sábado, 25 de novembro de 2017

Chegando e Voltando

Chegando e Voltando 
( Reynollds A Cabral)


Sabe leitor, tem gente que pensa que não, mas há um planejamento universal, macro, a reger as nossas vidas. Como estamos submetidos ao fenômeno da causalidade, tudo que nos acontece é reflexo do que somos, do que pensamos e do que fazemos. 

É ditame do “Direito de Deus” tão mal ensinado por uma grande parte das religiões sociais, que definitivamente, não nos liga ao Pai, no dizer de Jesus e, por vezes, implica o distanciamento ainda maior da nossa meta comum, o aperfeiçoamento. 

Muitos cegos, conduzindo cegos.

Somos moradores de uma casa difícil, uma espécie de segunda fase na ordem dos mundos, segundo os imortais. Somos um planeta de provas e expiações. 
Vez por outra a divindade envia alguns “tampas” do saber e do sentimento, como Einstein, Gandhi... e muito mais, com a missão de nos ensinar. O maior deles, sem dúvidas, foi Jesus. Mas esses são professores, tão malbaratados pela incúria humana. 

Esses são espécies de lembradores do que está incito em nossas consciências, pois somos “deuses” em potencial. Os livros tidos sagrados são lembranças do que já sabemos , mas insistimos em nos esquecer, por conta da nossa inferioridade.

A meta da “inteligência suprema do universo, causa primária de tudo” é fazer com que “nenhum só das ovelhas do meu Pai se perderá”. Pense num tempo!
Por vezes ficamos na dimensão espiritual, “descansado” refazendo as forças para voltarmos, novamente, ao plano material, físico por meio da reencarnação , estagiamos por aqui, devido a nossa condição psíquica.

Há, também, mundos felizes, onde o bem o amor, a verdade, a honestidade, a fraternidade, são a Tônica. Para conquistá-los é preciso empenho, esforço, movimentação, obra, compromisso. Há muitas rezas, muitos blá, blá, blás, muitas ilusões e pouca vivência, mas já foi pior. 

A grande verdade é que todos nós estamos nos despedindo diariamente do corpo. Não somos o corpo, mas estamos usando um. A individualidade, o espírito, segue e não tem fim. Durante o curso espaço de tempo em que permanecemos por essas bandas é preciso prestar a atenção, viver e não apenas existir.
Entendeu Leitor?

Muitos chegando, outros tantos partindo
Mas a vida do espírito, definitivamente não tem fim. 
Fica a saudade da presença física,
Mas com a certeza do reencontro
Foi só uma temporária despedida.
Não há fim.

Eu e essa mania de rimar. Um dia aprendo. Mas rimar mesmo rima o “UM AMIGO POETA”, que traz os seus versos por meio da minha amiga Lúcia, lá de Catingueira:
GANGORRA DO ESPIRITO
( Um Amigo Poeta)

A perfeição é um processo lento
Que requer perseverança
Exige dor e sofrimento
Muita fé e esperança.

Pense numa gangorra terna
Que a uma criança diverte
O espírito vive numa gangorra eterna
Onde o nascer se repete.

Estamos sempre indo
Ou estamos sempre voltando
O espírito vai progredindo 
E aos poucos vai melhorando.

É preciso “muitas vidas”
E o nascer parece inédito
Porque apenas numa vida 
Não dá para “pagar o débito”.

Quando alcança o ultimo degrau
Não precisa mais “morrer”
Não veste a roupa carnal 
Pois não precisa mais “nascer”

Eita! Que esse “espírito sertanejo” é um “cabra" da peste” e sabe, de fato rimar. Essa mensagem foi recebida no CEJN de Catingueira, por minha amiga Lucia.



PENSE NISSO! MAS PENSA AGORA MESMO

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

As Cadeiras Estão Ficando Vazias

118
As Cadeiras Estão Ficando Vazias
(Reynollds A Cabral)

Sabe leitor, cadeiras nas calçadas, no inicio da manhã e no final da tarde também é paisagem de interior. Apreciamos contemplar o nascer do sol e o seu pôr. Inicio e despedida de mais um dia de vida, dentre bilhões, que esse planeta já experimentou, “dançando” as glórias de Deus.

Quantas conversas, quantos sorrisos, quantas alegrias!

Muitas cadeiras na cidade de Itaporanga estão ficando vazias. Uma cadeira que nos deixou saudades e que não sai da nossa mente foi a “cadeira de balanços” da inesquecível “Dona Bila”, que morava na eterna Rua Pedro Américo, palcos dos sonhos, traquinagens da molecada de então, hoje todos casados, provando as suas cadeiras. Atualmente, lá, nem há cadeiras e tampouco a casa. No lugar está um excelente prédio do empresário Leonan, com lojas e muitos apartamentos para serem vendidos que não fica atrás dos outros da cidade. Itaporanga está diferente. Dizem que ela cresceu, está crescendo. Não sei se há muita vantagem.

