terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

PREFEITO DECRETA LUTO OFICIAL PELA MORTE DE UM ILUSTRE FILHO - O PEDIATRA PAULO SOARES LOUREIRO.


O Prefeito Divaldo Dantas decretou nesta terça-feira, 12, Luto Oficial de três dias, pela morte de nosso ilustre conterrâneo PAULO SOARES LOUREIRO. Que aos 80 anos faleceu ontem na capital do estado.

Paulino, como era carinhosamente chamado pelos muitos amigos, apesar da pequena estatura, foi um grande Pediatra, um dos maiores do Nordeste; foi também Deputado Estadual, Secretário Municipal de João Pessoa, Jornalista e Escritor, além de vários cargos que exerceu na área médica, como diretor da FUSAM e Professor da UFPB.


É uma enorme perda não só para Itaporanga, mas para toda a Medicina da Paraíba, do Nordeste e do Brasil. Vai com Deus, AMIGO!


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

LUTO: Morre em João Pessoa o médico pediatra e ex-deput

Por paribanoticia.net.br - em 11 fev 19  3 horas atrás  23ado Paulo Soares

Faleceu no final da tarde desta segunda-feira (11), o médico e pediatra e ex-deputado estadual Paulo Soares. Ele estava internado no hospital da Unimed, em João Pessoa,  e morreu vítima de uma pneumonia. Paulo Soares vinha, já algum tempo,  enfrentando problemas de saúde e sofria de Alzheimer.

Segundo familiares, o velório e o sepultamento estão programados para acontecer no cemitério Parque das Acácias, no bairro de José Américo, em João Pessoa, nesta terça-feira (12).

“A classe médica da Paraíba está de luta com a morte do nosso querido Paulino”, lamentou o também médico e urologista Valter Paiva, para quem Paulo Soares era um médico que gostava de cuidar e bem das crianças.


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

PARA NÃO DIZEREM QUE NÃO FALO DAS FLORES


Em outros tempos, já bem remotos, beirando quase duas décadas, usei este mesmo título para falar bem de um amigo... Agora o uso novamente, para elogiar um programa de assistência à saúde existente em nossa cidade. 

Em convênio com o Ministério da Saúde, a Prefeitura Municipal de Itaporanga mantêm uma equipe multidisciplinar, para atendimento em domicílio de pacientes com dificuldade de locomoção ou impossibilitados de se locomoverem até o Posto de Saúde de sua comunidade.

O serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. B

Para isto, basta que alguém da família do paciente (o responsável) comparecer a uma unidade do Programa de Saúde da Família do seu bairro ou a sede do Programa, situada na Rua São José, onde funcionava o Postinho, munido de documentos pessoais do paciente, cartão do SUS e comprovante de residência, fazer o cadastro e usufruir de todos os benefícios que a equipe, que em nossa cidade é composta por:


Coordenadora – Taciana Kelly
Médica: Emanuelle Claudino
Enfermeiras: Thais Cristina
                      Anacleia Barros
Técnicas em Enfermagem: Jubirleide\ Rodrigues
                                            Andreyya Pereira
                                            Caliene Pereira
Fisioterapeuta: Jerry Kácio
Pisicologa: Karmen Gouveia
Nutricionistas: Josefa Marli
                        Milena Pinto
Assistente Social: Williane Lemos


Pasmem, em apenas oito dias, já tinha recebido a visita da Médica, de uma Enfermeira, duas Técnicas em enfermagem, a Assistente Social, a Psicóloga e a Nutricionista, que me fez uma entrevista puxada à “confissão”, usando seus conhecimento e também minhas preferências, conseguiu adequar uma dieta que atendesse a mim e a minha doença. Sete profissionais que cuidaram de mim com muito profissionalismo e amor, o que acelera e muito, a recuperação do paciente.

Já pedindo “vênia” a todos, fica meu carinho especial e meu agradecimento a Enfermeira, Drª. Tahis, conterrânea que é do inesquecível Padre Zé; com quem mais convivi e como sou crítico e observador, adorei  a sua desenvoltura, paciência, profissionalismo e amor com que trata sua espinhosa missão.

De parabéns toda a equipe, inclusive a Secretária de Saúde e ao Chefe do Executivo por manter e dar todo suporte necessário ao brilhante trabalho da equipe, que eu mudaria o nome: Em vez de Melhor em Casa, eu batizaria como título: Ótimo em Casa, porquê é um programa muito “Mais Melhor que Bom”, ele é ata mais que Ótimo!
OS. Em tempo. O programa não abrange somente a Zona Urbana, inclui também os pacientes da Zona Rural.

Para conhecer melhor:

Serviço de Atenção Domiciliar - Melhor em Casa
O Melhor em Casa é um serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. A atenção domiciliar visa a proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Nos casos em que o paciente precisa ser visitado semanalmente ou mais, ele poderá ser acompanhado por equipes específicas de Atenção Domiciliar, como as que fazem parte do Programa Melhor em Casa.

O atendimento é realizado por equipes multidisciplinares, formadas prioritariamente por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeuta ou assistente social.

