terça-feira, 19 de setembro de 2017

Itaporanga, de Ontem

PENSE PASSADO
................................................
PENSE BOM DIA !
.........................................................
Itaporanga, de Ontem 
(Reynollds Augusto)

Sabe leitor, todo mundo sabe que a vida é hoje e que o passado e tampouco o futuro existem. Não é muito inteligente ficar atrelado ao passado, pois isso gera depressão ou ao futuro, pois isso gera ansiedade. Mas, como o tempo não existe, pelo menos como o concebemos, todos são momentos da vida sempre entrelaçados, pois um depende do outro. Mas a vida é hoje se tiver de ser feliz, seja hoje.
A força da vida é o momento atual. Sugiro a leitura do livro do grande Hermínio Miranda “A Memória e o Tempo” que discute com objetividade o conceito do tempo, tratando das experiências de Albert Rochas e as teorias de Freud, chegando até a dar um mergulho nas terapias de vidas passadas. É uma bela viagem leitor. Se interesse.
Falando em tempo e em passado, ontem eu fui ao Sindicato Rural de Itaporanga bater um papo com o meu passado. Rever o meu primo e amigo de infância DAMIÃO GUIMARÃES. Regredimos ao passado recente, dessa existência mesmo, pois vida ainda a temos muito, mesmo quando o corpo físico morre e isso está acontecendo comigo e com você nesse momento, não tem jeito.
O “cabra” nasceu, começou a morrer. A temporada por essas bandas é curta e têm muitos alunos, ainda, relapsos, brincando de viver, sairão do palco da vida comprometidos e terão que "repetir de ano".
Ele mostrou-me uma bela foto do meu primo Ricardo. Hoje médico nos Estados Unidos. Veio a Itaporanga rever os pais, o seu passado, junto com a esposa. Sei que saiu energizado, alimentado. Ricardo sempre foi cabra inteligente, mas ,também, está careca .É "bem" de Família. Uma pena que não o vi. Era de outra geração e também tem muita vida dentro de si;. Saudades do Doutor Ricardo.
Mas, os amigos de infância conhecem o nosso passado,por isso fuja deles. Brincadeira leitor" . É que cada qual guarda em suas mentes momentos importantes vividos. Rememoramos muita coisa boa: A banda de latas de doce, o parque de diversões que o Damião fez em frente á sua casa, no canteiro, cobrando cinco palitos de fósforos por casa rodada, as corridas de bicicletas. Eu com a minha inesquecível e discriminada “Cobal Caloi Azul”, as brigas de ruas, a concentração próximo á estatua de padre Cícero, para vermos a chuva de fogos que alumiava a noite escura, em um espetáculo de fé, que hoje ficou no passado. A banda de pífanos, cuja molecada acompanhava imitando os artistas.
Como diz o Rei, foram muitas emoções, presentes. Se tiver de resgatar o passado, leitor, relembre os momentos felizes, eles alimentam as nossas vidas íntimas.
Antigamente Itaporanga não tinha muitas opções de diversão, hoje também. A molecada precisava incrementar. Nem sinal de TV nós tínhamos. Parabólica nem se vê. Pegávamos o sinal da Rede Globo Nordeste de Pernambuco, que tinha mais chuvisco do que imagens. O Jeito era ir para rua, o palco das nossas travessuras. Tivemos uma infância feliz, sem os escravismos da tecnologia, que não é ruim, pois é instrumento, mas é que o povo de hoje se lambuza demais e perder a oportunidade de aproveitá-la como se deve , sendo aproveitada por ela.
Damião Guimarães e o Juvianês sempre foram os autores intelectuais das travessuras, hoje todas prescritas, graças a Deus.
Na época os nosso canteiros eram de terra pura. O filho de Chico de Guimarães resolveu inovar e construiu um parque um “brinquedinho” de frente a sua residência para animar a molecada. O ingresso, 10 palitos de fósforos não usados. Naquele tempo as mães ficavam revoltadas com os sumiços das caixas de fósforos.
Um pau vertical meio alto e outro horizontal, meio que transversal afixado no centro. Nos dois extremos cordas, com assentos, também de pau para sentar. No meio um dos nossos para servir de motor e sempre girava a engenhoca o moleque mais forte.
Quando começava acontecia um fenômeno interessante, todos saiam tontos cambaleantes e outros até vomitavam, mas a diversão era garantida.
Ruim mesmo foi quando chegou a minha vez. Paguei o ingresso. Sentei em uma das extremidades, alguém fez girar bem forte e eu feliz, ao redor a algazarra da molecada. Mas, a turma não se preocupava com manutenção e só em ganhar palitos de fósforos. Na minha vez o pau vertical se desgastou, soltou o pau horizontal e fui parar longe, rendendo-me alguns pontos no rosto. O parque foi interditado e a surra em casa era coisa garantida.
Passado feliz sempre presente, na vida da gente.
VIVA LEITOR! Você sabe o que é isso?
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO



segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Partiu o Grande Hélio Zenaide

VALE UMA Homenagem 
Partiu o Grande Hélio Zenaide 
Espírita, de verdade.
                                   ( Reynollds Augusto)
Morre no Memorial São Francisco o Decano do Jornalismo, Hélio Zenaide. O óbito foi confirmado nesta segunda-feira (18), por familiares e amigos que estão de luto com o falecimento.

Zenaide era jornalista, escritor e historiador.
O velório está previsto para acontecer a partir do meio dia, no Parque das Acácias, onde será sepultado no final da tarde.
Conheça Hélio Nóbrega Zenaide :
Jornalista e Historiador
Hélio Nóbrega Zenaide nasceu no dia 26 de outubro de 1926, no Engenho Barra Nova, na cidade de Alagoa Grande, filho de Heretiano Zenaide Nóbrega de Albuquerque e Maria Elvídia Nóbrega Zenaide. É casado com D. Ada Tavares Zenaide e tem quatro filhos: Maria Valéria, Maria de Nazaré, Eugênio Pacelli e Marina.