Duas cadeiras, não menos especiais, foram as dos inesquecíveis CHICO GUIMARÃES E DONA TOINHA, sua esposa. Mulher serena, religiosa ao extremo, como a minha avó, “ católicas” por natureza. Por vezes parava junto aos dois, quando descia a Pedro Américo e tratava de temas espíritas. Aquiesciam, mas nada os demoviam da sua fé. Se bem que a Doutrina Espírita não tem o objetivo de atrair adeptos e todo aquele que se sente feliz, satisfeito com a sua fé, deve-lhe fidelidade. O Espiritismo é para quem quer algo mais. “Qualquer coisa” nos une e não comporta desavenças que é a moral do mestre Jesus, que se aplicada, o céu teria chegado á Terra. Mas, ainda, o nosso orgulho e egoísmo são que ditam as regras. Mas, já foi pior e a vida não tem pressa, nem Deus, somos imortais.

Ainda na Pedro Américo, estou a lembrar a velha cadeira do meu saudoso Pai Ademar Augusto, homem de poucas palavras, mas que sempre se esforçou para dar o melhor para sua família. Quantas vezes ficávamos sentados á beira da calçada, apreciando o movimento da “segunda avenida “ mais importante da cidade, a Pedro Américo. Era dia 20, ao longe podíamos divisar o “frenesi” da procissão do “Meu Padim Padre Cícero”. Fogos de artifícios, balões, girândolas,. bandas de pífanos, a cidade alegre, festiva. Os caboclos e as caboclas visitavam a cidade nesse dia. Os clubes ficavam cheios, muita festa, forró. O tempo também levou essa paisagem de interior.

Uma cadeira que não mais existe é a de João Ferreira, que tinha um filho com limitações mentais, como aminha tia, mas que sempre sentava á frente de sua casa para ver o movimento. Seu João era um homem sereno e formou os outros filhos. Também não há nem a casa. Perdemos o contato com a família.
Na vida é sempre assim, estamos sempre nos despedindo e tudo é impermanente, por isso que é importante não perder a oportunidade de servir, saber, amar. Receberemos cem, por um, como diz o evangelho.
São muitas cadeiras vazias. E as dos seus, leitor?

Nunca me esqueço da velha “Cadeira preguiçosa” do meu avô, Antônio Augusto, que com seu radio de pilha vermelho esperava as ondas da velha Rádio Tabajara chegar por essas bandas, quando o “sol descia”, se despedindo de todos. O velho charuto entre os dedos. Hoje ouvimos as rpadios do mundo , com excelente qualidade, pela “net”.

Quem não se lembra da cadeira da nossa inesquecível “Dona Branca”, lá de cima, do começo da Rua Pedro Américo, ao redor outras cadeiras como a do escritor Paulo Conserva. Deviam acontecer altos papos. Dona Branca lia muito e sempre me confidenciava que gostava dos meus artigos, ficava lisonjeado.
São muitas cadeiras se esvaziando...

A última cadeira vazia que observo por esses tempos é a do meu vizinho Miguel. Todos os dias, ao amanhecer, era a sua primeira ação, colocar a sua velha cadeira na calçada, alimentar a “cachorrada” e os gatos de rua e apreciar a paisagem do lindo e poético sertão.

- BOM DIA, MIGUEL?!
- Bom dia Reynollds.

Com esse cumprimento matinal o dia corria sem atropelos.

Todos nós estamos deixando as nossas cadeiras e por isso é importante refletir em torno do tema, para que possamos apreciar mais, sentir mais e viver mais, não apenas existindo. É certo que seguiremos , mas esse momento é único, nessa conjuntura, nessa encarnação, nesse contexto.

É por isso que o bíblico diz: “ só se morre uma vez”. Tá certo. Estamos nos despedindo desse corpo, desse RG, desse CPF, dessa posição social em que nos encontramos para continuar a vida que não cessa nunca. E tem gente mais para lá, do que para cá, como também, gente que mesmo pensando que ficará mais por aqui, logo nos deixa, pois o dia ninguém sabe. Tudo que é material é impermanente e só o espírito segue.

As cadeiras estão ficando vazias...

