segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Foi em 1997


1 Família IMG-20171215-WA0044-300x169Foi em 1997
(Reynollds Augusto)
Sabe leitor nós nos casamos cedo, por impulso do destino.  Na verdade eu sempre tive medo do casamento, é  que ele é um passo definitivo, ou deveria ser,  na vida de dois seres que se comprometem. Principalmente quando você está ainda “saindo das fraudas”.
Nós não avançamos o sinal, leitor. Nem se deve, pois sempre é preciso maturar todo relacionamento antes de dar o passo final, ao inicio de uma união, que não deve ter fim.
O bom mesmo é casar  quando já se já está  “resolvido”e esse sempre foi o meu propósito, para não sofrer ou fazer sofrer, só  assim  a “ Coisa”  dá certo.
É que há situações na vida que implicam peremptoriedade, ou seja, compromisso,  que você não pode fugir e outras são conseqüências do nosso livre-arbítrio na busca as conquistas, do movimento evolutivo pessoal. Muitas coisas estão traçadas, antes, outras são escolhidas de pronto.
Envolveram o Pai da minha esposa em algo complicado e foi um momento difícil para a família. Foi provado a sua inocência e ele, depois, desgostoso, vendeu tudo que tinha e foi morar em João Pessoa. Não deu outra  ou nós nos casávamos ou nós nos separávamos. Optei pela primeira opção em um tempo complicado, de vacas magríssimas, de carência material , de sofrimento mesmo, mas que foi vencido pelo amor.   Dá um livro emocionante, leitor,  essa estória. Mas essa   posso contar em outro momento.
Quero abrir aspas para  dizer que a minha esposa, mesmo sem me conhecer, havia confidenciado a sua melhor amiga que iria casar-se  comigo. Foi uma espécie de “insight”. Na época estávamos a namorar outras pessoas ,mas  “Maktub”. Deve ser por isso que nós nunca conseguíamos firmar algo mais profundo com outras garotas,  lindas, compromissadas e vão as nossas desculpas.
Dois anos depois tivemos as gêmeas, Thays e Camila. Estava a trabalhar e a mulher em João Pessoa,  fazendo acompanhamento para que as garotas vingassem, devido a uma dificuldade própria. A minha quase mãe Terezinha Augusto, a levava ao médico quando de repente, no trânsito, ela entrava em “trabalho de parto”. Foi uma correria e sufoco danados, muita apreensão, suor, dúvidas, lágrimas. A minha galega- hoje ruivada- coitada!- estava a beber sangue, pois a placenta estourara, sendo necessária uma emergente intervenção cirúrgica, sem nada programar, contávamos com as conjunturas do momento, hospitais cheios, mas a vida nos encaminhou á maternidade FREI DAMIÃO, que á época, estava sendo dirigida pela média Doutora Lisonete, do nosso coração. No fim deu tudo certo.
Primeiro foi preciso tirar Camila, a mais velha, pelos menos 5 minutos antes  e isso implica um problema, pois quando não podemos estar junto à família, o bastão é passado para ela e a outra fica enraivada, por ser a irmã a ditar as regras. Fazer o que?  É da lei.
Hoje é um dia especial e todos nos os temos. Quero dizer que as amo, apesar da minha frivolidade em alguns momentos. É que o “cabra macho” tem dificuldade de expressar os sentimentos. Mas, ama mais. Que possam encontrar um lugar aos sol, nesse mundo de tanta sombra; que possam encontrar a felicidade,pois ela é meta de cada um; que possam viver conquistando, principalmente os valores do espírito que são essenciais e o caminho para  uma vida feliz. Todo o resto vem por acréscimo, disse Jesus, é da lei.
Papai as ama!
PARABÉNS!
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Depois da Chuva, a Caminhada

 
PENSE CHUVARADA
.....................................................
20180127_100906  Depois da Chuva, a Caminhada
 
( Reynollds Augusto)
 
Sabe leitor, quando a chuva chega o sertão fica em festa. A paisagem se torna agradável, com um verde diferente, pintado pelo pincel da causa primária de tudo, que estabeleceu leis universais e tão perfeitas quanto ele próprio, daí não comportar mudanças, pois já é. Chamam-no de Deus, mas não importa é apena um nome.
 
As leis de Deus são diferentes das leis sociais. Essas são frágeis e mudam ao sabor dos acontecimentos e dos interesses. Hoje, vemos que a mudança não vem do povo, o verdadeiro dono do poder, que á a gênese de todo Estado, mas sim de grupos, que “brigam” pela posse do “ouro de tolo”, que terão de devolver a qualquer tempo as suas posses, pois somos apenas administradores e teremos que prestar contas da nossa administração.
 
E tem “cabra” mais para lá do que pra cá. Seguiremos sofrendo ou não, pois das Leis de Deus ninguém foge e só se leva o que se sabe, o que se sente e o resultado do bem que se fez. Todo o resto fica por aqui.
 
Temos notícias que têm “cabras”, que foram evidentes sociais, em francas dificuldades.
 
