames de colposcopia, citologia e microflora". Olhem aqui o dedinho! Nada disso! Não me venham como essa! Ainda bem que a minha OAB de lá, como também faria a minha se aqui fosse, entrou – epa! – nessa briga! Um puto constrangimento, sem dúvidas! 

Em Tempo: Mas, afinal, o que tem a ver o sul com as alças? Ah, e se fosse por aqui, hein?

A seleção precisava de um técnico. A CBF trouxe um bedel

A missão de Dunga não é dar padrão tático e técnico para a equipe – é enquadrar os jogadores disciplinarmente. Isso é bom?

Dunga assumiu em 2006 com a mesma missão que terá a partir desta terça-feira: moralizar a seleção | Crédito: Alexandre Battibugli

Dunga será o novo técnico da seleção brasileira não por seus resultados em campo. José Maria Marin, Marco Polo Del Nero e Gilmar Rinaldi não estão considerando os títulos das Copas América e das Confederações nem a seleção afiada e competitiva pré-Copa de 2010.
Eles veem em Carlos Caetano Bledorn Verri uma espécie de capitão do mato que, montado em seu cavalo, vai enquadrar aqueles que passarem da linha. Como se o problema da seleção fosse disciplinar, e não tático e técnico como o time que fracassou na Copa mostrou.
A escolha foi anunciada pelo site da Revista PLACAR, em furo publicado na quinta. A sanha pelo disciplinador foi revelada em conversas divulgadas pelo jornalista Wanderley Nogueira, da Jovem Pan. Segundo ele, nas conversas que antecederam a escolha, foi lembrado que “com Dunga, os jogadores não fariam fila na porta do salão [de cabeleireiros] do hotel, um dia antes de um jogo decisivo ‘para arrumar o visual e ajeitar as unhas’”. Como fosse esse o grande responsável pela derrota vexaminosa para a Alemanha, e não o de Felipão ser um técnico ultrapassado, sem variações táticas e com uma convocação que ele mesmo reconheceu como fraca. Nada, a culpa é apenas da vaidade pré-jogo dos atletas, e só um disciplinador resolveria.

Está provado – pelas últimas Copas e pelo desempenho desses técnicos em campeonatos – que não é reprimindo jogadores que se ganha jogos. O Brasil se fartou de ter técnicos com essas características. Leão, por exemplo, não pode nem mesmo ter o nome citado em diversos clubes que treinou, embora tenha sido ressuscitado pelo São Paulo há dois anos.
Marin ainda tem a cabeça na década de 1970, nossos anos de chumbo, quando era deputado estadual e pela Arena e depois vice-governador e governador biônico escolhido pela ditadura. Naqueles anos, o disciplinador Dorival Knipel, o Yustrich, era tido como o exemplo de técnico durão. Teve tanto sucesso que não conseguiu dar ao Corinthians o título que não vencia havia 20 anos. Morreu aos 72 anos, em 1990, colecionando poucos títulos no currículo.

Dunga assumiu em 2006 com a mesma missão que terá a partir desta terça-feira: moralizar a seleção. Trouxe Jorginho e transformou o grupo em uma legião de carolas – alguns deles, tão pilhados quanto desequilibrados. Do grupo que deixou para Mano Menezes, apenas um tinha sido formado em sua gestão e deixado para o sucessor: Ramires. Felipão deixa Neymar (mérito de Mano) e Bernard, mas, ao contrário de quatro anos atrás, não há nenhum novo craque surgindo e que ainda não foi aproveitado. É difícil imaginar a seleção para 2018 considerando os jogadores do atual grupo que não estão queimados ou com a idade expirando.

Enquanto isso, nada de discutir inovações táticas ou erros técnicos que foram cometidos em campo. Nenhuma ideia sobre a mudança na concepção de formar atletas brasileiros. Uma mexida nas estruturas das ligas brasileiras, as nacionais e as estaduais? Nada. Vão é querer disciplina. A velha tática da escola de guerra, incentivada pela rigidez no comportamento e por lições de autoajuda e religiosidade extrema que mais atrapalham que ajudam.

Alemanha soltou seus jogadores em Santa Cruz Cabrália e eles se misturaram com os locais para festejar – em algumas situações, pareciam até bêbados. A Holanda deixou que os atletas levassem suas mulheres para os quartos de hotéis e os liberaram para passear na praia. Não foi apenas agora; na Copa da África do Sul também foi assim. Nos dois Mundiais, ficaram entre os quatro primeiros. Enquanto isso, a seleção brasileira anda em círculos. Ou melhor: anda para trás, mirando os anos de chumbo como se eles fossem exemplo para alguma coisa.

PLACAR

Águas de seis reservatórios serão liberadas para Rio Piancó, diz Aesa

As comportas de seis reservatórios da Paraíba serão abertos nesta terça-feira (22) pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), liberando uma vazão de 100 litros de água por segundo no leito do Rio Piancó.

A ação, segundo a Aesa, pretende garantir o abastecimento da população ribeirinha.

Os reservatórios que vão estar envolvidos na estratégia da Aesa são Poço Redondo, localizado na cidade Santana de Mangueira; Santa Inês, no município de mesmo nome; Vazante, em Diamante; Bruscas, em Curral Velho; Piranhas, em Ibiara; e Condado, em Conceição.

“Para garantir o melhor aproveitamento dessa água, estamos orientando irrigantes, pequenos agricultores e lideranças comunitárias na região do Vale do Piancó. Fizemos uma série de reuniões em diversas cidades e vamos oferecer um curso de capacitação para o uso racional de água na irrigação”, informou o presidente da Aesa, João Vicente Machado Sobrinho.

De acordo com o diretor de Gestão e Apoio Estratégico da Aesa, Chico Lopes, durante os encontros foi esclarecida a necessidade da retirada de todos os barramentos do rio Piancó, da limpeza do leito para facilitar a passagem da água, e da criação de um calendário com dias alternados para a irrigação.

“Também ressaltamos a proibição do uso de retroescavadeira para abertura de cacimbas no leito do rio e criamos um grupo de trabalho para impedir o desperdício. A equipe é formada por representantes da Agência Nacional das Águas, Aesa, Ministério Público da Paraíba, Polícia Militar e usuários de água das cidades de Santa Inês, Conceição, Itaporanga e Ibiara”, explicou.