Iniciou seus estudos em Alagoa Grande como aluno da professora Lauro Nóbrega Montenegro, sua prima; vindo para a capital do Estado, continuou seu curso primário no Grupo Escolar Santo Antônio, em Jaguaribe, e foi aluno da afamada escola da professora Tércia Bonavides Barros. Concluiu o primário na Escola “Melo e Souza”, no Rio de Janeiro. Fez o curso ginasial e científico nos Colégios Salesiano e Nóbrega do Recife, onde se bacharelou em Ciências Jurídicas e Sociais pela tradicional Faculdade de Direito, em 1954.
Hélio Zenaide ainda realizou outros cursos sobre Desenvolvimento do Brasil, no Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB), do Ministério da Educação, em 1957; sobre o Desenvolvimento do Nordeste, na SUDENE, em 1960; sobre Orçamento Programa, na Universidade Federal do Ceará; e curso sobre Desenvolvimento e Segurança Nacional, na ADESG/PB.
Iniciou sua carreira como servidor público em 29 de julho de 1949, quando foi nomeado Taquígrafo da Assembléia Legislativa do Estado.

A partir daí exerceu vários cargos públicos no Estado, todos eles de grande relevância, como se segue:
Diretor do Departamento de Educação do Estado, nomeado pelo Governador Flávio Ribeiro Coutinho, que o designou para responder pelo cargo de Secretário da Educação da Paraíba.
Assessor da Imprensa, nomeado pelo governador Pedro Moreno Gondim.

Diretor do jornal A União (1961-1962).
Delegado do Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Trabalhadores em Transportes e Cargas (IAPETC) na Paraíba e Presidente da Comissão de Salário, nomeado pelo Presidente Juscelino Kubitschek.
Diretor do Tesouro do Estado na gestão do Secretário Edson Ramalho, no Governo Pedro Gondim.
Assessor de Relações Públicas do Palácio do Governo.
Reassumindo o cargo de Diretor do Tesouro do Estado, foi designado pelo governador Pedro Moreno Gondim para responder pela Secretaria de Finanças do Estado, função que também exerceu no governo de João Agripino Filho.

Chefe de Gabinete da Secretaria das Finanças na gestão do Secretário Otacílio Silva de Oliveira, no Governo João Agripino Filho e na gestão do Secretário Milton Gomes Vieira, no Governo Ernani Sátyro.
Diretor do Departamento Central da Divulgação, no Governo Ivan Bichara Sobreira.
Sub-Secretário da Indústria e Comércio.
Superintendente de Comunicação Social.
Consultor Técnico do Instituto de Previdência do Estado da Paraíba (IPEP).
Chefe de Gabinete da Secretaria de Finanças do Estado, na gestão do Secretário Marcus Ubiratan – Governo Tarcísio Burity.
Diretor Técnico do jornal A União, nomeado pelo governador Tarcísio Burity.

Chefe de Gabinete da Secretaria das Finanças do Estado, na gestão do Secretário Pedro Adelson – Governo Wilson Braga.
Assessor Especial da Secretaria das Finanças do Estado, na gestão do Secretário José Soares Nuto – Governo Ronaldo Cunha Lima.

Independente dessas altas funções, Hélio Zenaide tinha outras atividades econômicas, pois era proprietário rural e criador de gado em Juazeirinho, Paraíba, Vice-Presidente da Pesquisa S/A – Indústria e Comércio de Minérios, também em Juazeirinho, e sócio da Loja KLM – Confecções, no Manaíra Shopping.
O Jornalista
Apesar dessa intensa atividade no serviço público, Hélio Zenaide tornou-se mais conhecido por sua atuação na imprensa paraibana, onde atuou nos principais jornais e foi correspondente do jornal O Estado de São Paulo e da Agência de Notícias Meridional, dos Diários Associados.
Na imprensa, Hélio Zenaide foi comentarista político do jornal O Norte, onde se iniciou em 1950 na Campanha de José Américo de Almeida, comentarista político do Correio da Paraíbai, Redator de A Tribuna do Povo e Redator e Diretor do jornal A União, onde manteve uma coluna diária sobre Espiritismo.
Como editor, foi responsável, pela publicação da Revista do Fisco, Boletim Fiscal da Secretaria das Finanças e do jornal Tribuna Espírita.
No conceituado jornal de sociedade dos anos 70 – Jornal de Agá – Hélio Zenaide manteve uma coluna de pesquisa histórica intitulada Ronda dos Arquivos.
O Historiador
Hélio Zenaide ingressou no Instituto Histórico e Geográfico Paraibano no dia 22 de março de 1980, onde passou a ocupar como fundador a Cadeira n°. 38, cujo Patrono é o tenente-coronel Francisco Coutinho de Lima e Moura.
Sua proposta para sócio foi firmada pelos associados Archimedes Cavalcanti, Sebastião Bastos de Azevedo, Eurivaldo Caldas Tavares, Antônio Freire, Wilson Seixas, Francisco Hugo de Lima e Moura e José Leal, em 18 de janeiro de 1975 e aprovada em 14.01.1976. Em sua posse, Hélio foi saudado pelo jornalista Archimedes Cavalcanti.
Seu desempenho no Instituto levou-o a participar de várias Comissões Permanentes de Estudo e no período 1995/1998, sob a Presidência de Luiz Hugo Guimarães, exerceu o cargo de Diretor de Atividades Culturais. Desde 1955 exerce a função de Editor do Boletim Informativo Mensal do Instituto.
Seu ingresso no Instituto foi uma conseqüência dos constantes trabalhos jornalísticos abordando temas históricos da Paraíba e do País. Poderia valer a justificativa de que ele iria dar continuidade à tradição de sua tradicional família, de figuras ilustres que pertenceram aos quadros do Instituto. Foram sócios do Instituto seu avô, Senador Apolônio Zenaide Peregrino de Albuquerque Montenegro; seus tios, Deputado Francisco Seraphico da Nóbrega (fundador) e Juiz Federal Francisco de Gouveia da Nóbrega; seu pai, Heretiano Zenaide Peregrino de Albuquerque, chegou a ser proposto antes de falecer; seu primo, Humberto Carneiro da Cunha Nóbrega (que foi Presidente do IHGP; e seu parente Wilson Nóbrega Seixas. Na realidade, ele tem representado seus antecessores com o desempenho extraordinário de todos eles.
Por conta dos seus trabalhos jornalísticos, mantém em sua residência uma apreciável biblioteca particular, que é um verdadeiro arquivo da memória paraibana e nacional, pois nela encontram-se documentos raros, valendo citar o manuscrito da última mensagem do Presidente Juscelino Kubitschek.
Obras publicadas