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Aniversariantes do Dia:


Damiao Braz (Damião da Capela) nasceu em Itaporanga no dia 22 de novembro de 1969, trabalhou na Noble Brasil Usina Potirendaba - SP e como Sindicomunitário Sindicato Dos Acs Ace Apa, é Agente Comunitário de Saúde na Prefeitura Municipal de Itaporanga e Auxiliar Enfermagem no Hospital Dr Adolfo Bezerra de Menezes, fez o curso de Agente Comunitário de Saúde, é casado e mora na Rua Eurico Correa, 141, em São José do Rio Preto-SP. Contatos: (17) 98119-3284 ou - https://www.facebook.com/damiaobraz.braz

Mahgna Leite (Guinha) nasceu em Itaporanga no dia 22 de novembro de 1990, Auxiliar de Consultório Dentário na UBS João Bosco de Holanda, de 20 de junho de 2016 até o momento, estuda Nutriçao nas Faculdades Integradas de Patos – FIP, de 1 de fevereiro de 2016 até o momento e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 99600-9780 e https://www.facebook.com/maagna.leite 


Maria da Conceição Morato nasceu em Itaporanga no dia 22 de novembro, Assistente Social no Ministerio Publico, estudou Serviço Social na Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, é casada e mora em João Pessoa - https://www.facebook.com/conceicaomorato

Maria Claudia Santos (Claudinha) nasceu em Itaporanga no dia 22 de novembro de 1974, é eEmpresária, estudou na Bras Cubas e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/mariaclaudia.santos.186


Quem também faz aniversário hole é Grupo Evolução de Piancó, ativo desde . Fazendo a difereça com Cultura e Cidadania. Contatos: grupo_evolucaopb/ (Instagram) e https://www.facebook.com/piancofilme ou https://www.facebook.com/pianco.evolucao.9


Maria do Socorro de Oliveira Pinto Patrício, natural de Boa Ventura, no dia 22 de novembro, onde residiu até seus treze anos de idade quando se mudou com a família (pais e irmãos) para morar em Itaporanga, em busca de estudos. Estudou no Ginásio Diocesano Dom João da Mata e no Colégio Padre Diniz, depois foi morar em João Pessoa  onde reside até hoje. Filha de José Pinto de Sousa e Ana de Oliveira Pinto de quem aprendeu a valorizar a vida e o próximo. Irmã de Divany Pinto, Paulo de Tácio, Dorinha e Jossana, como ela mesmo diz, com quem continua aprendendo o caminho da fraternidade e da convivência humana. Casada há 38 anos com Lucas Patrício com quem tem três filhas: Cristiane, Monique e Juliana, das duas primeiras filhas tem três netos. É psicopedagoga formada na UFPB, e pós graduada em Metodologia do Ensino Superior. 
Sempre se dedicou profissionalmente à educação, tendo se aposentado na Secretaria de Educação do Estado onde exerceu por muitos anos o cargo de Gerente da Inspetoria Técnica de Ensino, hoje GEAGE. Foi conselheira do Conselho Municipal de Educação e Ouvidora da Educação do Município de João Pessoa. Hoje atua em escola da rede pública de ensino na Capital paraibana desenvolvendo projetos educacionais. Determinada no alcance dos seus objetivos ela ainda tem muito a oferecer a educação desse Estado. Acreditamos no seu sucesso e estaremos aqui de pé para aplaudí-la sempre! À Socorro Pinto, Parabéns, felicidades e muitos anos de vida. Celebre este dia com muita alegria! Contatos: socorropinto (Instagram) e https://www.facebook.com/socorroopinto 

Campanha pela saúde masculina em Aguiar mobiliza cidade e une informação e ação prática

Por Redação da Folha – Mais importante do que os símbolos afixados nos prédios públicos indicando o Novembro Azul, mês dedicado à prevenção do câncer de próstata, são as ações práticas realizadas em favor da saúde masculina, especialmente em relação aos homens de baixa escolaridade e baixa renda, que têm dificuldades de acesso à informação e a exames. São em prol deles que a Secretaria Municipal de Aguiar e todas as suas equipes (UBS, CAPS, ACS e Nasf) têm agido.
            
No último dia 14, por exemplo, foi realizada uma palestra sobre o câncer da próstata: sintomas, prevenção e a importância do diagnóstico precoce para a eficácia do tratamento. O evento reuniu dezenas de homens, que tiveram a oportunidade de se inteirar sobre a doença, que está entre as maiores causas de óbito masculino no país. 
            
Depois da palestra, os homens a partir de 50 anos foram submetidos a exames de PSA para detecção de alguma alteração prostática. Além dos cuidados com a saúde, eles também receberam brindes da secretaria e foi um momento de integração e união contra a doença. Mais uma discussão sobre a doença foi realizada no Caps, desta vez o palestrante foi o médico Francisco Aureni, reunindo dezenas de pessoas.
            
