quarta-feira, 11 de outubro de 2017

VITAMINA B. CONSUMO DE DOSES ELEVADAS AUMENTA RISCO DE CÂNCER DE PULMÃO


O uso prolongado de doses elevadas de suplementos de vitamina B6 e B12 tem sido associados a um risco aumentado de câncer de pulmão. Em geral, os homens que tomaram essas altas doses ao longo de 10 anos tiveram um risco aumentado de dois para quatro vezes em câncer de pulmão em comparação com homens que não tomaram tais suplementos, e o risco foi particularmente elevado entre os fumantes. No entanto, esse aumento não foi observado em mulheres.

Por: Zosia Chustecka / Site medscape.com

Essas descobertas provêm do estudo Vitamins e Lifestyle (VITAL) e foram publicadas on-line em 22 de agosto no Journal of Clinical Oncology.

"Nossos dados mostram que o consumo de altas doses de B6 e B12 durante um período de tempo muito longo poderia contribuir para taxas de incidência de câncer de pulmão em fumantes do sexo masculino. Esta é certamente uma preocupação digna de avaliação adicional", comentou o autor principal, Theodore Brasky, PhD, do Ohio State University Comprehensive Cancer Center, Columbus, em um comunicado à imprensa.

Ele enfatizou, no entanto, que as doses estudadas estavam bem acima das encontradas em um comprimido multivitamínico diário.

"Estas são doses que só podem ser obtidas com suplementos com doses elevadas de
vitamina B, e estes suplementos são muitas vezes a dieta diária recomendada nos EUA", ele disse. Este ponto também foi enfatizado por vários especialistas não envolvidos no estudo.

Os National Institutes of Health Office of Dietary Supplements sugerem que os homens com mais de 51 anos necessitam de B6 a uma dose de 1,7 mg por dia (mulheres, 1,5 mg por dia), enquanto que para B12 a dose recomendada para adultos é de 2,4 μg por dia.
Neste estudo, homens que estavam tomando a dose mais alta de suplementos de vitamina B (apresentaram um risco aumentado duas vezes de câncer de pulmão em comparação com homens que não tomavam suplementos) estavam tomando B6 a 20 mg por dia e B12 a 55 μg por dia por 10 anos.

Frutas ricas em vitamina B

Detalhes do estudo
O estudo VITAL analisou 77.118 participantes, entre 50 e 76 anos, que foram recrutados entre outubro de 2000 e dezembro de 2002. Para este estudo, Brasky e colegas concentraram-se nos 808 participantes que desenvolveram câncer de pulmão invasivo primário de forma incidente, conforme verificado por meio da ligação prospectiva dos participantes a um registro de câncer baseado em população. Pouco mais da metade (55%) desses pacientes com câncer de pulmão era composta por homens (n = 449).

A equipe então estudou o uso de suplementos vitamínicos entre esses pacientes com câncer de pulmão. Isso foi baseado em autorrelato, e os participantes responderam a questionários sobre o uso do suplemento, bem como ingestão de alimentos e hábitos de tabagismo.

A equipe encontrou associação entre suplementos de vitamina B e câncer de pulmão entre homens, mas não entre mulheres.

Os homens que tomaram as doses mais elevadas foram quase duas vezes mais propensos a desenvolver câncer de pulmão que os homens que não haviam tomado suplementos.

Os homens que eram fumantes e que estavam tomando altas doses de B6, eram três vezes mais propensos de desenvolver câncer de pulmão do que os homens que não tomavam esses suplementos. De forma semelhante, homens fumantes em altas doses de B12 eram quatro vezes mais propensos de desenvolver câncer de pulmão do que os homens que não tomavam esses suplementos.

A análise foi controlada por inúmeros fatores, incluindo história de tabagismo, idade, raça, educação, compleição corporal, consumo de álcool, história pessoal de câncer ou doença pulmonar crônica, história familiar de câncer de pulmão, e uso de drogas anti-inflamatórias.
"Isso ajusta todos esses outros fatores de influência como iguais, então ficamos com um efeito menos confuso de super suplementação B6 e B12 em longo prazo", comentou Brasky.

Os pesquisadores abordam a intrigante descoberta da razão pela qual a associação foi vista apenas em homens e não em mulheres, que eram uma proporção considerável da população estudada (44% do total).

Legumes ricos em vitamina B

"Homens e mulheres têm diferentes susceptibilidade ao câncer de pulmão induzido pelo tabaco, e suplementação com altas doses de vitaminas B6 e B12 em longo prazo podem fomentar um crescimento celular mais rápido e promover a carcinogênese em células já mutadas em fumantes", escrevem os autores na discussão.

"Como a sinalização de andrógenos regula as enzimas-chave envolvidas nas vias de metabolismo de um carbono, o aumento dos níveis de androgênio ou da atividade dele nos homens, pode levar a um efeito mais profundo", acrescentam eles.

A romã é excelente fonte de vitamina B

Um novo estudo está em andamento para confirmar os achados em homens e investigar se uma associação é vista em mulheres na pós-menopausa.

Aviso aos consumidores
"A metade da população adulta dos EUA usa um ou mais suplementos dietéticos", comenta o pesquisador.

"Nosso estudo descobriu que o consumo de suplementos vitamínicos individuais B6 e B12 com altas doses ao longo de um período de 10 anos está associado ao aumento do risco de câncer de pulmão, especialmente em fumantes do sexo masculino", concluem eles.

"De forma consistente com evidências anteriores de danos de outros suplementos vitamínicos sobre o risco de câncer de pulmão em fumantes, as associações que observamos fornecem evidências de que os suplementos B6 e B12 em altas doses não devem ser tomados para a prevenção do câncer de pulmão e, na verdade, podem aumentar o risco dessa doença nos homens," advertem os autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!