G1

MPF investiga desvio de dinheiro em 10 cidades da PB. Em Santana dos Garrotes, prefeito é acusado de usar o Programa Federal para "geração de emprego aos seus aliados políticos”

Desvios de verbas da educação, fraude em licitações, obras não executadas, indícios de irregularidades na construção do portal de entrada da cidade, falta de prestação de contas de convênios para revitalização de praça e não repasse de contribuição previdenciária ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) levaram o Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) a abrir inquéritos civis públicos contra os municípios de Santana dos Garrotes, Pitimbu, São José da Lagoa Tapada, Pocinhos, Algodão de Jandaíra, Capim, Matinhas, São José de Espinharas, Riacho de Santo Antônio e Nazarezinho.

Em Santana do Garrotes, no Sertão, o procurador da República Filipe Albenaz Pires instaurou procedimento investigativo para apurar denúncias contra o prefeito Élio Ribeiro de Morais. Ele é acusado de usar o Programa Brasil Alfabetizado “para servir de geração de emprego aos seus aliados políticos”.

A denúncia dá conta de que todas as matrículas seriam fictícias, que “não existiria local de trabalho” e que “todos os alfabetizadores têm obrigação de dividir seus vencimentos com outras pessoas aliadas políticas do prefeito”. A assessoria de Élio Ribeiro informou que ele só vai se pronunciar sobre o inquérito após notificação.

Ainda no Sertão, o procurador da República João Raphael Lima vai investigar a denúncia de que “cinco professores residentes em Patos foram contratados para trabalhar no Programa de Educação de Jovens e Adultos no município de São José de Espinharas, mas não teriam prestado serviços, tendo sacado valores pretensamente recebidos para a prestação do serviço e os entregue a um intermediário/representante da prefeitura, ficando com uma pequena parte”.

O representante do MPF já solicitou informações sobre o Programa de Educação de Jovens e Adultos no município de São José de Espinharas, quais sejam identificação da conta-corrente de titularidade do município destinada a receber os recursos dos programas, empenhos realizados com o intuito de executar o programa e pesquisa junto aos sítios eletrônicos do MEC e FNDE para se identificar se existe, em meio eletrônico, planos de trabalho para a execução do programa; as informações devem ser referentes ao ano de 2013. Procurado, o prefeito Renê Caroca não foi encontrado para falar sobre a investigações da Procuradoria da República.

Jornal da Paraíba

Ariano Suassuna sofre AVC e passa por cirurgia em Recife

O escritor Ariano Suassuna, de 87 anos, sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) hemorrágico e passou por uma cirurgia no Real Hospital Português, no Recife, em Pernambuco, na noite desta segunda-feira (21). 

A cirurgia durou aproximadamente uma hora, ele foi transferido para a UTI neurológica, onde está se recuperando.

Segundo a assessoria de imprensa da unidade de saúde, o quadro dele é considerado estável pelos médicos.

No ano passado, Ariano Suassuna foi internado duas vezes. Em 21 de agosto, o autor sentiu-se mal em casa e precisou ser hospitalizado. Os médicos diagnosticaram um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções. Inicialmente, ele foi encaminhado à unidade coronária, e, depois, transferido para um apartamento do hospital. Após seis dias, recebeu alta, com recomendação de muito repouso em casa e nenhuma visita.

Autor de "O auto da compadecida", entre diversas outras obras, Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Sua primeira peça, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948.

Tem contos e livros adaptados para a televisão e para o cinema. "O auto da compadecida" foi adaptado para a televisão em 1999, por Guel Arraes, enquanto "Romance d'a pedra do reino" e "O príncipe do sangue do vai-e-volta" deu origem à minissérie "A pedra do reino", com direção de Luiz Fernando Carvalho, exibida na Rede Globo em 2007.

Portal Correio

O Professor Naco

IX SERTÃO JOVEM ESPÍRITA 2014
O Professor Naco
(Reynollds Augusto)

Ele é figura que conheci no passado e no presente estamos juntos, para divulgar o “Consolador Prometido por Jesus”, que muita gente ainda espera, mas que há mais de 150 anos está aqui. Refiro-me a Doutrina Espírita, que tem o papel de resgatar a mensagem genuína do Cristo e trazer novas verdades que ao tempo seria impossível a turma compreender:

26 Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. (João 14.26).

Mas, a fala de Naco, por ocasião do encerramento do IX SERTÃO JOVEM ESPÍRITA, antes da palestra final do NETO BATISTA, foi excelente. Convidando a juventude a ser protagonista das mudanças que o mundo precisa, deste a política à maior de todas: A reforma íntima. Que é transformação interior, que é substituir o que está errado pelo que está certo, que é realizar o melhor.

Aquela “salvação”, apregoada pelas religiões, se trata, em verdade, de mudança interior. Protagonismo.  Exercício do bem, da honestidade, da verdade. É fazer em si a mudança que pretende para o orbe. Quando mudamos o mundo muda, é lógico.

Quando o mestre Jesus afirmou que haverá “um só rebanho e um só pastor” é que todas as religiões institucionalizadas defenderão a mesma verdade. Não é que haverá uma religião para todos, é que todos perseguirão o mesmo objetivo. A verdade absoluta só Deus a possui, as nossas são sempre relativizadas por nosso atraso espiritual. Mas, somos buscadores.

Enquanto ele falava, eu dava aquela viajada ao passado, que está sempre presente em nossas vidas. Lembrei-me da bela juventude da Federação Espírita Paraibana, localizada no parque Solon de Lucena, que se reunia para cantar, evangelizar, protagonizar. Do coral, dos sonhos, das buscas.  Jovens protagonistas de um mundo melhor e que hoje levam á frente à magia, coerência e vivacidade dessa doutrina de amor e razão.  Alguns propagando o bem, a verdade, em outras religiões, mas protagonistas de um mundo melhor. Não citarei todos para não correr o risco de esquecer algum.

Mas, Naco, Marcos Lima, como sua esposa Kátia, da juventude de outrora, continuam sendo agentes divulgadores e propagadores dessa nova fase da humanidade, que é a vinda do Consolador Prometido.  Marcos, hoje presidente da Federação Espírita Paraibana e Naco, Diretor do Departamento de Infância e Juventude. Todos partiram da Juventude.  Outros irmãos caros, espalhados pelo mundo, cidades, também disseminam essa verdade, que consola e liberta.