Logo que a chuva, ou melhor, o “dilúvio” chegou a Itaporanga, ficamos felizes, mas preocupados. Mais feliz do que preocupado, pois a natureza foi generosa e a “tromba d’água “ fez sangrar alguns açudes pequenos e até estourar outros. É que é tempo de felicidade. Coisas do nosso planeta que oscila nos seus estados, ora triste, ora acabrunhado. É como as nossas vidas leitor, com diz o espírito “UM AMIGO POETA”, que anos depois confidencio-nos ser o Inácio da Catingueira, o poeta escravo das excelentes pelejas do sertão: A vida é um tobogã.
 
Mas, os imortais afirmam que podemos ser tão felizes quanto o planeta permita. Não aquela felicidade real, que é um estado interior de conquista, mas a felicidade relativa, que não depende das posses ou das pessoas.
 
capa-25O planeta é difícil, se pudéssemos ver e sentir os eflúvios mentais isso nos causaria estupor. Mas, já foi pior e a paisagem ta mudando, por ser conseqüência da lei da natureza, a do progresso. Ou o “cabra” evoluiu ou evolui. Como Deus não atenta contra a liberdade de escolha dos seus filhos, vai deixando que colha o resultado do que se faz e pensa. Com maturidade espiritual, chegaremos à felicidade.
 
Logo que parou a chuva montei no meu "Cavalo Alado" e fui observar o seu recultado. Ali, o VALMIR, um dos mestres de obras mais experientes de Itaporanga e o “cabra” mais gaiato que já vi. Fez da sua “caixa d’água” um barco, solto e livre, pelas ruas do “Conjunto Paulus” e logo atrás o VAGUINHO, que deu umas nadadas nas ruas daquele bairro.É que, como a cidade cresce assustadoramente, a turma construiu as suas casas ás várzeas do riacho e não tem jeito. É torcer para não vir outra chuva daquela para que VALMIR não bote mais o seu “barco” nas ruas
 
CantinhoLa na frente , um espetáculo á parte, pelas bandas do Sítio Cantinho , do avô da linda e talentosa LUCY ALVES, muita chuva que fez sangrar o açude do cantinho .
 
20180127_144117Vi também o açude do saudoso JOÃO BELO, avô no meu inesquecível primo WALMIR JUNIOR, que mora lá pelas bandas de Campina Grande e é, hoje, um professor de química "da peste", sem falar que toca uma bateria como ninguém. Também sangrando. Nós, quando, crianças, banhávamos muito naquele açude e pescávamos também. Íamos de bicicleta e sempre foi uma festa.20180127_144217
 
Ontem á tarde eu fui á minha caminhada. Sempre o faço pela estrada que liga Itaporanga a São José de Caiana, que fora pavimentada pelo Governo Ricardo Coutinho, ponto para ele. Por lá, leitor, se aprecia o por do sol mais espetacular desse planeta, por trás da serras, sempre paro para me despedir dele. É muita emoção! Tem gente que segue sem prestar atenção. São aquelas pessoas que existem e não sabem viver. Oscilam em torno dos seus problemas e não vê diferente e caminha sofrendo, fazendo os outros sofrer.
 
Bom mesmo foi ver a lua, feliz; as nuvens se formando, com aquela beleza de um misto de sol e chuva; o perfume no ar, a bicharada alegre.
 
Às margens da estrada, a sinfônica dos sapinhos e dos grilos, sendo a melhor música para os ouvidos. É tempo de festa, prestemos atenção. O dia, ninguém sabe, nada de viver de ilusão.
 
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Agradecimento da Dra. Thais Bezerra Ventura pelo Título de Cidadã itaporanguense


Meu nome é Thaís Bezerra Ventura, nascida em 01/06/1984 na cidade de João Pessoa. Morei durante a primeira infância em Coremas e vim para Itaporanga aos 05 anos de idade. Aqui cresci, estudei, fiz amigos e me estabeleci... Me formei médica em 2010 pela Faculdade de Ciências médicas da Paraíba. Em 2014 concluí o programa de residência médica em anestesiologia pelo Centro de Ensino e Treinamento Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. Meu trabalho de conclusão de curso foi Raquianestesia Unilateral para Herniorrafia Inguinal. Estudo que me deu bastante notoriedade no cenário paraibano e nacional, culminando com o reconhecimento mais honroso que foi receber o título de cidadã itaporanguense. Mas que técnica anestésica é esta e qual a sua importância?

A grosso modo, raquianestesia é uma técnica que consiste na injeção de anestésico na medula. O contato deste anestésico com as raízes nervosas promove anestesia da cintura para baixo. Na residência médica, tive contato com alguns anestesistas que realizavam a técnica de forma unilateral para cirurgias nas pernas. Eram injetados metade da dose usual e mantinha-se o paciente deitado de lado por 15 minutos. Esta feita era de grande valia, pois sabemos que a diferença entre o veneno e o remédio é apenas a dose. Pois bem, quanto menor a dose, menos efeitos colaterais. Sempre observei e fiz essa anestesia para cirurgias dos membros inferiores, mas ficava com aquela pulga atrás da orelha: Por que não daria certo também nas cirurgias abdominais?