A campanha contra o câncer da próstata foi aberta no dia 11 no município em um grande evento realizado em praça pública: o centro da cidade foi palco de um amplo debate e conscientização sobre a doença: panfletos e alertas sobre o problema chamaram a atenção do público em geral que acompanhou a ação da saúde municipal pela vida. O prefeito Aureni Lacerda e a secretária de saúde, Eliana Lopes, destacaram a importância da luta e todo o empenho municipal pela saúde masculina.

7 motivos para você excluir de vez o suco de caixinha da dieta

Disponíveis em vários sabores e formatos, os sucos são muitas vezes incorporados à dieta de forma indiscriminada

7 motivos para você excluir de vez o suco de caixinha da dieta

A vida cada vez mais corrida nos faz recorrer a soluções mais práticas. As prateleiras dos supermercados estão repletos de produtos apelativos, como os sucos de caixinha, que muitas vezes são vendidos como a opção mais saudável, principalmente por quem excluiu o refrigerante da dieta.

Disponíveis em vários sabores e formatos, os sucos são muitas vezes incorporados à dieta de forma indiscriminada, contudo, a grande quantidade de açúcar presente neles, principalmente nas versões industrializadas que ainda contém corantes e conservantes, faz com que este produto não seja uma alternativa tão mais saudável assim. Segundo o blog Viva Bem, do UOL, quando consumidos em excesso, estas bebidas podem causar alergias, aumento de peso e até elevação das taxas de açúcar no sangue e sobrecarga do pâncreas e fígado. O ideal é, sempre, olhar para o rótulo e seguir a máxima do "menos é mais": quanto menos ingredientes, principalmente os de nomes estranhos, melhor. Confira os sete motivos listados pelo site para cortar o suco de caixinha da sua dieta - ou pelo menos diminuir drasticamente seu consumo:

1. Excesso de açúcar - Os sucos de caixinha podem ter tanto açúcar quanto o refrigerante - ou até mais, como apontou uma pesquisa do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do

Há 68 anos chegava a Itaporanga a família Conserva


José Alves conserva Neto, (Zé Conserva), filho de Cesário Alves Conserva e Antônia da Anunciação, nasceu em Monteiro-PB no dia 19 de fevereiro de 1883, quando criança os pais foram morar em Salgueiro, onde residia os seus avós. Zé Conserva cursou apenas o primário, mas dominava muito bem a leitura e a matemática.
Foi agricultor, comerciante e sempre gostou da roça e nos momentos de folga corria para plantar e colher milho, feijão e arroz.
Casou-se a 1º vez em Salgueiro em 1923 e ficou viúvo em 1929. Viúvo decidiu morar na Prata-PB e lá instalou o seu comércio de tecido e conheceu e se apaixonou pela adolescente Maria Nery (D. Branca) com quem se casou no dia 07de outubro de 1932 e tiveram 10 filhos: Ivo, Inácio, José Conserva Filho (Teté), Anita, Cesário (césar), Socorro, Paulo, Bojinha, Mário e Lucinha.
Todos nasceram na Prata com exceção de Lucinha, que nasceu no Recife.
Na Prata comprou um sobrado (foto), onde funcionava no térreo, a loja e no 1º andar a residência, onde nasceram os 9 filhos.
Zé conserva ganhou na rifa um carro Ford, o 1º que surgiu na cidade e sem saber dirigir viajava para as cidades vizinhas, Ouro velho, Sumé e Monteiro para instalar sua banca de tecido. Em 1946 decidiu morar no Recife e lá continuou com o seu comércio na Rua da Regeneração, no Bairro de Água Fria. Zé conserva gostava muito de fazer aventuras e certo dia viajou para conhecer o sertão e viajou até Patos e lá conheceu Zé Cazuza, um caminhoneiro que convenceu a continuar a viagem até Itaporanga e assim Zé Conserva fez, conheceu, gostou da cidade e já alugou uma casa e o ponto da loja e contratou o próprio Zé Cazuza para fazer a sua mudança, se deslocando com a família de Recife a Itaporanga, onde viajaram 3 dias para chegar ao destino, chegando em Itaporanga no dia 22 de novembro de 1949, onde instalou sua residência e sua loja, O Novo Armazém (foto) e teve muito sucesso. Ele gostava tanto da roça que, no quintal da loja fez um plantio de milho, goiaba, manga, banana e abacate. Seus primeiros contatos em Itaporanga foram com o Tenente Augusto e D. Virgínia Gomes, a Avó de Neto Ferreira, que tinha um restaurante vizinho a loja. Cativou muitos amigos e tornou-se compadres das famílias; João Belo, Chagas Soares e José Araújo.
Zé conserva trabalhou e dirigiu sua Rural amarela até os seus 90 anos. Em 17 de dezembro de 1975 recebeu o título de Cidadão Itaporanguense, propositura do Vereador Francisco Bidô (Sr. Bidô). Itaporanga adotou a família Conserva e deu a Zé Conserva, Dona Branca e aos filhos César e Paulo o título de Cidadão Itaporanguense. Zé Conserva faleceu aos 94 anos, no dia 02 de fevereiro de 1987.
A família conserva se orgulha por ter sido adotada por esta Pedra Bonita.