Quero parabenizar o Professor Carlos Alberto, o nosso Naco, um trabalhador do Cristo compromissado com o bem, com a verdade, com a juventude, com o amor. Estendo essa homenagem aos adultos de hoje, que foram jovens ontem e que atuam no Movimento Espírita do Vale do Piancó. A Neidinha, grande amiga e irmã do coração. Sinto-me feliz por tê-la influenciado nesse mundo de razão e sentimento, ao seu esposo NETO BATISTA, que também foi influenciada por ela, e que hoje é um trabalhador indispensável ao movimento espírita. Ao VICENTE TOBIAS e seus irmãos.  Todos no caminho da luz.
O bem, a verdade, “contamina”. Busquemos a verdade, pratiquemos o bem...
 Todos vieram da juventude, que deve protagonizar as mudanças no mundo, que segue firme o seu desiderato, na cadência da vida, pois “tudo está certo” e tudo é experiência do espírito imortal rumo à imortalidade.

Parabéns Jovens Protagonistas.


PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

Justiça declara Justa Causa na demissão de ex-professor do Vale do Piancó "por falar demais" em redes sociais

Na demanda nº. 0130150-39.2014.5.13.0019 que tramita na vara do trabalho da cidade de Itaporanga, a instituição de ensino Colégio Compacto, de Piancó, entrou com ação indenizatória por danos morais e pedido de Justa Causa na demissão contra um ex-funcionário professor em virtude deste ter se pronunciado em redes sociais e blogs da internet denegrindo a imagem da empregadora (a escola), além de corromper os alunos com mensagens de ódio e intolerância à empresa.

O juiz declarou em sua sentença restar mais que comprovado que houve o ato danoso causado pelo professor à escola, pois foram juntadas provas documentais incontestes (como declarações em facebook e sites locais, e por via de testemunhas).

Tal conduta praticada por empregados vem sendo reprimida constantemente pelos tribunais. Recentemente, o Tribunal do Regional do Trabalho da 10ª região (Processo nº. 0000873-27.2013.5.10.0006.), condenou a pagar indenização um ex-funcionário de restaurante Coco Bambu no Distrito Federal, e na audiência deste caso houve inclusive a contradita de testemunha do réu, que era amiga do funcionário, e foi provado por fotos na rede facebook.

Situação similar ocorreu no processo da Paraíba, os advogados da instituição Compacto provaram que uma testemunha do ex-funcionário era amiga íntima por meio de fotos em festas no que foi constatado de imediato pelo Excelentíssimo Juiz Titular de Itaporanga.

Tal decisão foi um marco processual na Paraíba na observância dos princípios da eticidade, primazia da realidade e dos valores sociais e morais sobrepondo inclusive ao princípio protecionista dos trabalhadores. 

O fato leva à lição de que a Justiça tem admitido com interpretação conforme a Constituição, também os costumes, a analogia, e princípios gerais do direito, entre eles, a presunção de boa-fé e a justeza nas relações, o que permite condenar comportamentos desta natureza.

Saiba mais sobre nos link sobre o assunto



Da assessoria da escola

Assassinato em Itaporanga foi o quarto no Vale em menos de um mês

Crime foi nesse domingo na zona rural


Por Redação da Folha – Depois de esclarecer o assassinato do jovem Edclênio Bidô, de 23 anos, ocorrido no começo da noite do último domingo, 20, no sítio Jenipapo, município de Itaporanga, o delegado Cristiano Santana deverá pedir à Justiça a prisão preventiva dos dois executores do crime.

Os acusados, segundo o delegado, são Héricles Pereira da Silva, conhecido como Jubileu, de 22 anos, morador do loteamento Balduino de Carvalho, e Sebastião da Silva, filho do dono da casa onde o rapaz se encontrava quando foi morto. A vítima era um jovem humilde, pacato e trabalhador. Ele não vivia com os pais nem tinha residência fixa por ser muito pobre, abrigando-se na casa de amigos e de pessoas para as quais prestava serviço.

Após matar o jovem com golpes de faca e tiros, os acusados fugiram. Diligências policiais foram feitas, mas sem êxito. Foi o quarto homicídio no Vale em menos de um mês: no período de 24 de junho a 20 de julho, foram quatro assassinatos na região: dois em Emas, um em Conceição e o mais recente em Itaporanga. Em nenhum dos casos houve prisão dos autores, mas três dos quatro homicídios estão esclarecidos. 

Siluandra Scheffer, ex-gordinha ‘musa’ de Márcio Garcia posa no Caribe


Siluandra Scheffer, a catarinense que perdeu 30 kg, fez um ensaio fotográfico no Caribe. A loira virou “musa” de Márcio Garcia após relatar sua história de superação no livro “Diário de uma ex-gordinha”. A história sobre sua luta contra a balança e o bullying na adolescência será levada para o cinema, com direção do ator.


Siluandra passou uma semana no Caribe para divulgar o livro: “Foi lindo, o lugar é paradisíaco e me sinto realizada em levar minha história de superação mundo afora”.

A catarinense já se aventura em outro projeto, o “Atitude Certa”: “Vamos levar conscientização para adultos e crianças sobre alimentação e atividades física com distribuição de cartilhas. O primeiro passo será a comunidade de Vila Isabel, no Rio”.


Hoje, aos 34 anos, 59kg em 1,66m, Siluandra tem um cardápio superdisciplinado, sem glúten e lactose, com muitas frutas, legumes, verduras e claras de ovos.

6 Benefícios da Fruta Ameixa para Saúde!


Deliciosas e carnudas, as suculentas ameixas são de baixas calorias – 46kcal por 100g. Não contém gorduras saturadas e sim numerosos compostos que promovem a saúde, como minerais e vitaminas.

Outros compostos estão presentes na fruta de ameixa, tais como as fibras dietéticas, juntamente com sorbitol e isatina, conhecidas por ajudar a regular o funcionamento do sistema digestivo e assim, aliviar a prisão de ventre.

A ameixa madura é uma fonte moderada de vitamina C, um poderoso antioxidante natural. O consumo de alimentos ricos em vitamina C ajuda o corpo a desenvolver resistência contra agentes infecciosos, inflamações e varrer os radicais livres nocivos.

A ameixa fresca, especialmente a amarela, é uma fonte moderada de betacaroteno e vitamina A, sendo esta última essencial para a visão. Também é necessário para a manutenção das membranas mucosas e da pele saudável. O consumo de frutas naturais ricos em vitamina A protege do câncer o pulmão e a cavidade oral.

O fruto contém flavonóides poli-antioxidantes fenólicos tais como a luteína, criptoxantina e zeaxantina, em quantidades significativas. Estes compostos eliminam os radicais livres e espécies reativas de oxigênio que atuam em processos de envelhecimento e de várias doenças. A zeaxantina, é um carotenóide importante, concentrado na mácula lútea da retina, onde proporciona funções antioxidantes e protege a retina dos raios ultravioletas nocivos.