E esse foi o objetivo do meu estudo: durante um ano realizei raquianestesias unilaterais em pacientes submetidos a cirurgias de hérnias da parede abdominal unilateral, técnica nunca antes estudada (inédita). Comparei dois grupos: técnica convencional X técnica unilateral e provei ser esta última a melhor para os pacientes promovendo menor hipotensão, menor bradicardia, menor tempo de recuperação da anestesia, alta hospitalar mais precoce e maior satisfação dos usuários.
Em 2018, esse estudo terá continuidade. Será multicêntrico (realizado em vários hospitais) e testado com outras drogas anestésicas com posterior publicação em revistas científicas nacionais e internacionais.
Além das pesquisas no campo da anestesiologia, darei continuidade ao trabalho desenvolvido no Programa Saúde da Família, pois acredito que na atenção primária poderemos resolver 90% dos problemas de saúde da população.

Itaporanga, obrigada pelo reconhecimento. Sua mais nova filha promete retribuir com muita pesquisa, estudo e trabalho em prol dos conterrâneos!



O portaldovale parabeniza aquela que exerce sua profissão de forma honrosa e com toda dedicação, amor e responsabilidade sem olhar a quem. Seu nome se resume em duas palavras COMPETÊNCIA e HUMILDADE

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

O Último Ensaio do Grupo Prima, de Itaporanga de 2017

1primaO Último Ensaio do  Grupo Prima,  de Itaporanga de  2017
( Reynollds Augusto)

Sabe leitor,  hoje eu fui ver o ensaio da Orquestra  Radegundes Feitosa, uma homenagem àquele nosso filho internacional,   que partiu fora do combinado. Foi o seu último ensaio antes da sua apresentação do ano, no Centro Pastoral de Itaporanga. Seria bom que todos nós estivéssemos presentes para prestigiá-los.
20171218_191226É uma vergonha a cidade dos músicos  não possuir uma área destinada a concertos. Muitos talentos escondidos, pouca movimentação dos nossos políticos para evidenciá-los. Ficam politicando , divagando, em torno de quimeras. Não dá para fazer tudo, mas é possível eleger o essencial e isso depende de sensibilidade.  Também, muitos atores, poetas, cordelistas, malbaratados. Uma cidade sem arte é uma cidade sem alma.
Foi preciso a ousadia de um dos nossos filhos, PAULO RAINÉRIO, para criar  o FICA ( Festival Itaporanguense  de Cultura e Arte), que sempre acontecia no mês novembro  e era uma maravilha. Não dá para bancar “sozinho”. Esse ano, novamente, não houve. Muitas promessas, falas  nas rádios, de políticos para o retorno do projeto e NADA.  Vai meu reconhecimento ao Rainério, um homem polivalente e de visão.
20171218_200747A orquestra dos garotos e garotas é  uma “cria” do Polo Prima , de Itaporanga, um projeto  do Governo  Estadual, que muito faz e anda fazendo, apesar das críticas, criticáveis,  do grupo de oposição.  Esse foi um projeto que deu certo e que levou a magia da música clássica ás escolas públicas. Dá gosto de ver aquela meninada se aperfeiçoando cada vez mais.
É interessante que quando chegamos ao   Grupo do Estado, tudo parece um caos. Violas, violinos, violoncelo, todos os metais, sopros, bateria, piano... Cada um no seu lugar executando os acordes pontualmente, mas quando o maestro “Mámá”  chama o feito á ordem e dá o seu grito, primeiro o silêncio, depois a ordem das harmonias. E tudo, leitor, vira uma beleza para os ouvidos.
20171218_193029Isso me fez relembrar aquela propositura bíblica que simboliza o início da vida, dizendo que antes tudo era o caos e depois, Deus, não necessariamente esse “deus” da maioria das religiões, começa a colocar cada coisa no seu devido  lugar. É um símbolo, mas tem sentido.
O maestro da existência – Deus-  que ainda é inalcançável por nossa medíocre racionalidade.  É  a causa causal de tudo e isso é evidente, pois não há efeito sem causa. Diz  um dos nossos axiomas científicos. E como o nada, não cria nada e o nada nem existe, Deus, a causa primária de tudo, inteligência  Suprema do universo foi quem harmonizou o caos inicial, promovendo equilíbrio, geral.
 Eita! Rimou
Mas,  vamos estar presentes nesse dia 22 de dezembro, sexta-feira, pelas 19 horas no CENTRO PASTORAL DE ITAPORANGA, de frente a Praça da Matriz.  Vamos prestigiar essa garotada bonita, cheia de energia e de sonhos, executar os seus acodes de vida, pela  condução do seu maestro “MAMÁ ” a quem  o cumprimento, em nome dos outros professores, que labutam nesse espaço dos sonhos. Nada de ficar em casa. Será uma noite especial. Um concerto gratuito, o último do ano.
Lembrei-me do professor Alan Kardec, quando foi escolhido para realizar  a Codificação Espírita, que é instrumento afinado a executar as peças de  Deus:
Existe  realmente a música celeste? As almas dos homens que, após a morte do corpo material, retornam  ao mundo espiritual  continuam  gostando de compor e ouvir música? Está na questão 251 de  O LIVRO DOS ESPÍRITOS. 251. São sensíveis à música os Espíritos?
“Aludes à música terrena? Que é ela comparada à música celeste? A esta harmonia de que nada na Terra vos pode dar idéia? Uma está para a outra como o canto do selvagem para uma doce melodia. Não obstante, Espíritos vulgares podem experimentar certo prazer em ouvir a vossa música, por lhes não ser dado ainda compreenderem outra mais sublime. A música possui infinitos encantos para os Espíritos, por terem eles muito desenvolvidas as qualidades sensitivas. Refiro-me à música celeste, que é tudo o que de mais belo e delicado pode a imaginação espiritual concebe