Entre os artigos publicados na Revista do Instituto encontram-se os seguintes textos de sua lavra:
Pedro Moreno Gondim (Rev. n° 26, 1995)
Vidal de Negreiros, o Padre Vieira e o cativeiro indígena no Maranhão (Rev. n° 27, 1995)
Um pouco de história nos Decretos de luto oficial (Rev. n° 29, 1996)
Discurso de saudação à Professora Lúcia de Fátima Guerra Ferreira (Rev. n° 35, 2002).

O livro que o consagrou com a oportunidade de ingressar no Instituto Histórico foi História do Sertão do Paó, João Pessoa, A União – Cia. Editora, 1979.
Trata-se de uma pesquisa profunda sobre as origens da cidade de Alagoa Grande, que vem citada como “Sertão do Paó” e “Lagoa do Paó” nas cartas de sesmarias concedidas antes ou no início do século XVIII.
Como permanente auxiliar do governador Pedro Gondim, Hélio Zenaide era a pessoa mais autorizada para publicar um trabalho sobre aquele ilustre governador e poeta. Assim, ele publicou o volume n° 1 da Coleção PARAÍBA – Nomes da nossa História­ – PEDRO GONDIM.
Em colaboração com o jornalista Nelson Coelho da Silva, em 2002, publicou pela Editora A União o livro À Margem da Política, que reúne fatos das lutas partidárias na Paraíba.
Durante as comemorações do centenário de nascimento do Ministro Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Mello, seu conterrâneo, publicou pela Idéia Editora, em 2005, a plaqueta Ministro Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Mello.
Há um trabalho de sua autoria sobre o manancial do Buraquinho, que foi publicado pela SUDEMA, que não se sabe porque motivo não foi dado à luz.
Numerosos são seus trabalhos publicados pela imprensa paraibana, os quais já mereciam ser enfeixados em uma publicação especial.
Está concluindo uma obra sobre os Governadores da Província da Paraíba, em vias de lançamento, e agendou um Projeto de Roteiro sobre o Corpo de Engenharia do Exército Brasileiro, incluindo aí a História do 1° Grupamento de Engenharia criado pelo Presidente Café Filho pelo Decreto n° 37221, de 27 de abril de 1955.
Por ocasião do Ciclo de Debates promovido pelo o Instituto Histórico e Geográfico Paraibano para comemorar os 500 anos de Brasil um dos temas em pauta foi A Maçonaria na Paraíba, tema esse que foi exposto por Hélio Zenaide, que pertence à Loja Maçônica “Regeneração do Norte” e é o n° 10 da Grande Loja Maçônica do Estado da Paraíba, no Grau de Mestre. Aquele importante trabalho se encontra publicado nos ANAIS editados pelo Instituto.
Ao ingressar no Instituto prometeu publicar um trabalho sobre a passagem de André Vidal de Negreiros no Governo de Angola, baseado em longa pesquisa feita na Biblioteca Nacional.
Estamos aguardando sua publicação.
..............................................................................

Condenado por Homicídio Qualificado é preso pela Polícia Militar em Nova Olinda


Homens da Polícia Militar do 13º Batalhão de Itaporanga, através de um informe da Companhia Independente de Princesa Isabel (PB), conseguiram identificar e localizar Antônio Juvenal Nicácio, por volta das 13h deste sábado (16), que é procurado pela Justiça de Patos, por uma condenação de um Homicídio Qualificado em seu nome desde o ano 2010.

A prisão aconteceu na cidade de Nova Olinda, local onde o Antônio estava se escondendo a algum tempo.

Após ser preso, a PM conduziu o mesmo para a Delegacia de Polícia Civil. Antônio é natural de Princesa Isabel.

DOL 

Esquema para desviar dinheiro da transposição pode ter sido motivo de exclusão do rio Piancó. Entenda


Por Redação da Folha – Os vários desdobramentos da operação Lava-Jato e os muitos delatores ouvidos mostram claramente que um grande esquema de propinas, através do superfaturamento de obras, também funcionou na execução do projeto de Transposição de Águas do Rio São Francisco.
            I
sso pode explicar, em grande parte, a exclusão do rio Piancó do projeto atual e responder a seguinte pergunta: se a entrada de água na Paraíba pelo rio Piancó era a mais barata e também a mais viável tecnicamente, então por que foi excluída para dar lugar ao rio Piranhas? Mais do que os interesses políticos e econômicos de Sousa e Cajazeiras, a corrupção pode estar por trás dessa mudança de rota do projeto.
            