O fruto de ameixa é rico em minerais como fluoreto de potássio e ferro. O ferro é necessário para a formação de glóbulos vermelhos. O potássio é um componente importante dos fluidos das células e do corpo, que ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão sanguínea. Além disso, a ameixa é uma fonte moderada de vitaminas do complexo B, tais como a niacina, a vitamina B6 e ácido pantatênico. Essas vitaminas atuam como cofatores e ajudam o corpo a metabolizar os carboidratos, proteínas e gorduras. A ameixa também contém níveis de cerca de 5% da RDA de vitamina, essencial para a função de muitos fatores de coagulação do sangue, metabolismo ósseo e na redução da doença de Alzheimer em idosos.

Pedra Branca realiza o 1º Fórum Comunitário "Selo Unicef Município Aprovado"

A Prefeitura Municipal de Pedra Branca aderiu ao “Selo Unicef Município Aprovado”. A partir de agora, o município inicia uma série de atividades, dentre elas, o 1º Fórum Comunitário do Selo Unicef, realizado na última sexta-feira, 18, no prédio da Escola Municipal Pref.ª Laura de Sousa Oliveira, iniciando as 08 horas com o credenciamento dos participantes convidados, estiveram presentes representantes da Comunidade Civil, Poder Executivo, Conselho Tutelar, Professores, Sindicatos, Grupos de Crianças e adolescentes Comissão Intersetorial, e representantes das secretarias em geral, Educação, Saúde, Agricultura entre outros participantes. O evento teve o objetivo de elaborar um diagnóstico dos serviços de atendimento à criança e ao adolescente da cidade e foi articulado pelas Secretarias Municipais de Educação, articuladora Marileide Juvito de S. Chagas, Trabalho e Ação Social e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), bem como demais entidades envolvidas.

A articuladora Marileide Juvito deu as boas vindas ao público, e fez uma pequena explanação do que iria acontecer durante o Fórum, mostrando o principal ponto de partida, o desenvolvimento do Selo no Município, os objetivos e o público alvo, como; gênero, raça e etnia, idade, renda, condição pessoal e territorial. 

O prefeito Allan Feliphe fez o uso da palavra dando suas saudações a todos. Após a sua fala o grupo de crianças do CRAS fizeram uma apresentação.

Maria Aparecida fez um diagnóstico sobre a situação do Município com base nos dados do Inep do ano de 2012. 
Já a mediadora Denize fez uma pequena explanação relacionada ao Selo Unicef Município aprovado, apresentou os 6 temas onde seriam discutidas as ações, por meio dos grupos. Foram credenciadas 60 pessoas ao todo e cada grupo era formado por 10 pessoas e foram divididos por meio de uma dinâmica: Grupo das Flores, Frutas, Cactos, Plantações, Animais e Serras.


Por fim, após um breve intervalo para o almoço, todos retornaram aos seus lugares. E cada grupo em plenária, propôs ações para compor o Plano Municipal de Ação. O evento demonstrou que o engajamento da comunidade é muito importante para melhorar a qualidade de vida das crianças e adolescentes do município. Para dar continuidade a Comissão Intersetorial já tem reunião marcada, com vistas a organizar o Plano Municipal de Ação, e enviar a documentação comprobatória ao UNICEF. "A conquista do SELO UNICEF é responsabilidade de todos. Contamos com você"

O município concorre à edição 2013/2016 do selo e deve comprovar significativo avanço nas políticas de atendimento às crianças e adolescentes, a partir do comprometimento dos gestores nas esferas federais, estaduais e municipais, empresas privadas e sociedade civil organizada. O Unicef reconhece o município como aprovado com o selo. O objetivo é reduzir casos cada vez mais comuns na população de zero a 17 anos, como a gravidez na adolescência, o envolvimento de jovens no mundo do crime e das drogas e a mortalidade infantil.


Selo UNICEF

Os Fóruns Selo Unicef - Município Aprovado são estratégias desenvolvidas para promover o fortalecimento da participação social nos processos de planejamento, execução, monitoramento e avaliação de políticas públicas de proteção à crianças e adolescentes, residentes em municípios que compreendem a Amazônia Legal. 


DA ASSESSORIA

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Policial Militar reage a assalto e cinco suspeitos são mortos, na Paraíba


Cinco suspeitos morreram e três pessoas ficaram feridas durante uma troca de tiros que abalou a cidade de Lagoa Seca, na tarde desta segunda-feira (21), na Região Metropolitana de Campina Grande, a 130 km de João Pessoa. O grupo pretendia assaltar a casa de um policial militar.

De acordo com a Polícia Militar, quatro deles invadiram a casa de um policial da cidade e um quinto homem deu cobertura ao grupo, do lado de fora.

(Armas que foram utilizadas pelos suspeitos)

Na residência, o policial estava em um quarto, enquanto a irmã dele, a mãe e a companheira viam televisão em outro cômodo.

Na invasão, o policial percebeu a ação e reagiu. Houve troca de tiros e o grupo tentou fugir, mas acabou sendo perseguido por outros policiais que foram acionados. Foi iniciada uma perseguição com tiroteio e os cinco suspeitos morreram. 

Conforme repassado pelo major Gilberto Felipe, subcomandante do 2º Batalhão da PM, o soldado de 29 anos, que seria o alvo dos bandidos, a mulher dele e a irmã ficaram feridos e foram levados para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina. A assessoria da unidade de saúde informou que as duas mulheres já tiveram alta e que o policial ferido ainda se encontra na Unidade de Terapia Intensiva, mas apenas por precaução, pois ele está consciente, orientado e fora de perigo.

O major disse que Lagoa Seca ficou cercada pela polícia até que a situação fosse totalmente controlada.

Hyldo Pereira

As três Prefeituras do Vale que gastaram mais de R$ 6,5 milhões com servidores em 5 meses

Gastos com pessoal em Nova Olinda, Pedra Branca e Santana dos Garrotes


Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - De janeiro a maio deste ano, as Prefeituras de Nova Olinda, Pedra Branca e Santana dos Garrotes gastaram, juntas, R$ 6.551.566,44 somente com a folha de pessoal. Em duas delas, o gasto com servidores representou mais de 40% de toda a movimentação financeira no período.