A Música clássica tem um pouco da música celeste.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

domingo, 10 de dezembro de 2017

Itália Zago e Jardel Amâncio no Centro Espírita Jesus de Nazareth, de Itaporanga





PENSE NISSO! PENSE AGORA MESMO
………………………………………………………………….
Itália Zago e Jardel Amâncio no Centro Espírita Jesus de Nazareth, de Itaporanga
(Reynollds Augusto)

Sabe leitor ontem foi especial a Reunião Pública do Centro Espírita Jesus de Nazareth. Ela acontece sempre aos sábados e pelas 20 horas. É similar á sua missa, ao seu culto e representa um encontro com Jesus, o mestre da vida.

Nada de novo no ar. A grande verdade é que os princípios do professor, por excelência, ainda não estão sendo vividos, daí tanto desequilíbrio. E tem gente que defende que ele vai voltar. Bobagem!

Nunca nos deixou e talvez, com o recrudescer do materialismo sufocante, talvez o assassinemos, novamente e com mais ódio.
As falas giraram em torno no Natal e do papel que a Doutrina Espírita representa no mundo, sendo, sem dúvida – assim sim- Jesus de volta.
Se não me engano fora a estréia de Itália e minha debatedora, da bancada do Programa Pense Nisso, na tribuna espírita e saiu-se bem demais.

Mulher inteligente e que nos transmite uma energia boa, de alegria, vivacidade e convicção. É nova na Doutrina Espírita, mas , por ser estudiosa, está compreendendo bem o papel do CONSOLADOR PROMETIDO POR JESUS, que tem o fito de afugentar a escuridão que ainda insiste em permanecer no nosso Orbe.
Por vezes , sendo compreensível, nós nos perdemos nos caminhos e não conseguimos dar o necessário empenho na divulgação e vivência dos princípios do Doutrina Espírita que é tem objetivo macro na ordem universal.

 Vivemos deslumbrados com as luzes do mundo e perdemos o foco, muitas vezes desviando-nos dos propósitos de levar essa Doutrina ao velador e optamos pela indiferença . E quando servimos a dois ou mais senhores, vamos sempre, negligenciar com um .

Foi por isso que Jesus lançou o princípio de que Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro…


Primeiro veio Moisés, depois Jesus e agora o Espiritismo ,que não é construção de um homem, mas sim propósito de Deus para o equilíbrio da humanidade.
Vale relembrar o “Espírito de Verdade” , na abertura de O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, que na minha opinião, mas há posições divergentes, foi uma mensagem do próprio Jesus:
Advento do Espírito da Verdade
ESPÍRITO DE VERDADE
Paris, 1860

5 – Venho, como outrora, entre os filhos desgarrados de Israel, trazer a verdade e dissipar as trevas. Escutai-me. O Espiritismo, como outrora a minha palavra, deve lembrar os incrédulos que acima deles reina a verdade imutável: o Deus bom, o Deus grande, que faz germinar as plantas e que levanta as ondas. Eu revelei a doutrina divina; e, como um segador, liguei em feixes o bem esparso pela humanidade, e disse: “Vinde a mim, todos vós que sofreis!”

Mas os homens ingratos se desviaram da estrada larga e reta que conduz ao Reino de meu Pai, perdendo-se nas ásperas veredas da impiedade. Meu Pai não quer aniquilar a raça humana. Ele quer que, ajudando-vos uns aos outros, mortos e vivos, ou seja, mortos segundo a carne, porque a morte não existe, sejais socorridos, e que não mais a voz dos profetas e dos apóstolos, mas a voz dos que se foram, faça-se ouvir para vos gritar: Crede e orai! Porque a morte é a ressurreição, e a vida é a prova escolhida, durante a qual vossas virtudes cultivadas devem crescer e desenvolver-se como o cedro.

Homens fracos, que vos limitais às trevas de vossa inteligência, não afasteis a tocha que a clemência divina vos coloca nas mãos, para iluminar vossa rota e vos reconduzir, crianças perdidas, ao regaço de vosso Pai.

Estou demasiado tocado de compaixão pelas vossas misérias, por vossa imensa fraqueza, para não estender a mão em socorro aos infelizes extraviados que, vendo o céu, caem nos abismos do erro. Crede, amai, meditai todas as coisas que vos são reveladas; não misturem o joio ao bom grão, as utopias com as verdades.

Espíritas; amai-vos, eis o primeiro ensinamento; instruí-vos, eis o segundo. Todas as verdades se encontram no Cristianismo; os erros que nele se enraizaram são de origem humana; e eis que, de além túmulo, que acreditáveis vazios, vozes vos clamam: Irmãos! Nada perece. Jesus Cristo é o vencedor do mal; sede os vencedores da impiedade!