Diabetes: conheça a receita natural que pode levar a curar dessa doença


Hoje em dia o Diabetes é uma doença que afeta milhões de pessoas no mundo inteiro, principalmente no Brasil, onde o número de casos diagnosticados da doença superar e muito a quantidade de pessoas diabéticas presentes em outros países.

Independente de idade, sexo ou condição social, os danos causados por essa doença são enormes e geralmente afetam órgãos vitais do nosso corpo como rins, fígado e até mesmo o coração. Nos casos mais crônicos da doença, o diabético corre o risco inclusive de perder membros do corpo, como a perna ou o pé por exemplo.

Até onde se sabe, a principal causa do diabetes corresponde a quantidade excessiva de açúcar presente na corrente sanguínea, mas também outros fatores podem colaborar para o desenvolvimento dessa doença nas pessoas, como a genética ou então o sedentarismo e maus hábitos alimentares.

Agora um especialista em medicina das Filipinas chamado Jaime Dy-Liaccoc tem posto isso a prova quando diz que não é o açúcar em excesso que causa o diabetes, mas a falta

Boa Ventura e Coremas serão investigadas por gastos exagerados com combustíveis

Por Isaías Teixeira/Folha do Vale - A Prefeitura de Boa Ventura é a 83ª no estado que mais gastou com combustíveis entre janeiro e setembro deste ano, conforme revela o Sagres Combustível, ferramenta virtual de transparência pública do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Foram R$ 559,5 mil desembolsados no período pelo município de 5,3 mil habitantes e um dos mais pobres da região.
           
Mas esse gasto exagerado da Prefeitura boaventurense com combustíveis chama atenção não apenas pela despesa, mas, também, pela falta de necessidade de tanto gasto. Em uma escala até 100%, Boa Ventura apresentou somente 25% no índice de eficiência de gastos como combustíveis, ficando entre os 20 piores do estado.
             
Em termos de eficiência, a situação de Boa Ventura chega a ser pior do que a de Coremas, outro município do Vale que mais gasta com combustíveis na Paraíba, conforme já revelou a Folha em matéria anterior sobre o assunto. Com a atualização dos dados, Coremas consumiu até setembro R$ 1,13 milhão com combustível e tem um índice de eficiência de 26%, um percentual a mais do que Coremas, mas, igualmente, um dos 20 piores da Paraíba.
           
O baixo índice de eficiência de Boa Ventura, Coremas e outros municípios do estado, que figuram na chamada Matriz de Risco dos Gastos com Combustíveis em 2017, levará o TCE a investigar as suas despesas com combustíveis e os desdobramentos poderão trazer resultados insatisfatórios para os seus gestores, como reprovação de contas e ações na Justiça movidas pelo Ministério Público com base em possível comprovação na disparidade entre despesa e necessidade de consumo.
            
Os maiores gastos de Boa Ventura - De acordo com o que informou a Prefeitura de Boa Ventura ao TCE, os maiores gastos com combustíveis foram consumidos pela Saúde (R$ 240,84 mil), Educação (R$ 121,35 mil) e Urbanismo (R$94,8 mil).

Miss Bumbum Ana Julia caiu na net


Confira os 3 videos que caiu na net da Miss Bumbum Pará Ana Júlia, uma mulata gostosa que tem um corpo espetacular. Em dois deles a gata aparece fazendo sexo anal e outro rapaz chamando-a para uma DP (Dupla Penetração). Em outro ela aparece chupando o pau do amigo.

Selecionamos também algumas fotos da Miss Bumbum que tem 105 cm de bunda e participou do concurso em 2016!