Outros profissionais (fonoaudiólogo, nutricionista, odontólogo, psicólogo, terapeuta ocupacional e farmacêutico) poderão compor as equipes de apoio. Cada equipe poderá atender, em média, 60 pacientes, simultaneamente.

Benefícios do Melhor em Casa

Melhorar e ampliar a assistência no SUS a pacientes com agravos de saúde, que possam receber atendimento humanizado, em casa, e perto da família;
Estudos apontam que o bem estar, carinho e atenção familiar, aliados à adequada assistência em saúde são elementos importantes para a recuperação de doenças;
Pacientes submetidos a cirurgias e que necessitam de recuperação, quando atendidos em casa apresentam redução dos riscos de contaminação e infecção;
Melhor em Casa representa um avanço para a gestão de todo o sistema público de saúde, já que ajudará a desocupar os leitos hospitalares, proporcionando um melhor atendimento e regulação dos serviços de urgência dos hospitais;

Publicado também no facebook.com/portaldovalenet

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Vergonha!!!


É lamentável que os 3 senadores paraibanos escolheram o lado da corrupção no Senado Federal, pois ao votar em Renan Calheiros eles estarão escolhendo um político sem escrúpulos, que é réu em mais de 15 processos no STF, e que quer a todo custo o fim da Lava Jato.

Prefeitos de Itaporanga e Conceição fazem mudanças em suas equipes de trabalho


Por Redação da Folha – Em portarias publicadas oficialmente nesta sexta-feira, 1º, as Prefeituras de Itaporanga e Conceição fizeram mudanças em cargos comissionados de suas respectivas gestões.

Em Itaporanga, a superintendência municipal de trânsito tem novo chefe: Ubiracy Pita vai substituir José Osfânio, que, por sua vez, assume a secretaria de Indústria e Comércio.

Em Conceição, o prefeito exonerou José Ivan Juca da secretaria executiva da Agricultura a pedido do próprio secretário, conforme o teor da portaria, e ainda não nomeou oficialmente substituto.

O prefeito conceiçãoense nomeou José Amiraldo Lacerda para o cargo de Coordenador de Limpeza; Jones Vitorino para o cargo de Coordenador do Estádio de Futebol e Ginásio de Esporte; Cristiano Soares de Lacerda para o cargo de Coordenador de Eventos Populares e Música Regional; e José Barcelando Liberato para o cargo de Diretor de Agricultura e Irrigação.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

POLÊMICA A VISTA, CONFUSÃO A PRAZO


Suscitada esta semana em um programa de rádio local, um Projeto de Lei que tramita na Câmara Municipal de Itaporanga, que tenta “regularizar” os feriados municipais, que na visão da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), existem dois feriados a mais no nosso calendário.

O Executivo Municipal quer que os vereadores “troquem” dois feriados religiosos por dois feriados cíveis, a nosso ver uma mudança totalmente sem nexo, em virtude da diferença que existem entre ambos, que contam inclusive, Decreto Federal nº    que regula o assunto.

O Projeto de Lei da Prefeitura é tão esdrúxulo que extingue os dois mais importantes feriados da religião Cristã; o dia de Corpos Criste, que dedicado ao maior homem da história da humanidade, o próprio Cristo e o outro e a Sexta-feira Santa ou Sexta feira da Paixão que o Decreto Federal fixa como feriado obrigatório em todo o Brasil. Vejam a inconstitucionalidade da matéria que os nossos edis, ainda vão se dar ao trabalho de apreciar.

Sobre os feriados que querem que mudem de categoria, isto é que deixem de ser feriados cíveis, para tornarem-se feriados religiosos: O dia 29 de junho, embora seja dia de comemoração de um santo  (São Pedro), ele não é para a igreja um dia de “guarda” e é feriado em Itaporanga, simplesmente por ser o “dia da ressaca” pelos festejos juninos, que em nossa cidade é comemorado o São Pedro, devido a morte de um querido Pároco, o Padre Firmino, ocorrido em um dia 24 de junho.

A outra data é o dia 19 de setembro, feriado em homenagem a morte de Padre Zé, o maior itaporanguense história, embora tenha nascido na cidade de Cajazeira; quanta falta de civismo! O cidadão itaporanguense, Damião Ferreira, por ser contra a tão estapafúrdia idéia, sugeriu até que tirasem do calendário, o feriado do dia 9 de janeiro, mas deixassem o do dia 19 de setembro. Eu vou mais além, faço minhas as palavras de um dos maiores conhecedores de nossa história, um filho de Dazinha e muito conhecido por nós, o sr. João Dehon Fonseca, há anos atrás sobre o feriado: “- Tirem até o Dia Sete de Setembro, mais deixem o feriado de Padre Zé”.

O Executivo tentou se justificar. Alguns vereadores disseram como irão votar. A Igreja Católica externou seu posicionamento. Populares deram sua opinião... Só a CDL, a parte mais interessada, ficou de bico calado. O vereador João Guimarães pediu que fosse feita uma Audiência Pública e eu espero que o presidente da Câmara, a marque para antes da votação do projeto, para além de discutirmos o projeto, deixar claro a importância do dia 19 de setembro, quando se comemora a morte de Padre Zé. Só questiono porque comemorar a morte e não o seu nascimento, que foi no dia 24 de maio de 1924.