Foi uma noite especial. Obrigado Jardel e Itália.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

sábado, 9 de dezembro de 2017

Chega ao fim a Festa da Padroeira de Itaporanga

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
..................................................................................
Chega ao fim a Festa da Padroeira de Itaporanga
(Reynollds Augusto)
Sabe leitor, todas as sextas eu saio com a família para passear, á noite. É coisa certa.
A noite de Itaporanga está cada vez mais diversificada. A primeira idéia seria ir ao restaurante do nosso craque Edmundo, o Bar e Churrascaria Churras Prime. Um excelente local para se passar algumas horas proseando e degustando “excelentes pratos”, com uma turma animada. Eu até tentei, mas não deu. Não tinha nem onde estacionar.
20171208_204644Resolvi ir ao final da Festa da Padroeira, que aproveita esse momento para reunir os nossos irmãos católicos em torno de um objetivo comum, que é de capitalizar-se para efetivar as suas obras no ano vindouro. Nada mais justo. É tradicionalíssima essa festa de fim de ano, hoje com outra “cara”.
É próprio da vida, a impermanência. Só o espírito imortal segue para sempre a sua trajetória sem fim. Aqui, leitor, um mini-curso e tem “aluno” que não quer aprender nada e ainda saí comprometido, em recuperação e ás vezes precisa “repetir o ano”, aí vem a reencarnação, como disse Jesus: “ Ninguem pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo”. Entendeu leitor?
Mas , tem jeito não, há uma fatalidade atingir que é a plenitude, que as religiões tradicionais apelidam de “Salvação”, afinal “Nenhum só as ovelhas do meu Pai se perderá”. Nenhuma leitor!
Todos os seres humanos, espíritos encarnados e desencarnados atingirão essa meta: Católicos, Espíritas, Evangélicos, judeus, cristãos, budistas,muçulmanos,... e até ateus.
Deus não está preocupado se você crê nele ou não, ele existe de todo jeito, mas sabe que as suas leis naturais vão lhe encaminhar ao propósito finalistico da vida , o progresso. Pois é. Duvide Não!
Estava agradável a noite. Como eram agradáveis os velhos desafios dos cordões azuis e vermelhos que o tempo não traz mais. Muitas garotas bonitas, todas á caráter, dançando.
Era uma “guerra” do bem. De um lado, do cordão azul o locutor Ademar Augusto o outro do cordão vermelho o locutor Andrè Morato, cada um que vendesse mais – QUEM DÁ MAIS?- e no final o apurado. O cordão azul quase sempre ganhava:
“ô abre alas que eu quero passar
Ô abre alas que eu quero passar
Eu sou Dalila, não posso negar...”
O embate acontecia com os “Cabras” ricos da época, os “coronéis”. E a cada galinha exposta o preço era superado pela outra, um dando presente ao outro, numa guerra de vaidades, mas que deixava alegre o padre e paróquia .
Também! Com aqueles locutores, animadores , incitando ao desafio, até eu queria dar , mas nunca tive. “Ficava na minha”, a observar tamanha gastança.
O velho e saudoso Emídio Alves sempre foi generoso. Era uma “e$pécie de autoridade “da nossa comuna.
Passeando eu encontrei o meu debatedor DANILO, que hoje está em Natal, com a sua linda Esposa, concluindo o mestrado. Disse a ele que tinha cara de professor. Temos muitos programas PENSE NISSO gravados e o convidei para relembramos o tempo de outrora e atualizar as nossas gravações , enquanto estiver por aqui. O “cabra” é bom de bate-papo e sabe muito.
Fim de ano, fim de etapa, nessa vida sem fim
Sejamos todos felizes
Nada de lixo mental
Nada de seguir pesado, sem realizar o perdão
Principalmente de si mesmo
Não perca tempo não.
O nosso fim será a “salvação” ( de nós mesmos)
PENSE NISSO! MA PENSE AGORA MESMO

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Confraternização da 33º Zona Eleitoral de Itaporanga

Confraternização da 33º Zona Eleitoral de Itaporanga
(Reynollds Augusto)