Foi o caso de Nova Olinda, que gastou, entre esses três municípios, o maior volume de recursos com pessoal. As despesas chegaram a R$ 2.426.262,70, o equivalente a 41,1% do dinheiro total movimentado (empenhado), que ultrapassou a casa dos RS 5,8 milhões. Em maio, a Prefeitura nova-olindense tinha 386 servidores, sendo 287 efetivos; 74 comissionados; 17 contratados; 7 eletivos e 1 informado como de função de confiança.

Os gastos de Santana dos Garrotes, que chegaram a R$ 2.357.371,20, também foram consideráveis, embora um pouco inferiores aos de Nova Olinda, mas o comprometimento com a folha em relação ao valor movimentado pela Prefeitura, num total de R$ 4.768.045,73, apresentou-se bem maior do que o vizinho, chegando a 49,4%. No mês cinco, a Prefeitura Santana-garrotense tinha 370 servidores, assim distribuídos: 261 efetivos; 68 comissionados; 34 contratados e 7 eletivos.

Já a Prefeitura de Pedra Branca gastou R$ 1.767.932,54 nos primeiros cinco meses do ano. As despesas representaram R$ 29,03% do montante movimentado, que corresponderam a R$ 6.089.137,54. Era 290 o número de servidores pedra-branquenses no mês de maio, dos quais 188 eram efetivos; 82 comissionados; 13 contratados; e 7 eletivos.

Com as finanças comprometidas, em boa parte, com a folha de pessoal, sobra muito pouco para os municípios investirem em obras, ações e serviços, o que requer dos prefeitos uma reformulação na sua política de governo. Foto: Santana teve um gasto considerável com o funcionalismo.

TSE registra 107 candidatos a deputado federal e 403 para estadual nas eleições da PB

Até as 14h desta segunda-feira (21), o Sistema de Divulgação de Candidaturas (DivulgaCand 2014) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) havia contabilizado 11 pedidos de registro de candidatos a presidente da República, 171 a governador de Estado, 181 a senador, 6.749 a deputado federal, 16.235 a deputado estadual e 1.003 a deputado distrital (DF) nas Eleições Gerais de 2014.

Os pedidos de candidaturas estão em avaliação pela Justiça Eleitoral.

É importante destacar que o DivulgaCand 2014 está sujeito a atualização de dados, sendo que eventuais números podem apresentar alterações em futuras consultas.

São Paulo e Alagoas, com nove cada um, e Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com oito cada, são os estados com mais pedidos de registro de candidatos a governador. Para o cargo de senador o estado do Pará lidera (11), seguido de Amapá e São Paulo, os dois com dez pedidos de registro cada.

São Paulo e Rio de Janeiro detêm mais pedidos de candidatos a deputado federal, no caso 1.354 e 1.068. São Paulo (1.987) e Rio de Janeiro (1.977) têm também mais pedidos de registro a deputado estadual. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os estados com mais vagas na Câmara dos Deputados, respectivamente 70, 53 e 46.

Acre, Roraima e Ceará, com quatro cada um, têm menos pedidos de registro de candidatos a governador. Igualam-se, com quatro candidatos ao Senado cada, o Acre e o Ceará.

Tocantins (55) e Acre (63) têm menos pedidos para deputado federal. Já Sergipe (174) e Piauí (245) foram os estados que receberam os menores números de registro para deputado estadual.

O Sistema do TSE

Ao entrar no sistema, o cidadão pode conhecer os candidatos e o número de candidaturas a presidente da República e por estado e por cargo (governador, senador, deputado federal, deputado estadual/distrital). 

Pelo DivulgaCand 2014, clicando no nome do candidato é possível obter dados sobre ele e seu número na urna, partido, nome e composição da coligação que o apoia, situação de seu pedido de registro, nome que usará na urna, grau de instrução, ocupação, site do candidato, limite de gasto de sua campanha, declaração de bens e certidões. No caso dos candidatos a presidente da República e governador de Estado, pode-se ainda conhecer as respectivas propostas de governo. Para acessar o sistema, não há necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário.

Portal Correio

Vital, Zé e Vené na festa da padroeira de Santana de Mangueira

O candidato a governador da Paraíba pela Coligação Renovação de Verdade (PMDB-PT), senador Vital do Rêgo (PMDB) participou na noite deste domingo (20) da Festa de Santana, padroeira da cidade de Santana dos Garrotes. Ele estava acompanhado do candidato a senador da coligação, José Maranhão (PMDB), do candidato a deputado federal Veneziano Vital (PMDB) e do candidato a deputado estadual Nabor Wanderley (PMDB).

Em Santana de Mangueira Vital foi recebido por diversas lideranças locais e teve a oportunidade  de falar sobre o início da campanha. Ele disse estar muito satisfeito com as primeiras ações da coligação e, sobretudo, da receptividade do público às suas propostas. “O retorno das ruas é muito bom. As pessoas paravam os carros pedindo adesivos da nossa campanha”, lembrou ele, sobre as primeiras ações ocorridas em João Pessoa.

Vital lembrou que ainda esta semana o material de campanha estará chegando a todo O estado, numa operação que vai envolver toda a estrutura da organização da campanha. O objetivo é levar as propostas do PMDB a todos os recantos do Estado, de forma a proporcionar aos paraibanos uma análise da proposta peemedebista logo no início do processo eleitoral.

Tião Lucena

Cícero Lucena declara abandono da vida pública e não apoiará ninguém na disputa estadual

O senador Cícero Lucena (PSDB), preterido da candidatura a reeleição por seu partido, anunciou nesta segunda-feira (21) que abandonará a vida pública após o fim de seu mandato.

Em nota divulgada a imprensa e em suas redes sociais, o tucano questionou as decisões do partido e criticou a postura da legenda na escolha.

“Não tenho como deixar de enfrentar a pergunta que muitos se fazem e que, acreditem, eu também faço: por que não tive o direito de tentar a reeleição? Por que o meu partido, o PSDB da Paraíba, ao qual tanto me dediquei, não reconheceu como legítimo um direito que me havia sido conferido por quase 50 por cento do eleitorado?”, questionou através da nota.

Cícero diz que a chapa do PSDB foi construída a sua revelia, e que mesmo com as opções que ele apresentou para que seu nome fosse viável, o partido não o teria respeitado. “A todos os paraibanos que reconhecem a minha postura honrada em todo este episódio, devo informar que estou me afastando da atividade política na Paraíba. Não concordo e não comungo com os procedimentos e as práticas que a contaminaram. Como nunca exerci o poder meramente pelo poder, não há prova maior de desapego que esta de não disputar qualquer mandato eletivo nestas eleições”, disse o senador.