Como as nascentes do rio Piancó passam rentes ao Eixo Norte da transposição, barateando o custo financeiro da obra, além da viabilidade técnica, uma vez que o rio barra o açude de Coremas/Mãe D’água, que já tem canais abertos para grande parte do estado, o rio Piancó constava no projeto original da transposição, mas, no começo da gestão Lula, foi excluído do mapa das obras e não consta no projeto atual, que já vem sendo executado há oito anos.
            
Excluíram o rio Piancó para incluir o rio Piranhas. Essa mudança trouxe um aumento de custo superior a 1 bilhão de reais para a obra e criou outro problema: o Piranhas não tem capacidade de armazenamento nem capilaridade, ou seja, não consegue resolver o problema hídrico da maior parte do Sertão paraibano. Hoje, com a seca de Coremas e a ameaça de que grandes centros urbanos como Patos, Pombal e Santa Luzia fiquem sem água, além do próprio  Vale, muitos políticos estão agora defendendo a entrada de água pelo rio Piancó, alguns deles, que, inclusive e ironicamente, no passado trabalharam exatamente para a exclusão do rio Piancó.
            
O problema é que, como o custo de entrada de água na Paraíba pelo rio Piancó era de pouco mais de 200 milhões de reais, o governo, atendendo diversas e escusas influências, preferiu encarecer a obra em mais de 1 bilhão para aumentar a indústria da propina e deu certo. A expectativa é que a água entre no Piranhas no próximo ano, mas a maior parte do Sertão permanecerá sem água enquanto o Piancó estiver excluído. “No Brasil, o caminho mais barato e viável de uma obra pública nem sempre é o percorrido pelos políticos mandatários, porque há muitos outros interesses, nem sempre éticos, por trás das ações públicas”, disse em nota a fundação humanitária e ambiental José Francisco de Sousa, ao lamentar também que o rio Piancó teve até o nome excluido da bacia hidrográfica da qual é o principal contribuinte, a bacia Piranhas/Açu, tudo para diminuir a importância do rio Piancó e motivar sua exclusão do projeto. A entidade chegou a denunciar o caso ao Ministério Público Federal em Sousa, mas nunca teve resposta. Imagem oficial: o rio Piancó é o principal curso d'água sertanejo.

Rock in Rio: Querem salvar a Amazônia, mas não juntam o próprio lixo


O Rock in Rio 2017 se propôs, entre outras coisas, a ser um espaço em defesa da Amazônia.

Neste domingo (17) a cantora norte-americana Alicia Keys convidou ao palco a líder indígena e representante da Articulação dos Povos Indígenas no Brasil (Apib), Sonia Guajajara, para falar dos ataques à Amazônia promovidos pelo governo de Michel Temer.

O ‘Fora Temer’ também foi entoado por diversas vezes, notadamente quando a modelo internacional Gisele Bündchen lançou a campanha global Believe, uma proposta com soluções para questões sociais e ambientais. 



O drástico é ver que após os shows, a plateia, teoricamente entusiasta e simpatizante da ideia, foi incapaz de juntar o próprio lixo, destoando às completas de qualquer iniciativa

Ministro convoca o comandante do Exército para avaliar punição a general Mourão


O ministro da Defesa, Raul Jungmann, pediu explicações ao comandante do Exército sobre a fala de um general da ativa sugerindo que pode haver intervenção militar caso o Judiciário não consiga resolver "o problema político" — uma referência à miríade de casos de corrupção em apuração no país. 

Grave acidente com Jovens deixa um morto em cidade do Vale do Piancó. Saiba mais

A sua segunda vítima, de prenome, Lucas filho de “Bibica”, apresentou fratura em um dos braços foi socorrido pelo SAMU de Coremas ao Hospital da Cidade para atendimento médico.


Um grave acidente com vítima fatal foi registrado na Rodovia Estadual que interliga Cajazeirinha ao Município de Coremas, na madrugada desta sexta-feira (15).

As informações apontam que dois Jovens trafegavam de Moto pela Rodovia, quando em determinando momento, bateram em um animal, perderam o controle, caíram ao solo.

Uma Carreta vinha um pouco atrás, chegou a passar por cima de uma das vítimas que estava caída na pista de rolamento, e teve morte imediata no local. Ela foi identificada inicialmente por Gabriel.

A Polícia Militar foi acionada para isolar o local do acidente que movimentou área policial na noite.

Portal Coremas

Gleisi surta após General Mourão afirmar que está preparado para intervenção militar 'se for necessária' e 'pede a cabeça' do militar


A senadora ré e presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, ficou indignada com as declarações do general Hamilton Mourão, que, respondendo a perguntas sobre a possibilidade de intervenção militar, afirmou que o Exército está atento e intervirá se o Judiciário não cumprir sua função de afastar os corruptos do poder. Segundo o general, “Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso”. Gleisi, que é ré por corrupção e vem sendo citada em inúmeras delações mas permanece senadora graças ao foro privilegiado, pediu punição para o general. 


Quer saber como receber gratuitamente vídeos exclusivos de Jair Bolsonaro, Magno Malta, Janaína Paschoal, Álvaro Dias, além da cobertura completa da política no país? Clique aqui!

Veja  o trecho da fala do general que causou polêmica:  

23ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Piancó (14/09/2017)


Na última quinta-feira (14/09), a Câmara Municipal de Piancó, sob a presidência do vereador Hermógenes Xavier (Podemos), realizou a 23ª sessão ordinária. Compareceram todos os vereadores.

No início, usaram a Tribuna do Povo o pacifista cultural Chico Jó, que tratou de assunto do Grupo Evolução, e o ex-vereador Pádua Leite (PT), que esclareceu a atuação de seu filho Arthur Azevedo quando fora contratado advogado do município no ano de 2016 e, depois, fez graves denúncias contra o prefeito Daniel Galdino (PSD).