Estamos no fim de  mais uma etapa de vida, nessa vida que nunca termina. Fim de ano é tempo de balanços. Entendeu leitor?
A família  da 33º Zona Eleitoral, de Itaporanga,  fez o seu balanço e a conclusão foi positiva. Muito trabalho para que a jurisdição especial fosse efetivada e a sensação do dever cumprido é perene.
Considero-me o  mais novo membro dessa família. O convite foi feito pelo “maestro” dessa “orquestra”, Doutor Eugênio. Confesso que, no início, estava meio temeroso de não dar conta do recado, devido aos compromissos maiores,  com a Justiça Comum e os meus estudos pessoais, mas não podia deixar a nossa “prima rica” na mão. Pelo menos por dois anos, estaremos servindo-a e estou feliz, pois o seu quadro de servidores é composto de “gente cara”.
A noite foi de festa. Confesso a você que estava cansado, pois passei o dia auxiliando a juíza no júri do dia, mas não podia fazer a desfeita de não estar presente, nesse momento de alegria, entre colegas e amigos e dar, pelo menos o meu abraço a todos.
Fui com a minha princesa Juliana e ela ficou encantada com todos. Confidenciou-me que gostou de DR. EUGÊNIO, pois a cidade brada aos quatros cantos que ele é “brabo” e que não viu isso no seu comportamento.
Todas as  justiças tem que ser assim, duras, mas justas. É como uma mãe que castiga seu filho para que ele “tome prumo” e siga produzindo para si e para a sociedade. “O contrato social” exige equilíbrio,  objetivando que o Estado atinja os seus propósitos, para isso precisamos que os poderes estejam equilibrados, sob pena de descrença geral.
Mas foi uma noite agradável no  “CHURRAS PRIME” do nosso conterrâneo EDMUNDO, que nos deu orgulho quando atuou no esporte da nação. Um lugar agradável, como excelentes comidas e bebidas diversificadas, ótimo atendimento.
O cenário é próprio, de futebol. Muitos prêmios expostos,  mostrando a garra e trajetória daquele que foi um dos maiores jogadores dessa nação e ainda o é.
À noite era dia do primeiro desafio entre o Flamengo e o Independiente. Eu, como bom VASCAINO, estava “torcendo pelo flamengo” e, no início, ele até estava bem, mas, e é sempre assim, o cheiro sempre volta,  no final. É um estigma!
Fiquei triste pelo Promotor Doutor Reynaldo e o servidor “BIANGA”.   Eu sempre digo, que depois do VASCÃO, sempre Flamengo. Mas, como bom Vascaíno, estou torcendo para que o flamengo reverta o resultado na próxima partida,  no Brasil. Ainda há chances. ”Bianga” e DR. Reynaldo podem voltar a sorrir e inclusive eu, como bom Vascaíno.
Brincadeiras á parte, foi uma noite especial. As justiças, essa semana, entrarão no merecido recesso. É um ano na administração dos problemas sociais e são tantos e de todos os tipos, sendo precisa oxigenar a mente para voltar com mais forças para continuar no ano seguinte.
À família da 33º Zona Eleitoral, um feliz natal e excelente ano novo. No ano que vem quero estar nessa foto histórica.
Termino com uma mensagem da veneranda Joana de Angelis, uma mulher que sabe das coisas e que se encontra no “outro lado  da vida”, nossa próxima parada:
“O Natal de Jesus é uma festa que se faz celebrada pelo Céu e a Terra, homenageando o Rei Solar que te aguarda no topo da subida, montanha acima, que deves empreender desde agora, superando-te e renovando-te.
Porfia no desiderato de estar com Ele e não desistas nunca, mesmo que descubras conspirações contra os teus ideais e esforços, incompreensões e dificuldades em relação aos objetivos a que te dedicas…
Quem O ama nunca teme jamais se detém.
É Natal!
Ama, ajuda, perdoa e sê feliz com Jesus.
Joanna de Ângelis (espírito)
(Página psicografada na reunião da noite de 5 de setembro de 2003, no Centro Espírita Caminho da Redenção, em Salvador, Bahia.
PENSE NISSO! MA PENSE AGORA MESMO

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

FIP oferece especialização em práticas do ensino da educação infantil e fundamental, em Itaporanga


Especialização em Práticas do Ensino da Educação Infantil e Fundamental com carga horária de 360 horas/aula ministrado pelas FIP e realizado na cidade de Itaporanga (PB).
O curso será oferecido em parceria com a Casome Consultoria.

A pré-matrícula (entrega da documentação) já está sendo efetuada e as aulas terão início no mês de fevereiro de 2018 em data a ser definida.

Com duração de 01 ano, a documentação necessária para a matricula é a xérox da Certidão Civil: Casamento ou Nascimento, RG e CPF, Diploma de Graduação (autenticado - frente e verso) ou Certidão de Conclusão, Comprovante de Residência e uma foto 3X4 (atual).

As aulas são ministradas aos sábados, quinzenalmente das 8h ao meio-dia e das 13h às 15h.
O investimento será de 14 parcelas de R$ 180,00 com desconto até a data do vencimento, ficando em R$ 160,00.
A matrícula será efetuada no primeiro dia de aula quando será paga uma taxa de R$ 100,00.
A equipe docente tem titulação acadêmica de Mestres, Doutores e Especialistas renomados.
O curso tem o seu reconhecimento pela CES (Câmara de Ensino Superior) e pelo MEC e CAPES.
Reserve sua vaga. Maiores informações: Chico da Kazon (Coordenador do Curso) - 99961.1225.


Diamante Online

Sertão da PB corre risco de ficar sem água a partir de janeiro, alerta Aesa


O presidente da Agência Executiva de Águas do Estado da Paraíba (Aesa), João Fernandes fez um alerta, nesta segunda-feira (4), para situação das águas na Paraíba. Segundo ele, parte do Sertão corre o risco de ficar sem água nos meses de janeiro e fevereiro no Sertão.

“Quem está dependendo do eixo norte (da Transposição) está ameaçado de não ter água em janeiro e fevereiro”, afirma.

Fernandes destaca que, atualmente, o abastecimento da Paraíba depende do Rio São Francisco. Ele participou do debate sobre a revitalização do leito do Rio Paraíba, organizado pelo Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com o presidente, a revitalização do Rio Paraíba é também um passo necessário.

“É importantíssimo que a gente tenha revitalização, não apenas do rio, da bacia hidrográfica do açude Epitácio Pessoa, mas uma restauração do bioma caatinga”, explica.