Criticando a aliança com Ricardo Coutinho, dizendo que abriu mão de sua candidatura ao governo do Estado em 2010, ao qual disse que o povo paraibano viu ‘no que resultou’, Cícero não demonstrou apoio a nenhum candidato para as eleições estaduais, mas declarou que fará campanha para o candidato a presidência do PSDB a presidência, o senador tucano Aécio Neves.

Confira abaixo na íntegra a carta do senador tucano.

AOS PARAIBANOS

Na vida pessoal, e desde muito cedo, aprendi que não se deve invocar o nome de Deus em vão. Na minha vida pública, tive sempre a clareza de não fazê-lo para avaliar comportamentos humanos, nem muito menos julgá-los. Mas, eis que neste momento peço permissão aos amigos e à opinião púbica do meu Estado para recorrer a uma citação bíblica: “Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo o propósito debaixo do céu”.

Hoje, passada esta primeira fase do processo eleitoral paraibano de 2014, em que os partidos escolheram seus candidatos para a eleição de outubro vindouro, é chegado o meu tempo de falar.

Devo fazê-lo com a serenidade que, graças a Deus, sempre me acompanhou; com a honestidade de propósitos que nunca deixou de comandar as minhas ações. E, finalmente, com a lealdade que dediquei, nos bons e maus momentos, aos correligionários, aos amigos, aos adversários e, sobretudo, ao povo da Paraíba.

Fui vice-governador, governador, ministro de Estado, secretário de Estado, prefeito de João Pessoa e estou concluindo o mandato de senador da República, cargo para o qual fui escolhido pela vontade livre de 803.600 paraibanos, aos quais sou eternamente grato. Tenho a exata dimensão do quanto todos esses cargos são passageiros. Afinal, o que fica, o que vale, e o que nos fortalece enquanto cidadãos, são as nossas ações, as nossas práticas.

Entrei na política, em 1990, pelas mãos honradas do meu saudoso amigo e irmão Ronaldo Cunha Lima, que entre outras coisas me ensinou: “Política se faz como sacerdócio, não como negócio”.

Este ano, pleiteei legitimamente disputar a reeleição para o Senado. Pelo que estabelece a tradição política do nosso país, era candidato-nato. Mas o meu nome não constará da cédula eleitoral. Na urna eletrônica, não estarei nem com a foto nem com as minhas ideias em defesa de dias melhores para a Paraíba e pelo Brasil.

Não tenho como deixar de enfrentar a pergunta que muitos se fazem e que, acreditem, eu também faço: por que não tive o direito de tentar a reeleição? Por que o meu partido, o PSDB da Paraíba, ao qual tanto me dediquei, não reconheceu como legítimo um direito que me havia sido conferido por quase 50 por cento do eleitorado?

Durante todo este processo eleitoral, que começou em outubro do ano passado, ofereci várias soluções que viabilizavam a indicação do meu nome na disputa pelo Senado. Abri caminhos e conversas preliminares para a formação de novas alianças, preocupei-me em garantir maior tempo de propaganda para o partido no guia eleitoral e, por fim, articulei entendimentos que ajudariam numa boa composição da chapa majoritária. Nada disso foi suficiente. O desejo deliberado de me tirar do processo falou mais alto.

Por várias vezes, surpreendi-me com as informações de bastidores dando conta de que os detentores do comando partidário negociavam com outros políticos paraibanos a indicação para a disputa pelo Senado. Vi se repetir, agora, o que já ocorrera em 2010, quando fui preterido da legítima postulação ao Governo em nome de uma aliança que hoje a Paraíba inteira sabe no que resultou, e quem tinha razão.

Coerente com a minha história pessoal, que a trajetória política confirma, fui leal o tempo todo. Fui sincero, honesto e transparente. Em nome do partido e da amizade, conciliei conflitos e aparei arestas... Inúmeras arestas. Não foi o que recebi de volta.

No último dia 29 de junho, o PSDB da Paraíba reuniu-se em convenção e indicou os candidatos majoritários e proporcionais. Uma chapa foi composta à minha revelia, sem que meu nome pudesse ser apresentado aos convencionais. É difícil compreender que as coisas tenham chegado a este ponto, mas chegaram.

A esta altura, renovando os agradecimentos aos meus familiares, sempre solidários ao longo tempo; aos meus verdadeiros e fiéis amigos que se revelam no olhar e nos gestos; e, finalmente, a todos os paraibanos que reconhecem a minha postura honrada em todo este episódio, devo informar que estou me afastando da atividade política na Paraíba. Não concordo e não comungo com os procedimentos e as práticas que a contaminaram. Como nunca exerci o poder meramente pelo poder, não há prova maior de desapego que esta de não disputar qualquer mandato eletivo nestas eleições.

Deixo claro que minha decisão é hoje, e sempre será, de respeito a quaisquer das opções que, de forma livre e legítima, serão abraçadas por familiares, amigos e correligionários no atual processo eleitoral do Estado.   

No plano nacional, gostaria de me dirigir àqueles que possam considerar um pedido: vou caminhar com Aécio Neves, que representa hoje a esperança de um Brasil melhor.

Como diz o Eclesiastes, “tudo tem o seu tempo determinado”. Tempo de falar e tempo de ficar calado.

Mas, sobretudo, sempre haverá tempo para os bons propósitos.

Para quem tem Deus, nunca é tarde pra recomeçar.

João Pessoa, 21 de julho de 2014

Senador Cícero Lucena

William De Lucca

Revista Veja destaca Cássio como ficha suja que se aproveita de brechas na lei para ser candidato

O senador e candidato ao governo da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB) foi alvo de matéria da revista Veja de ontem em sua versão online. Na matéria, as jornalistas, Laryssa Borges e Marcela Mattos destacaram que o tucano foi alvo de processo e poderia ser enquadrado como ficha-suja, mas com as brechas da lei conseguiria, segundo a reportagem, assim como outros políticos, tentar se manter no poder, em algum cargo público, neste caso, como governador.

Confira a publicação:

Eleições 2014

As brechas na Lei da Ficha Limpa nas eleições pelo país

Ministério Público lança cruzada para barrar ao menos 360 políticos das eleições deste ano, mas tropeça em legislação nova e sem jurisprudência

escrito por: Laryssa Borges e Marcela Mattos, de Brasília

Criada em 2010 para promover uma depuração ética na lista de políticos que pleiteiam disputar cargos eletivos, a Lei da Ficha Limpa enfrentará seu mais duro teste em outubro e poderá banir das urnas políticos que, a partir de seus currais eleitorais, se perpetuavam impunes na administração pública. Pela primeira vez, a lei será aplicada a deputados, senadores, governadores e candidatos à Presidência da República.