Terminados os discursos na Tribuna do Povo, teve início o Expediente, com a abertura de 02 (duas) CPI’s contra o prefeito Daniel Galdino (PSD), apresentadas pelos vereadores oposicionista Souzinha (PMN), Christtiane Remígio (PSB), Cícero

de Zé Rico (DEM) e Pedro Aureliano (PTdoB). A primeira (CPI nº 001/2017), diz respeito a investigação sobre os processos licitatórios; a segunda (002/2017) foi instaurada para apurar a questão das obras inacabadas.

Logo depois veio o Grande Expediente, onde todos os vereadores usaram a Tribuna para proferir discursos, uns defendendo o prefeito, e outros fazendo denúncias contra. 

Terminado o Grande Expediente, após a conferência do quórum para deliberação, foi aberta a Ordem do Dia, com a deliberação de projetos de lei e de requerimentos.

ONU deve impor humilhação mundial a Lula ao rejeitar queixa do petista de perseguição política contra Sérgio Moro


O ex-presidente Lula está prestes a sofrer mais um constrangimento internacional. Apesar de ter torrado milhões com advogados renomados no exterior para entrar com uma queixa no Comitê de Direitos Humanos da ONU, alegando que é alvo de perseguição política no Brasil, Lula deve ter seu pedido rejeitado após ter sido condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, e do depoimento de seu ex-fiel escudeiro, o ex-ministro Antonio Palocci.

A esperança do petista em frear o juiz Sérgio Moro agora não tem mais nenhuma chance de prosperar, avaliam especialistas habituados ao trabalho dos peritos independentes encarregados de analisar o pedido de Lula.

De acordo com a assessoria de imprensa da ONU, o caso está ainda sendo examinado e “não há uma previsão” de quando ele entraria na agenda do Comitê. Para 2017, o organismo tem apenas mais um encontro, em outubro. Se não for incluído na agenda dessa sessão, o exame do caso seria adiado para 2018. Mas o depoimento de Palocci no início do mês de setembro modificou bastante a situação de Lula no caso.

Este foi sem dúvida o pior revés para o petista desde que seu caso deu entrada na ONU. Se até então, a entidade sequer havia considerado possibilidade de um tratamento acelerado para o caso de Lula, agora sua situação se tornou ainda mais delicada. Segundo analistas, as chances de Lula conseguir ao menos alguma nota em seu favor já eram mínimas. Sérgio Moro é um juiz respeitado mundialmente, ao passo que Lula já vinha de

Secretaria de Saúde e NASF inicia plantão de atendimento Psicológico, em Nova Olinda


Por Ary Ramalho

A Secretaria de Saúde de Nova Olinda, através do NASF (Núcleo de Apoio à saúde da Família), inicia nesta segunda-feira, 18, o serviço de Plantão Psicológico - que vai possibilitar um serviço de escuta e acolhimento que visa restar atenção psicológica a comunidade.

Os atendimentos serão de segunda-feira à sexta-feira, e vai até o dia 22 de setembro. Não é necessário agendar.

Os atendimentos serão realizados na sede da Secretaria de Saúde no período da manhã (7h ás 11h).

Aconselhar, paralelamente, refere-se: ao processo de indicar ou prescrever caminhos, direções e procedimentos ou de criar condições para que a pessoa faça, ela própria, o julgamento das alternativas e formule suas opções.

As vezes a vida é difícil de se levar sozinho(a), não se intimide em buscar apoio quando necessário. Estaremos esperando por você!


A Secretaria de Saúde iniciou esse mês, setembro amarelo, mês de prevenção ao suicídio. #NovaOlindaPBàFavorDaVida.

Michel Temer tem moral para enquadrar o general Mourão?

Por Diario do Centro do Mundo - POR FELIPE PENA, jornalista, escritor e professor universitário 

A história começa assim:

Um general que se chama Mourão afirma que seus companheiros do Alto Comando do Exército admitem a possibilidade de uma intervenção militar no país. Ele está na ativa, define-se como eterno integrante da inteligência e, repito, se chama Mourão.

Não, amigos, o ano não é 1964.

Não há tropas descendo a serra em direção ao Rio de Janeiro, não há marchas da família com Deus pela propriedade e ninguém mais acredita no perigo daquela gente que come criancinha.

Espere.

Vamos recapitular.

Um general que se chama Mourão acha que a intervenção militar é constitucional e poderá ocorrer caso o problema político não seja resolvido pelo judiciário.

Aniversariantes do Dia:


Liliam Andrade Ramos nasceu em Itaporanga no dia 18 de setembro de 1997, estuda Psicologia na Faculdade Maurício de Nassau de dezembro de 2013 até dezembro de 2018 e mora em Campina Grande - https://www.facebook.com/liliam.andraderamos

Ellysvaneide Campos nasceu em Itaporanga no dia 18 de setembro de 1991, estudou no Colégio Batista de Itaporanga e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 99827-5733 e https://www.facebook.com/ellysvaneide.campos ou https://www.facebook.com/profile.php?id=100014049426724

Julia Vitória nasceu em Itaporanga no dia 18 de setembro de 2001, frequentou a EMEF Julio de Mesquita Filho e mora em Campinas-SP - https://www.facebook.com/profile.php?id=100013197064237

Telescópio Hubble descobre planeta escaldante que 'devora' luz

O astro se encontra a 1.400 anos-luz de nosso Sistema Solar na constelação de Auriga

Telescópio Hubble descobre planeta escaldante que 'devora' luz

Astrônomos da NASA, que trabalham com o telescópio espacial Hubble, descobriram um exoplaneta que parece "devorar" mais luz do que a refletida.

O astro se encontra a 1.400 anos-luz de nosso Sistema Solar na constelação de Auriga. Segundo indica a NASA, o WASP-12b, como foi chamado o planeta, pertence à classe "júpiteres quentes", ou seja, planeta com massa aproximada à de nosso Júpiter, mas muito mais similar à de sua estrela mãe.