Para ele, o encontro promovido pelo MPF é também uma oportunidade para que os deputados federais e senadores façam a locação de recursos para a preservação, restauração e revitalização do bioma e para a produção de água.

A previsão do Ministério da Integração é que o Eixo Norte seja concluído no primeiro trimestre do próximo ano. 

MaisPB

Aniversariantes do Dia:


A prima Gisélia Lúcio (Lela) nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro, trabalhou no Hospital Universitário Alcides Carneiro – HUAC, estudou no Colégio Estsdual da Prata e na Universidade Federal da Paraíba – UEPB e mora em Campina Grande - 

Claudineide Dos Santos Farias nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro de 1976, trabalhou como Professora na Prefeitura Municipal de Itaporanga, estudou Pedagogia na UFPB Virtual é casada e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/profile.php?id=100001998452335

Aline Laiane nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro de 1993, Secretaria no Colégio Monteiro Lobato, de 27 de maio de 2013 até o momento, estudou na Escola Estadual Adalgisa Teódulo da Fonseca Matemática na Universidade Federal da Paraíba - UFPB) e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 99632-9691 - https://www.facebook.com/aline.laiane.1 


Fred Pitanga nasceu em João Pessoa no dia 4 de dezembro, trabalhou na Prefeitura Municipal de João Pessoa – PMJP, é Diretor Executivo de Fiscalização e Controle na empresa ARPB - Agência de Regulação do Estado da Paraíba, estudou no Liceu Paraibano e na Universidade Católica de Pernambuco, é casado desde 10 de outubro de 1992 e mora em João Pessoa - https://www.facebook.com/fred.pitanga

Clautides Ribeiro nasceu em Itaporanga no 4 de dezembro de 1984, Técnica em Emfermagem no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, estudou Enfermagem na UNESC - União de Ensino Superior de Campina Grande e mora em Campina Grande - https://www.facebook.com/clautides.ribeiro


Cínthia Cabral de Lacerda nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro, trabalhou como Estagiária no Sebrae, 1 de agosto de 2016 até 30 de julho de 2017, frequentou o Colégio Batista de Itaporanga e a Escola Estadual Adalgisa Teódulo da Fonseca e mora em Patos - https://www.facebook.com/cinthiacabral

Sonia Maria Lunguinho nasceu em Pombal no dia 4 de dezembro de 1968, estudou Serviço Social no Instituto Teológico Pedagógico da Paraíba, é casada e mora em Itaporanga - https://www.facebook.com/soniamaria.lunguinho?lst=100005580150419%3A100003504909486%3A1480816604

Glaucia Leite (Glau) nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro de 1988, Professora de Educação Infantil no Jardim Mágico da Criança, estudou no Colégio Diocesano Dom João da Mata e  na UFPB Virtual e mora em Itaporanga. Contatos: (83) 99955-7525 e https://www.facebook.com/glaucia.leite.946 ou https://www.facebook.com/glaucia.leite.7927


José Olinto Ferreira nasceo em Itaporanga no dia 4 de dezembro de 1949, trabalha no Governo de Brasília GDF e mora em Brasília-DF. Contatos: (61) 9250-5974 e j.olinto (Instagram) ou  https://www.facebook.com/jose.olinto.507

Bibi Pereira nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro de 1996, estudou no Colégio Diocesano Dom João da Mata - nas Faculdades Integradas de Patos – FIP  https://www.facebook.com/bibi.pereira.750983


A prima Sueneide Araújo (Sueneide de Tabel) e filha de Armindo Inácio, nasceu em Itaporanga no dia 4 de dezembro, frequentou o Colégio Padre Diniz e mora em Brasília-DF - https://www.facebook.com/sueneide.araujo

Memória da defensora pública geral "faia": ela diz que não recebeu diárias mas embolsou mais de R$ 19 mil só este ano

Em entrevista à rádio CBN/João Pessoa, a defensora pública geral, Maria Madalena Abrantes Silva, garantiu que não recebia diárias na Defensoria. Mas ela recebe. E recebe mais do que os outros.


Recebe até mais do que o governador Ricardo Coutinho.

De janeiro a novembro de 2017, a senhora defensora pública geral engordou sua conta corrente com exatos R$ 19.725,00 (dezenove mil, setecentos e vinte e cinco reais) em diárias, sendo que, nesse mesmo período, o governador Ricardo Coutinho recebeu R$ 17.026,00(dezessete mil e vinte e seis reais), ou seja, dona Maria Madalena, aquela que disse à CBN que não recebia diárias, recebeu, de janeiro a novembro do corrente ano, dois mil reais a mais do que o governador do Estado.

A informação está no Portal da Transparência e qualquer cidadão ou cidadã poderá conferir, bastando, para tanto, digitar o endereço eletrônico.


Ao que parece, dona Maria Madalena não sabia que as diárias pagas a ela e aos demais servidores públicos eram divulgadas pelo citado portal.

Confira as diárias recebidas pela defenora:


E agora veja como ela recebeu mais do que o governador


Sobrinha do promotor de Conceição é atropelada duas vezes e morre; irmã da vítima se casaria neste domingo

O para-choque e a placa dianteira do carro causador do acidente ficaram no local e foram encaminhadas ao Instituto de Criminalística.