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Aniversariantes do Dia:


Simony Zuza nasceu em Itaporanga e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/simony.zuza

Regiane Lucas nasceu em São Paulo-SP no dia 21 de outubro, estudou Direito na UNESC - União de Ensino Superior de Campina Grande e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/regiane.lucas.1


Neneto Brasilino nasceu em Itaporanga no dia 21 de novembro de 1968, Churrasqueiro Profinional no Assim Assado Espetinhos, frequentou o Colégio Diocesano Dom João da Mata, é casado e mora em Francisco Morato-SP - https://www.facebook.com/neneto.brasilino

Kelven Araújo nasceu em Itaporanga no dia 21 de novembro de 1995, Assessor de Extensão e Bolsista Probex – UFPB, estudou no Colégio Monteiro Lobato e estuda Engenharia em Universidade Federal da Paraíba - UFPB e mora em João Pessoa - https://www.facebook.com/kelven.lima.5


Mislene Silva (Mis) nasceu em Petrolina no dia 21 de novembro de 1980, estudou na Escola Marechal Antônio Alves Filho (EMAAF), na Escola Normal Francelino de Alencar Neves e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 9998-7732 e mislene_silva1980 (Instagram) ou  https://www.facebook.com/profile.php?id=100008418243563

Weslayna Firme nasceu em Itaporanga no dia 21 de novembro de 1998, estudou no Colégio Diocesano Dom João da Mata e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/weslaynaFirme


Maria do Socorro Figueiredo nasceu em Itaporanga no dia 21 de novembro de 1964, estudou na Universidade Federal da Paraíba - UFPB, é casada e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/mariadosocorro.figueiredo.9

Boa Forma – Anitta


A estrela da edição de janeiro da Boa Forma é nada mais nada menos que Anitta, a maior cantora de funk do Brasil. Gostosa e agora dona de um corpo espetacular, Anitta faz o melhor ensaio sensual de sua carreira.

Com 23 anos e 1,62, Anitta passou por uma mudança em seu visual graças à musculação e dieta, conquistando um corpo invejável pra muitas famosas brasileiras. Veja a revista completa e fotos que coletamos nas redes sociais do melhor de Anitta num album de tirar o fôlego.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

"Vovô Miguel" Partiu

Miguel e meninasPENSE NA VIDA !
............................................................................................................
“A morte foi tragada pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão”
Até logo, Miguel Alves

....................................................................
“A morte foi tragada pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão”
( Reynollds Augusto)

Sabe leitor, hoje o dia foi “pesado” e parecia não acabar mais. Agora compreendo a sua relatividade, tão defendida pelo grande Einstein, que tinha uma inteligência acima da média. O tempo existe, sem existir; pode ser curto, mas pode ser longo, assim. O dia hoje durou “um século”, mas logo passou. Entendeu leitor?

Depois de tudo, reintegração de posse, viaturas da polícia militar, batedores, o sol causticante desse sertão poético, moídos e mais moídos e tudo mais, ao voltar para casa, tivemos que levar o meu vizinho, “Vovô Miguel”, ao hospital, só não sabíamos que seria a sua despedida do plano material.

É por isso que, leitor, o dia ninguém sabe e a vida tem uma dinâmica própria, sendo que cada uma terá que pegar esse “Ônibus de volta”a qualquer momento. E não adianta você defender que tem uma saúde de ferro, pois isso não quer dizer nada.

O fato é que nossa temporada por essas bandas é curta, mesmo chegando a setenta e três anos, como “vovô Miguel”... E dos cem também e olha que tem gente voltando com bem menos tempo. Tem gente que nem vinga. E tem gente se preparando para voltar á carne, pela reencarnação, com um medo “da peste”. Está difícil viver por essas bandas.

De uma coisa temos certeza: Ninguém aqui ficará e estamos todos na contagem regressiva, indo e voltando até não precisar mais voltar. Pense numa “peleja”.

- (Choros)
- Papai quem, agora, eu vou chamar de vovô? Não é justo.
- Você tem, agora, três “vovôs” no plano dos espíritos. Vovô Domes, Vovô Demar e agora “Vovô Miguel”
- Mas, não é a mesma coisa. Quem vai me ensinar matemática? (...)

Morrer, leitor, é mudar de lugar. Deixamos o corpo para seguir a vida, que não cessa nunca. Ainda bem. O difícil é a ausência da presença física, relativa, pois eles, quando possível , podem estar presentes. Mas, de uma forma ou de outra ela, a morte, sempre nos pega de surpresa, pois nunca estamos preparados para esse momento e ninguém quer se preparar para tal evento. Quando ela chega nos sentimos culpados de não ter amado mais, aproveitado mais, sentido mais. É natural.

A “prisão ao corpo”, por mecanismo instintivo de sobrevivência, faz-nos crer que nós somos o corpo e, na verdade, não somos o corpo, estamos usando um corpo. É claro que tem gente que se suicida, mas aí é um caso de desequilíbrio emocional e logo vem a surpresa, continuam vivos.