Com uma temperatura que atinge 2.538 graus Celsius, este corpo celeste é tão quente que se torna impossível sobrevivência da maioria das moléculas, bem como criação de uma atmosfera ao seu redor.

Devido à ausência de "nuvens", a luz que entra não é refletida de volta ao espaço, afetando diretamente o planeta por ser transformada em energia térmica.

+ Saiba quais os 6 mistérios que restaram sobre Saturno

Taylor Bell, da Universidade McGill e Instituto de Investigação de Exoplanetas de Montreal e principal investigador do estudo realizado pelo Hubble, disse que não esperava encontrar

Sem condições de trabalho, presidente do Conselho Tutelar de Igaracy entrega cargo e deixa recado


Por Redação da Folha – O conselheiro tutelar Damião Nunes renunciou ao cargo de presidente do Conselho Tutelar de Igaracy e explicou os motivos de sua decisão. Conforme ele, a Prefeitura, na atual gestão, simplesmente abandonou o órgão de defesa dos direitos da criança e adolescente.
            
De acordo com Damião, o conselho está funcionando em um prédio totalmente desestruturado e até sem sanitário, obrigando os conselheiros e pessoas em solução de conflitos presentes no local a deixar a sede do conselho para fazer suas necessidades fisiológicas em outros lugares.
            
Segundo ainda Damião, o conselho também não dispõe de um computador funcionando para a produção dos documentos necessários para o desenvolvimento de suas atividades. O carro da instituição também está sem condições de tráfego por causa dos pneus e outros problemas, colocando em risco a vida dos conselheiros e das próprias crianças e adolescentes transportados.
            
Damião Nunes diz que encaminhou diversos ofícios para a Prefeitura pedindo a solução dos problemas, mas, passados meses e sem nenhuma resposta do prefeito Lídio Carneiro, o conselheiro resolveu renunciar ao cargo pela falta de condições mínimas de trabalho, mas só anunciou sua renúncia depois de comunicar sua decisão oficialmente ao Ministério Público.

GENGIVITE: CONHEÇA AS CAUSAS E FORMAS DE TRATAMENTO


Inchaço, sensibilidade e sangramento da gengiva durante a escovação e o uso de fio dental são os principais sintomas do problema

Saúde 247 – Além da cárie, existem outros problemas relativamente comuns que comprometem a saúde bucal. Entre eles está a gengivite, uma inflamação da gengiva causada geralmente pela placa bacteriana, uma película viscosa e incolor composta por bactérias e restos alimentares que se forma nos dentes. "A principal causa é a má higiene bucal e os sintomas são o inchaço, sensibilidade e sangramento da gengiva durante a escovação e a utilização de fio dental", afirma Rosane Menezes Faria, dentista da Caixa Seguradora Odonto. O uso de antidepressivos, antiepilépticos e algumas doenças como diabetes, epilepsia, AIDS, leucemia ou hipovitaminoses também podem levar à gengivite.

De acordo com a dentista, o diagnóstico do problema e é clínico. "O dentista avalia a qualidade da higienização dos dentes, pelo acúmulo de placa e depósito de tártaro e, em seguida, verifica a situação das gengivas", esclarece.

Rosane, da Caixa Seguradora Odonto, ainda alerta que se a enfermidade não for tratada da forma correta, ela pode evoluir para uma periodontite. "Neste caso, a inflamação passa a atingir não apenas o tecido gengival, mas também a estrutura óssea que dá suporte aos dentes. Em estágios avançados, pode levar à perda dentária." Porém, se descoberta ainda

Com presença de seu presidente estadual, PPS realiza encontro regional em Itaporanga


Por Redação da Folha – O encontro do Partido Popular Socialista, que reuniu dezenas de pessoas, foi na manhã desse sábado, 16, na Câmara Municipal de Itaporanga e contou com a presença do presidente estadual da legenda, o chefe de Gabinete do governo estadual, Nonato Bandeira.
            
Dirigentes do PPS de vários municípios do Vale participaram da reunião, momento em que o professor Ivo Filho foi definido como presidente do partido em Itaporanga e também anunciado como um dos pré-candidatos da legenda a deputado estadual.
            
Em trecho de sua fala, Nonato Bandeira disse que tem buscado o fortalecimento do partido em todo o estado visando as eleições estaduais do próximo ano, quando pretende lançar vários nomes para a Assembleia Legislativa e a Câmara Federal. Já o professor Ivo Filho disse que o Vale não tem representação política no parlamento estadual e isso dificulta a luta regional pela solução dos seus graves problemas, colocando-se à disposição do partido e da região para concorrer a uma cadeira na Assembleia em 2018.

Facebook: recurso permite 'dar um tempo' sem precisar excluir amigos

A nova função, na prática, estabelece períodos para deixar de seguir outra pessoa, grupo ou página específica. É possível escolher 24 horas, uma semana e até um mês inteiro

Facebook: recurso permite 'dar um tempo' sem precisar excluir amigos

O Facebook está testando a capacidade de dar um tempo a amizades na rede social, oferecendo uma alternativa para bloquear ou deixar de ser ‘amigo’ da pessoa indesejada.

Segundo o TechCrunch, a nova função, na prática, permite estabelecer períodos para deixar de seguir outra pessoa, grupo ou página específica. É possível escolher 24 horas, uma semana e até um mês inteiro.


Tratando-se de um teste, esta capacidade ainda não está presente para a maioria dos usuários mas, quando estiver, poderá ter acesso a ela indo ao canto superior direito de uma publicação, no ícone dos três pontos.