Ainda que a lei esteja plenamente em vigor, o Ministério Público Eleitoral, responsável por contestar pelo menos 360 candidaturas – número que vai aumentar nas próximas semanas – com base na nova legislação de inelegibilidades até agora, prevê que políticos e advogados devem utilizar as mais diversas artimanhas para explorar brechas na Lei da Ficha Limpa e se apresentar normalmente como opção ao eleitor. Desde o início do mês, procuradores se lançaram em uma verdadeira cruzada contra políticos enrolados na Justiça, mas manobras e lacunas na lei acabam permitindo que corruptos sigam adiante nas urnas.

A exigência de ficha limpa nas eleições não é criação brasileira. Estados Unidos, Espanha, África do Sul, Uruguai, Luxemburgo, Austrália, França e Bélgica também têm legislações que impedem, em diferentes situações, a candidatura de condenados, mas nenhuma delas é tão abrangente quanto a versão sancionada no Brasil em junho de 2010. Entre os australianos, por exemplo, são inelegíveis para os cargos de senador e deputado federal pessoas penalizadas a mais de um ano de prisão, independentemente do crime cometido. Na Espanha, são barrados os condenados por terrorismo e crimes contra as instituições do Estado, mesmo que ainda recorram da sentença.

No Brasil, mesmo tendo sido apontada como marco moralizador na seara política, a Lei da Ficha Limpa não consegue retirar da vida pública boa parte dos candidatos enrolados com a justiça. Até a última sexta-feira, o banco de dados do MP registrava 605.081 informações sobre possíveis casos de inelegibilidade, que vão desde contas rejeitadas em municípios até condenações por tráfico de drogas e assassinato. Descontados os dados em duplicidade e as informações de pessoas que acabaram não se candidatando, é a partir dessa cifra que procuradores eleitorais partem para elaborar os pedidos de impugnação. Em todo o país, 1.850 candidaturas estão sendo contestadas por ações apresentadas pelo próprio MP ou por partidos e políticos.

Lacunas – Desde as últimas eleições, os procuradores mapeiam brechas que podem jogar por terra a inelegibilidade de um candidato e permitir que corruptos disputem normalmente o processo eleitoral. Para integrantes do Ministério Público, uma das principais lacunas da lei é a que permite que a Justiça suspenda a proibição do candidato disputar caso considere que ele pode reverter a condenação que o deixou de fora das urnas. O artigo 26-C da Lei da Ficha Limpa estabelece que “o órgão colegiado do tribunal (…) poderá, em caráter cautelar, suspender a inelegibilidade sempre que existir plausibilidade da pretensão recursal”.

“A nossa tradição era a de produzir efeitos das decisões judiciais depois que elas transitaram em julgado. Como isso não estava produzindo efeito, porque as decisões demoram uma eternidade, o legislador trocou esse valor da segurança jurídica pelos valores da moralidade. Mas isso gera um problema, porque se tem uma decisão que é reversível e pode deixar de acontecer até o fim da eleição. Se o juiz entender que o recurso é muito plausível e que aquela decisão parece estar errada, ele pode fazer isso. Mas é uma brecha que jogou a responsabilidade para o tribunal superior. O ideal seria que a inelegibilidade fosse decorrente do trânsito em julgado, mas que esse transito em julgado ocorresse logo”, afirma o procurador eleitoral Elton Ghersel.

Entre as catorze hipóteses para barrar um político nas eleições, a Lei da Ficha Limpa também prevê, por exemplo, que condenados por improbidade administrativa sejam impedidos de disputar a preferência do eleitor. Mas no registro das candidaturas, nem a Lei Eleitoral nem resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) exigem que os candidatos apresentem certidões cíveis, documentos onde ficam registradas essas ações de improbidade. A partir do registro de cada candidato, o Ministério Público tem apenas cinco dias para contestar a pretensão do político ao cargo e corre contra o tempo para encontrar irregularidades.

Quando os procuradores se deparam com notórios fichas sujas, como o ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, e o ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, conseguem impugnar as candidaturas mesmo se eles marotamente tiverem omitido as certidões cíveis. Com um universo de mais de 24.000 candidatos nas eleições deste ano, porém, boa parte dos candidatos – desconhecidos – passa imune à peneira da Lei da Ficha Limpa. Situação parecida ocorre quando candidatos tentam ser eleitos após terem sido condenados por conselhos profissionais. A Lei da Ficha Limpa determina a inelegibilidade dos que foram excluídos do exercício da profissão por faltas ético-profissionais, mas no registro da candidatura não é exigido nenhum atestado de nada consta de conselhos profissionais. Mais uma vez, cabe ao Ministério Público organizar um mutirão para encontrar os condenados profissionalmente e questionar suas candidaturas.

Em 2012, quando a Lei da Ficha Limpa foi aplicada pela primeira vez, a reprovação de contas de prefeitos e vice-prefeitos foi a principal causa de registros negados pela Justiça Eleitoral. Mas também neste ponto da lei os fichas sujas utilizam interpretações conflitantes nos tribunais para seguir em frente com as candidaturas. Embora alguns tribunais tenham considerado que a rejeição de contas é suficiente para tornar o candidato inelegível, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem decisões que exigem a reprovação das contas também pelos legislativos municipal, estadual ou pelo Congresso, o que permite que políticos avancem no processo eleitoral mesmo com aparente violação à Lei da Ficha Limpa.

“Antes, ao se deparar com uma irregularidade, o próprio tribunal de contas poderia declarar um candidato inelegível. Hoje tem de ser um ato de improbidade doloso e será o juiz eleitoral que dirá se a prática foi ou não proposital. Com essa mudança, o caso para na Justiça e torna o processo muito mais demorado. São tantas ações que talvez o MP não consiga aplicar tudo que saiba. Eles não têm tempo. Com isso, um ou outro candidato irregular acaba sendo beneficiado e liberado para disputar as eleições”, afirma Walter Costa Porto, ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Pelo fato de as novas regras de inelegibilidade terem sido aplicadas apenas nas eleições de 2012, quando foram eleitos prefeitos e vereadores, a Justiça Eleitoral ainda não enfrentou todas as possibilidades de questionamento da lei, o que amplia ainda mais as brechas e contestações judiciais. O ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, por exemplo, foi condenado em segunda instância por improbidade dias depois de apresentar o registro de sua candidatura na Justiça Eleitoral, mas poderá receber aval para concorrer e ficar inelegível apenas em 2016. A brecha que beneficia o político se baseia no fato de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter decisões segundo as quais o único momento para enquadrar os políticos na Lei da Ficha Limpa é o registro da candidatura, quando Arruda ainda não tinha sido penalizado pela justiça.