Sabe leitor eu já quase morri. Estava mais para lá do que para cá. Tinha tudo para morrer e não morri. Dias e dias em coma, depois de um grave acidente de moto quando retornava da cidade sorriso, ao tempo em que estudava Direito.

Vou te contar um segredo: Vivi no plano empírico tudo aquilo que estudava nos livros espíritas. Tem pessoas, que não é o meu caso, que tem alguns sentidos a mais, alem dos físicos, a isso chamamos de mediunidade. Como não a possuo ostensivamente, pois podemos tê-la ou não, apesar de todos nós sermos mais ou menos médiuns, viver essa realidade é importante como reforço de vida. O “cabra” volta menos orgulhoso e aprende a ser menos egoísta,aproveitando mais os detalhes simples da vida, que é o que interessa.

Eu sempre digo, brincando, que todo ser deveria passar por um estado de “ quase morte”. A experiência prepara você mais do que uma vida de religião, principalmente, dessas, das ilusões.

Ao tempo do meu acidente, “vovô Miguel”, "chegou junto" e ajudou a minha família. Tinha – o melhor tem- um coração grande. Mas, chegou o dia dele partir, libertar-se do corpo doente. O reencontro é coisa certa, pois estamos todos a caminho.

Tudo isso me fez relembrar Joana de Angelis, uma “guerreira” do saber, que já passou por boas, em várias reencarnações para defender a causa do Cristo. Diz ela:

“... Ninguém conseguirá driblar a morte, por mais que o intente.
Pensa com freqüência e tranqüilidade na tua desencarnação.
Considera que o momento ,por mais distante se apresente, chegará fatalmente.
Recorda os teus desencarnados com carinho, envolvendo-os em ternura e orações.
Fala-lhes mentalmente a respeito da realidade na qual se encontram e de como se devem comportar, procurando o apoio dos seus guias e proteção do Senhor da Vida.
Morrendo e retornando logo depois, Jesus cantou o hino da imortalidade gloriosa que culmina a sua trajetória na Terra de maneira insuperável”

“INTÉ" MAIS "VOVÔ MIGUEL "

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Aniversariantes do Dia:


O maestro Sandoval Moreno nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 1960, é Músico, trabalhou na Universidade Federal da Paraíba - UFPB e na Orquestra Sinfônica da Paraíba, estudou na UFPB Oficial, Música - Bacharelado – UFPB é casado e mora em João Pessoa - https://www.facebook.com/sandoval.moreno.5

Valdir Estrela Sucupira nasceu em Curral Velho no dia 17 de novembro de 1958, estudou na Unopar Universidade e mora em Imperatriz-MA. Contatos (99) 99107-7886  e https://www.facebook.com/valdir.estrelasucupira 

Edval José Figuiredo nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 1971, é casado com Inelda Bidô desde 18 de dezembro de 1992 e mora em Porto Velho-RO - https://www.facebook.com/edval.josefigueiredo


Junior Felix Silva (Jubior Play ou Pica-Pau) nasceu em Brasília-DF no dia 17 de novembro de 1981, trabalhou como Assistente de Marketing na no Armazém Paraíba, estudou no Colégio Diocesano Dom João da Mata na EEEFM Adalgisa Teodulo da Fonseca e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 99980-9778 e https://www.facebook.com/profile.php?id=100021695328789 ou https://www.facebook.com/profile.php?id=100013594596687 

Neilândia Soares nasceu no dia 17 de novembro, estudou no Colégio Diocesano Dom João da Mata,  no Unipê Centro Universitário e Personal & Professional Coaching na Sociedade Brasileira de Coaching. Contatos: http://www.brasilmec.com.br e https://www.facebook.com/neilandia.soares 


Paulo Valter nasceu em Itaporamga no dia 17 de novembro de 1997, é músico da Banda Filarmônica Cônego Manoel Firmino, estuda no  Colégio Diocesano Dom João da Mata e mora em Itaporanga. Contatos: paulovalternobregasoares.3 (Instagram) - https://www.facebook.com/paulo.valter.378 ou https://www.facebook.com/paulo.valter.376 ou https://www.facebook.com/paulo.valter.79 ou https://www.facebook.com/paulo.valter.750

Raay Feitosa nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 1995, estudou Escola Estadual Professor Francelino de Alecar Neves, Casada com Francisco Galdino e mora na Rua Caetano Rodrigues Pita em Itaporanga. Contatos: (83) 99601-5618 e https://www.facebook.com/rayane.feitosa.94

Joaquim Mendes nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 1995, Instrutor na Academia Brother Fitness Planaltina-Go, estudou no CCI e mora em Brasília-DF. Contatos: (61) 8221-8428 - https://www.facebook.com/joaquim.mendes.315080 


