quarta-feira, 15 de novembro de 2017

O fogo do inferno

“O  Fogo do Inferno"?! 
(Reynollds A Cabral)
Sabe leitor, o dia de hoje no Judiciário de Itaporanga foi corrido. Na verdade não existe um dia que não o  seja, mas ás terças-feiras o "caldo engrossa". A nossa sociedade ainda dá muito trabalho, fruto do desconhecimento, da falta de educação, que o Estado ainda não sabe dar. Talvez de propósito. Uma sociedade politizada é sempre um perigo, “para eles”.
O Estado instrui e mal, mas não aprendeu a ensinar o cidadão "a ser cidadão", nem permitir a justiça social, materialmente falando,  que são  nortes constitucionais. Mas, tudo tem seu tempo, que nem existe, como o concebemos. Quem disse isso foi Einstein, uma das maiores mentes pensantes que já surgiu por essas bandas.
O danado é que sempre estou sendo selecionado para  auxiliar o magistrado nesse dia e já tenho que  me preparar psicologicamente para cumprir os atos urgentes.
 Não está dando para ir á “Sopa Fraterna” que acontece,também,  todas as terças, no CEJN, de Itaporaga.  Esse é um projeto antigo da nossa inesquecível Dona Maria, que desencarnou, mas deixou o seu legado.  Alimentamos o corpo  dos carentes. A sociedade de Itaporanga sempre contribuiu, mas é preciso alimentar a alma, pois todo o resto fica por aqui mesmo, principalmente as ilusões.  Sempre alguém é designado para “dar uma palavrinha” aos assistidos e eu estou, involuntariamente, falhando.
DONA MARIADona Maria   vivia o amor fraternal, aquele ensinado pelo Cristo, o maior que já esteve entre nós. Quem “leva o projeto adiante hoje é a trabalhadora  EVA do grande ‘ANTÔNIO DE EVA”, com a sua linda e inteligente filha. Trabalhadores do bem. Fé de verdade é o bem em ação. Há muitos blá, blá, blás, todo mundo querendo “se salvar”  e pouca contribuição. Segundo J.C a “fé sem obras é morta”.
1Manol20046702_514430238888508_6994701623680656091_nTalvez  eu “culpe” o meu amigo Manoel, que faz as escalas de plantões. “Cabra” inteligente, politizado.  Mas não, pois a ordem nas “hostes”  da nossa comarca é democrática e justa não há nem perigo à facilitação, privilégio ou tudo mais.
Dr EugenioO fato  é  que hoje, numa ação conjunta, de todos os servidores  da nossa comarca, especialmente os colegas que trabalham no centro  desse organismo vivo, que são  os analistas  e técnicos judiciários, sob a orientação da  “cabeça,” do  grupo,   Doutor EUGÊNIO, nós descartamos muito lixo, coisas  inúteis, acumuladas pelos  juízos.  Um peso da incoerência humana.
Facas, facões, foices, canivetes, velas, perfumes vencidos, fogos de artifícios, revólveres de brinquedo, usado como instrumentos de assalto, que dava para enganar até os mais conhecidos no assunto e tudo mais. E,  ainda, tem muito por descartar e até doar ás instituições de benemerência de Itaporanga.
 Está sendo feito. Estamos ficando leves, “como leve”, mas eficaz, deve ser toda  jurisdição.
O descarte aconteceu   na “fornalha do meu amigo Junior”. E como sempre, no final, o ato sempre cai nas mãos do Oficial de Justiça, materializador de todas as decisões. As mãos, os pés,os ouvidos  e os olhos do juiz . 
 Agradecemos ao município de Itaporanga que fornecera  carro, como também,  servidores para ajudar nessa ação. São os poderes unidos para o bem da população.  Outra rima.
Mas, o que é que isso tudo tem a ver com inferno? Explico: É que são mais de 16 fornos, cada qual podendo atingir até mil graus centígrados. Se caíssemos naquele fogaréu não “sobrava” nem a  alma.  O nosso material potencializou o fogo, sendo  preciso dividi-los em outra fornalha, mas  no final deu tudo certo.
Vão nossos agradecimentos ao grande Júnior, que sempre nos ajuda no descartes desses objetos de crimes:   drogas, maconha, cocaína, ópio, morfina, heroína, crack e tudo mais, até velas.
A justiça comum  estadual é o termômetro de como anda uma parcela da sociedade, mas o bem é maior. Duvide não. É que o mal faz zoada e o bem é tímido.
Na verdade não há “fogo do inferno”. Inferno mesmo é o interior. Céu e inferno são expressões, metafóricas, que indicam que  as leis de Deus estão escritas na consciência de cada criatura, segundo os imortais.
 O “cabra” pode até  fugir do delegado, do juiz, do promotor, mas jamais fugirá de si mesmo, sendo preciso desfazer todo mal praticado, que, na verdade, é fruto da ignorância. E isso promove o inferno interior, com conseqüências somatizadas, impressas no outro corpo,  pois teremos que voltar ao palco terrestre para resgatar, desfazer os maus feitos e até contribuir para o equilíbrio geral,  é da  lei:
 “Ninguém poderá ver o Reino de Deus se não nascer de novo”.
Na verdade só temos uma vida, com muitas experiências na carne. A “salvação” demanda tempo sendo fruto da maturidade, que significa desenvolver  a  mente e o coração.
Essa imortalidade nos persegue.  Ainda bem.  Foi por isso que Jesus, o maior dentre nós, professor por excelência,  já dissera: “Conhecereis a verdade e ela vos libertará”
Que possamos seguir mais leves, sempre...
PENSE NISSO! MA PENSE AGORA MESMO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!