Notícias ao Minuto

Aos 82 anos, agricultor de Itaporanga colhe algodão e diz que o bicudo não existe mais

Por Redação da Folha – Aos 82 anos de idade, mais de 70 deles na agricultura, o trabalhador rural Antônio de Sousa Sobrinho (foto), morador do sítio Caldeirão, em Itaporanga, vai colher este ano cerca de meia tonelada de algodão e a safra poderia ter sido ainda maior se ele tivesse abrangido o plantio, mas hoje o baixo  preço do produto e falta de mercado regional desestimulam a produção.
            
Parece estranho que o senhor Antônio esteja colhendo algodão em uma área castigada pelo bicudo, praga que acabou com a lavoura algodoeira na década de 80, pondo fim à principal fonte de renda do sertanejo nordestino durante muito tempo. Mas, para o velho agricultor, sua produção este ano é a prova inconteste que o bicudo desapareceu. “Não existe mais bicudo porque ele não poderia resistir todo esse tempo sem algodão, então, como a plantação acabou, a praga desapareceu também, e quem quiser plantar, pode cultivar à vontade porque bicudo não existe mais”, argumenta ele.  
            
Seu Antônio de Sousa foi um dos grandes produtores de algodão no tempo áureo dessa cultura agrícola no Sertão e ainda hoje conserva um equipamento de descaroçar a fibra e que agora poderá voltar à atividade. “A gente precisa voltar a produzir algodão e pode ter certeza que dá certo porque percebi que esta minha plantação agora carregou e deu mais até mais do que os plantios no tempo passado, quando todo mundo produzia”, disse o trabalhador rural, que, apesar de aposentado, continua na lida dura da roça.

Luciane Hoeperes


domingo, 17 de setembro de 2017

O Velho Campestre Clube de Itaporanga

PENSE NISSO! MA PENSE AGORA MESMO
...............................................................................................
O Velho Campestre Clube de Itaporanga
(Reynollds Augusto)



Sabe leitor,  todo ser vivente precisa dar um pouco de si, para contribuir no sentindo de que a sociedade encontre o equilíbrio necessário. A tarefa é obrigatória, dentro do prisma natural organizacional, mas voluntária, pois depende de maturidade. “Muitos olham, mas não vêem; ouvem, mas não escutam”, disse Jesus Cristo.



É por isso que todos nós somos responsáveis, também, para com o desenvolvimento da criação, que é lei de Deus, progresso mesmo, dentro da lei de evolução. Como diz a música infantil espírita “... quando agente faz um bem a alguém ,quanto bem esse bem nos traz”...



Todos os domingos nós vamos á cidade de Boa Ventura, ao Cesb-Espírita, dar a nossa contribuição. É um projeto de Evangelização Espírita , que é o mesmo que Cristã, pois são sinônimos , que tem mais de vinte anos e que sempre só nos trouxe alegrias.  A grande verdade é que tudo que nós temos vai ficar e tudo que fazemos e aprendemos segue conosco. Então “cabra véi” nada contra você ter, quando o faz com honestidade, mas saiba que a moeda do mundo dos espíritos é outra. O ter, aqui, é instrumento, pois nada é nosso. Somos administradores. Né Não?



Mas, alegria mesmo é quando saímos de lá, depois de dar a nossa contribuição. Um bem interior indizível, depois  de conversar com uma comunidade carente de tudo, que passa a semana aprendendo muitas coisas erradas, mas no domingo tem a oportunidade de ver a luz e quando carregamos a luz conosco, ela afugentará as sobras onde quer que estejamos.  E não importa o lugar, a instituição, a religião. É preciso dar um pouco de si. Nada de esperar apenas pelos governos, que deveriam fazer mais, pois os sustentamos para isso . A maioria está em débito com a sociedade.



Na volta eu parei no Velho Campestre Clube de Guerra, de felicidade, de alegrias. Eu costumo contar as minhas experiências infantis, da adolescência e juventude às minhas filhas. Acho importantes esses registros. Erros e acertos são mecanismos de evolução. A mais nova sempre me cobrou de que a levasse ao velho Campestre., devido ás estórias, “enfeitadas”. Quando vínhamos de Boa Ventura o fiz.



O tempo desgastou o velho Clube, da minha infância feliz. Palco das alegrias do meu velho Pai, Ademar e enquanto ele ficava em baixo, no clube, “tomando todas” e nos ficávamos em cima , nas piscinas e no velho parque, hoje, alquebrado.



É que nada que é material existe para permanecer, só o espírito , que é imortal segue adiante, sem fenecer. Ainda deu para brincar com a minha garota. O ferro do parque está perdendo a sua força. Ainda subimos na velha gaiola, giramos nos giradores. Tudo velho, cinzento, mas fez-me regredir por um instante.



Vi o meu velho pai La em baixo, sentado em uma das cadeiras próximas ao bar, onde Manoel , Fátima, preparavam aquela excelente galinha de capoeira, com o velho “rubacao”. No palco sempre alguém tocando aquele forró pé de serra ou um som com os sucessos da época. Uma garotada feliz, sem dramas.  Vi, também, o velho MANOEL DA PIPOCA, que já deve ter nos deixado. Era deficiente de uma mão, mas conseguia fazer a mais gostosa pipoca daqueles tempos. E sempre com guaraná. Pipoca com guaraná.

Anos oitenta, Campestre lotado. São Pedro com nada mais nada menos que ELBA RAMALHO, no auge da sua carreira. Não existiam, ainda, as festas de rua. Alias, as festas de ruas acabaram com os clubes. Era uma felicidade receber o meu “TIO CARLITO”,que já partiu para a pátria espiritual; jornalista, advogado, todos os anos por esses tempos. Ele e sua família, linda, primos do coração,  vinham nos visitar. Para se ter mesas de destaque sempre as comprava “três meses antes”. Itaporanga, do mundo, voltava para rever os seus irmãos, os amigos, parentes. A cidade ficava diferente, estranha, como muita gente das velhas e novas gerações. Alguns já seguiram á dimensão do espírito. É sempre assim, estamos sempre nos despedindo.