A professora de dança Alessandra Domingos de Andrade, de 43 anos, depois que foi vítima de dois acidentes de trânsito simultâneos, madrugada de sábado, no Piratininga, em Santos. Ela era sobrinha do promotor de justiça da cidade de Conceição, Osvaldo Barbosa.

De acordo com informações do promotor de Justiça Osvaldo Barbosa, no primeiro acidente a jovem retornava para sua residência na sua moto Burgman, depois de participar de um intercâmbio de dança, quando foi atropelada por um veículo, que conduzia jovens embreados. Os ocupantes no veículo não prestaram socorro e fugiram do local.

Ainda de acordo com informações do promotor de justiça, Osvaldo Barbosa, ocupantes de outro veículo, que passavam pelo local em um veículo Ecosport e pararam para prestar socorro à jovem, no momento em que um montador de móveis, de 34 anos, na direção de um Celta Prata, não conseguiu frear a tempo de evitar nova colisão, arremessando a Ecosport para frente, atropelando a professora.

Ainda de acordo com o promotor Osvaldo Barbosa, a irmã da vítima iria se casar neste domingo, mas teve que adiar o casamento, em virtude da tragédia.

A jovem era filha de uma única irmão do promotor de justiça de Conceição.

Vale do Piancó Notícias

FALTA DE FERRO. CANSAÇO, PALIDEZ, FALTA DE AR SÃO SEUS PRINCIPAIS SINTOMAS


Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmam: a deficiência de ferro é um problema de saúde generalizado, afetando cerca de um terço da população mundial. A deficiência de ferro é pouco reconhecida, muitas vezes não diagnosticada e negligenciada, apesar de ser um dos principais responsáveis pela anemia.

Por: Equipe Saúde 247

Cansaço, palidez, queda de cabelo, falta de ar, intolerância ao frio. Estes são alguns dos sintomas mais comuns dos doentes com anemia, mas que facilmente passam despercebidos ou são confundidos com outras doenças. Esta dificuldade traduz-se na falta de diagnóstico dessa patologia, que afeta cerca de uma terça parte da população mundial. Estes são alguns dos dados de um estudo pioneiro sobre esta doença divulgado nesta quarta-feira e que mostra que a realidade é mais preocupante do que a traçada pela Organização Mundial de Saúde, que apontava para 15%.

O estudo Empire, feito pelo Anemia Working Group Portugal (AWGP) com o apoio do laboratório português OM Pharma, contou com entrevistas presenciais e análises feitas em 2013 a 7890 pessoas com mais de 18 anos, e traça um cenário que preocupa os especialistas. “A anemia é uma epidemia, com uma característica muito especial que é ser uma epidemia oculta. O que sabemos dela é provavelmente muito menos do que a sua

Tribunal do Júri de Itaporanga julgará mais quatro réus nesta semana


Por Redação da Folha – Na próxima semana, o Tribunal do Júri da comarca de Itaporanga vai realizar mais duas sessões para julgamento de acusados de tentativas de homicídio. Todos os quatro réus que vão a júri respondem aos processos em liberdade.
            
Na próxima terça-feira, 5, serão julgados Cícero Romão da Silva, um filho dele e um tio do jovem, acusados de uma tentativa de homicídio em Itaporanga no ano de 2006. É o segundo julgamento a que eles serão submetidos. Em agosto de 2014, houve uma absolvição, mas o Ministério Público conseguiu anular o julgamento e um novo júri será realizado nesta terça-feira. Na defesa dos réus, atuarão os advogados Jailma Alves de Sousa, Severino dos Ramos e Ana Maria Freitas.
            
Já no dia seguinte, quarta-feira, 6, sentará no banco dos réus Gilvando Severino de Sousa, que é acusado de uma tentativa de homicídio em 2007 no município de Itaporanga. O acusado será defendido pelos advogados Neto Ferreira e seu sobrinho, Bryam Araújo Fonseca.
            
O Tribunal do Júri realizou três sessões no mês passado: no dia 21, o réu Francisco Antônio do Nascimento, conhecido como Frank, acusado de matar um comerciante local, foi condenado, mas, como a pena foi de 9,3 anos e ele já havia cumprido cerca de 1 ano e meio, a juíza Brena Brito, que presidiu o júri, acatou pedido da defesa e permitiu a liberdade do réu durante a fase recursal.
            
No dia 22, o réu Antônio Rodrigues dos Santos, conhecido como Ataliba, foi inocentado da acusação de uma tentativa de homicídio, crime ocorrido em Itaporanga, mas continuou preso supostamente por uma condenação no caso do furto de um celular. Sua prisão já dura quase três anos.
            
No dia 28, o jovem Jardel Nunes Pinto, que reside em Itaporanga, mas era acusado de uma tentativa de homicídio durante uma briga em Boa Ventura, foi inocentado da acusação. O Conselho de Sentença, por maioria, entendeu que o réu não praticou o crime, prevalecendo a tesa da defesa de negativa de autoria.
            
Uma quarta sessão do júri deveria ter sido realizada no dia 29 para julgar Leonardo de Lucena Mangueira por uma suposta tentativa de homicídio em 2017, mas, em função de um problema de saúde do promotor Reynaldo Serpa Filho, o júri foi adiado, e uma nova data ainda será designada.