“A lei precisa ser interpretada e agora é hora de os tribunais fazerem construções jurisprudenciais. Doutrina e jurisprudência são justamente o que aperfeiçoariam a aplicação da Ficha Limpa. É, sem duvida, o que deve acontecer de agora em diante. A lei é nova e ainda não tem casos precedentes”, aponta o ex-presidente do TSE Carlos Velloso. “A lei foi avanço enorme no processo eleitoral brasileiro. Se existe alguma brecha, nós vamos sustentar a aplicação em sua inteireza”, afirma o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Na Paraíba

Ex-governador da Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) tenta voltar ao posto mesmo após ter sido condenado por abuso de poder político e econômico durante campanha à reeleição. Segundo a Justiça, ele distribuiu 35.000 cheques para eleitores sob o argumento de se tratar de um programa assistencial e promoveu sua candidatura em um jornal oficial. Apesar de ter a candidatura impugnada pelo MP, o senador alega que já cumpriu a pena de três anos e que, mesmo se forem aplicados os oito anos de inelegibilidade, o prazo também já teria se encerrado.

Confira a matéria no site clicando aqui

Veja

Detentos da cadeia de Piancó utilizavam até bíblia sagrada para esconder irregularidades

Operação nesta segunda apreendeu farto material irregular


Por Redação da Folha – Agentes penitenciários e policiais militares fizeram um rigoroso pente-fino no interior da cadeia pública de Piancó na manhã desta segunda-feira, 21. A revista ocupou todas as celas da cadeia e apreendeu vários objetos irregulares, entre os quais celulares, estiletes, agendas telefônicas, cartões de memória, um explosivo artesanal e até dinheiro.

Os materiais estavam escondidos nas paredes dos banheiros e em buracos no piso, segundo publicou o site Valenewspb. No fundo de uma garrafa térmica foi encontrado um celular e, dentro de uma bíblia, os agentes penitenciários encontraram dinheiro e uma agenda telefônica.


A cadeia, que é dirigida por Rufino de Lima, tem atualmente 42 detentos, a maior parte no regime fechado. Cerca de nove agentes penitenciários e quatro policiais militares participaram da operação, que foi motivada por denúncia anônima de que os presos guardavam material irregular no interior da casa de detenção. 

Fotos (Valenewspb): farto material apreendido.

Ministério Público Eleitoral impugna mais um pedido de registro de candidatura

Trata-se do candidato a deputado estadual Renault Vieira de Souza, da Coligação “A Vontade do Povo IV”. Com a nova impugnação, o número total de candidaturas impugnadas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), pela PRE/PB, sobe para 15.


A Procuradoria Regional Eleitoral na Paraíba (PRE/PB) impugnou mais um pedido de registro de candidatura para as eleições de 2014. Trata-se do candidato a deputado estadual Renault Vieira de Souza, da Coligação “A Vontade do Povo IV”. Com a nova impugnação, o número total de candidaturas impugnadas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB), pela PRE/PB, sobe para 15.

Na nova análise, foram examinados 35 requerimentos de registro individual de candidatos que pediram seu registro após o prazo de 5 de julho de 2014, uma vez que os partidos ou coligações não os incluíram no momento oportuno.

A ação tramitará no TRE-PB com direito à defesa ao impugnado. Cabe ao tribunal decidir se o candidato continuará na disputa eleitoral. Pode caber ainda recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dependendo da matéria discutida. Até lá, o candidato permanece na disputa.

Fundamentos da impugnação – A ação de impugnação de registro de candidatura contra Renautl Souza foi proposta tendo em vista a existência de reprovação de prestação de contas por parte do Tribunal de Contas da União (Acórdão nº 0144-04/03-2) e existência de condenação criminal, transitada em julgado, pela prática do crime de estelionato (artigo 171, do Código Penal), por parte da Justiça Estadual de Minas Gerais (Ação Penal nº 0130696-56.1994.8.13.0145, Comarca de Juiz de Fora/MG). O caso tem enquadramento no artigo 1º, inciso I, alíneas ‘e’ e ‘g’ da Lei da Ficha Limpa.

Outro fundamento da impugnação foi a intempestividade do pedido individual pois o registro, protocolizado no TRE-PB em 12 de julho de 2014, não atendeu ao prazo limite de 48 horas da publicação dos editais dos registros de candidaturas normais, que ocorreu no dia 9 de julho.

Situações de inelegibilidade – Segundo o procurador regional eleitoral Rodolfo Alves Silva, mais uma vez, a estratégia da PRE/PB foi priorizar a análise de situações de inelegibilidade nos 35 casos. Portanto, as condições de elegibilidade e desincompatibilização dos requerimentos de registro individual de candidatos serão analisados na mesma sistemática utilizada para os requerimentos de registro de candidatura, ou seja, irão constar nos pareceres proferidos, na qualidade de fiscal da Lei do Ministério Público, quando da vista dos respectivos processos para manifestação.

FINALMENTE: Facebook lança ferramenta que salva links para ver mais tarde

O Facebook finalmente entendeu que nem sempre os usuários estão disponíveis para consumir todo aquele conteúdo que circula pelo feed de notícias e introduziu uma opção que salva links para serem vistos posteriormente.

Chamado de "Save", o recurso entrará em funcionamento nos próximos dias tanto na web, quanto nos aplicativos para smartphones e tablets e permite que se guarde as postagens feitas na rede social.

Não só links externos podem ser salvos, mas também lugares, filmes, programas de TV e músicas. Apenas o usuário vê as coisas que guardou, mas ele pode compartilhar tudo com os contatos, se quiser. Além disso, também há uma opção que notifica o usuário para lembrá-lo sobre as coisas que estão salvas.


Na web, a novidade surgirá no menu da esquerda, onde ficam mensagens, eventos, cutucadas etc. Já nos aplicativos é preciso tocar no link "mais", os três riscos que ficam no canto inferior à direita. Para salvar um item, basta abrir as opções da postagem em questão e encontrar a opção.

Olhar Digital