Junior Vidros nasceu em Piancó no dia 17 de novembro de 1987, é proprietário da empresa Junior Vidros, estudou na Universidade Estadual da Paraíba - Rede UEPB, é casado com Claudiene Gomes desde 2 de março de 2011 e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/junior.vidrositaporanga

Ana Luiza nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 2003, frequentou o Colégio Batista de Itaporanga e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/profile.php?id=100011866804745 

Bruno Silva nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 1995 e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 99609-0544- https://www.facebook.com/brunollss 


Paulo Gerson Alves Costa Lima nasceu em Itaporanga no dia 17 de novembro de 1968, estudou no 2001 CEPRUNI e Administração na Universidade Federal da Paraíba - UFPB Campus II, é casado e mora em Campina Grande - https://www.facebook.com/paulo.alvescostalima

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

O CÂNCER MORRE QUANDO VOCÊ COME ESTES 10 ALIMENTOS. CONSUMA-OS TODOS OS DIAS


Consuma este dez alimentos e tenha sua saúde de volta. Não é segredo para ninguém que o que comemos reflete na saúde do nosso corpo. Por isso, para evitar toxinas e se prevenir contra o câncer, é muito importante uma dieta saudável.

Estamos falando de frutas, verduras, legumes, proteínas magras e temperos naturais – o oposto da típica alimentação ocidental. E é bom você saber: existem alimentos naturais que são diferenciados quando o assunto é prevenção do câncer.

Esses alimentos são diferenciados porque têm a capacidade de destruir células cancerosas.

1. Cenoura
Ela é composta por betacaroteno, um antioxidante capaz de retardar o crescimento das células cancerosas e proteger o corpo das toxinas, já que atua nas membranas celulares.
A cenoura também pode fornecer antioxidantes que combatem o HPV, além de agir no tratamento de leucemia.

2.Vegetais crucíferos
A couve, o brócolis, o repolho e couve-flor têm sulforafano e indol-3-carbinol.
Sabe o que isso significa? Que eles podem combater as toxinas e as células que podem se

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Aumento abusivo na conta de energia revolta consumidores de Itaporanga e Conceição

Por Redação da Folha – Ao receberem a conta de energia este mês, muitos consumidores de Itaporanga e Conceição tiveram uma surpresa nada agradável. Uma surpresa que se transformou  em revolta. Muitos argumentam que não ocorreu o consumo alegado pela concessionária para majorar o valor da conta.  Em alguns casos, o aumento chegou a 100%.
          
“É impossível você aumentar seu consumo em 100% de um mês para o outro, principalmente porque não houve aumento de pessoa em casa nem de eletrônicos nem eletrodomésticos”, comentou um morador da Avenida Solon de Lucena, centro de Conceição, cuja conta subiu de 200 reais para mais de 400, o que o motivou a entrar na Justiça contra a Energisa.
            
Em outros casos observados pela reportagem, a cobrança abusiva fica ainda mais evidente: em residências fechadas, a concessionária registrou aumento de consumo de um mês para o outro e aumentou o valor da conta. “Como pode ter havido aumento de consumo se não tinha gente consumindo?”, questiona um proprietário de imóveis, que também poderá recorrer à Justiça se o problema não for sanado administrativamente.
            
Em Itaporanga, o aumento de consumo alegado pela empresa para majorar a conta de luz também é questionado por muitos consumidores e há, de fato, evidência de aumento abusivo em muitas residências.
            
Um casal de idosos, morador da Rua Marta Batista de Moura, centro de Itaporanga, viu sua energia subir de pouco mais de 100 reais para mais de 180, um reajuste descomunal de um mês para o outro. A concessionária alega, na descrição da conta, um aumento do consumo em 50 kwh, mas os dois moradores da casa não concordam: acham impossível apenas duas pessoas idosas aumentarem o consumo tão expressivamente no intervalo de tão pouco tempo, quando, em vez de gastar mais, eles fizeram foi reduzir o consumo no período. "Mas foi pior, se soubesse, não tinha feito tanto sacrifício, porque já tinha achado caro 100 reais no mês passado e, por isso, economizei, mas foi pior", comentou a idosa. 
            
É importante registrar que a cobrança do mês passado teve uma diferença para este em razão do aumento da bandeira tarifária, com um adicional da bandeira vermelha em função do aumento do custo da energia por conta da seca nas hidrelétricas, mas o reajuste da tarifa não explica o aumento abusivo das contas em muitos casos. Foto: de um mês para outro, um reajuste inexplicável na conta.