Caí na besteira de ficar á espreita, próximo ao palco para ver Elba , a estrela, cantar. Quando começou o show me arrependi. A massa que estava por trás, dançando, empurrando freneticamente quase me esmagava. Não tinha como sair, pela multidão. O jeito era ir pelo palco. Subi, não sei como, quase derrubei Elba, fui ao camarim, as bailarinas estavam se trocando, nuas, foi uma gritaria geral. Não me importei, corri por entre todas, alcancei a porta de saída e fui respirar a beleza do ar frio da madrugada. O show continuou, mas ficou a lição. Todo show fico na ultima fila e levo um binóculo, que não sou besta.



Mas, seja esperto.
Faça o bem
Aprenda cada vez mais.
Cada dia menos um dia,
Todos na contagem regressiva
Busque a verdadeira felicidade
E siga sempre em paz.
Nessa vida





PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO 

Aniversariantes do Dia:


Corrinha Rufino nasceu em Itaporanga no dia 17 de setembro de 1978, Professora no Colégio Monteiro Lobato, estudou nas Faculdades Integradas de Patos – FIP, é casada e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/corrinha.rufino.1

Graça Rodrigues Leite (Ciola) nasceu em Itaporanga no dia 17 de setembro, Educadora em Saúde Pública na FUNASA desde 1985 até o momento, Estudou no Colégio Diocesano Dom João da Mata e Pedagogia na instituição de ensino Universidade Federal da Paraíba – UFPB, é casada e mora em João Pessoa - https://www.facebook.com/graca.rodriguesleite


Hoje Orquiza Pinto estaria completando 90 anos, já que nasceu em Misericórdia no dia 17 de setembto de 1927. Ela era filha do Grande Caçula Pinto. Parabéns!

Jucilene Hipólito nasceu em Itaporanga no dia 17 de setembro e mora eem Itaporanga. Contatos: (83) 99988-5396 - https://www.facebook.com/jucilene.hipolito

Zé Neto Felix (Zé Neto) nasceu em Itaporanga no dia 17 de setembro de 1986, Eletricista Autônomo, frequentou o Colégio Diocesano Dom João da Mata a Escola Estadual Adalgisa Teódulo da Fonseca e mora eme Itaporanga. Contatos: (83) 99914-5474 - https://www.facebook.com/zeneto.felix.9


Hoje é o aniversario de 98 anos de Lormina Herculano. Parabéns! Falta pouco!

Mulher é presa por exploração sexual de crianças em Itaporanga


Uma mulher foi presa suspeita de explorar sexualmente crianças e adolescentes em Itaporanga, Alto Sertão da Paraíba, neste sábado (16). Policiais militares do 13º Batalhão encontraram a mulher no Alto das Neves e constataram que havia um mandado de prisão em aberto contra ela. A suspeita de 29 anos foi encaminhada para a Delegacia de Itaporanga.

De acordo com a polícia, o mandado de prisão em aberto contra a mulher se enquadra no artigo 244-a do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que prevê pena de reclusão de quatro a dez anos para quem submeter menores à prostituição ou exploração sexual.

G1

Aprenda a fazer um inseticida natural para usar nas plantas

Para matar as pragas do seu jardim, o ideal é apostar na versão caseira dos inseticidas

Aprenda a fazer um inseticida natural para usar nas plantas

Quanto mais natural forem os produtos utilizados em casa, melhor, pois o contato direto com substâncias químicas muito fortes, principalmente por pessoas mais sensíveis, como crianças e idosos, ou mesmo os animais, pode desencadear reações alérgicas e, claro, muita dor de cabeça.

Para matar as pragas do seu jardim, o ideal é apostar na versão caseira dos inseticidas. O site SOS Solteiros ensina uma receita que promete manter suas plantas livres de bichinhos e sem o perigo de causar nenhuma reação.


Você vai precisar apenas de cascas de alho e cebola e água. Ferva as cascas em água, até que esta fique escura. Espere esfriar e descarte os resíduos sólidos. Coloque a água em um borrifador e aplique diariamente nas plantas. Vale ressaltar que o produto possui um cheiro forte, mas que passa em poucos minutos. Como é um produto natural, o inseticida deve ser aplicado com frequência, para fazer efeito.

Gatas


sábado, 16 de setembro de 2017

Apresentador se emociona no ar ao falar da morte de Marcelo Rezende

O jornalista morreu neste sábado e lutava há cinco meses contra um câncer no pâncreas com metástase no fígado

Apresentador se emociona no ar ao falar da morte de Marcelo Rezende

O apresentador Reinaldo Gottino, da Record, não conteve a emoção ao falar do jornalista Marcelo Rezende, que morreu, aos 65 anos, na noite deste sábado (16). No ar, Gottino ficou comovido com as próprias palavras, lembranças e legado do ex-apresentador do Cidade Alerta. Rezende lutava há cinco meses contra um câncer no pâncreas com metástase no fígado.

"Lutou bravamente nas últimas semanas. Pessoa que gostávamos muito. Esperávamos um milagre até o último instante. É com uma imensa tristeza que trazemos esta notícia", lamentou Gottino. Ainda no programa da Record News, o apresentador relembrou histórias do jornalista, como o caso Favela Naval. "Ele foi o responsável por investigar as imagens que revelavam a crueldade com que os policiais tratavam cidadãos indefesos", afirmou.


Ainda no estúdio, emocionado, Gottino reforçou o respeito de Rezende pelo telespectador, além da paixão dele pelo jornalismo. "Gostava do que fazia. Criou um novo jeito de fazer