terça-feira, 10 de outubro de 2017

Agentes penitenciários apreendem celular em cela da cadeia de Itaporanga e sindicância é aberta


Por Redação da Folha/Delcides Brasileiro - Agentes penitenciários da cadeia pública de Itaporanga realizaram, na manhã desta segunda-feira, 9, uma vistoria em todas as celas da unidade prisional e encontraram alguns ilícitos.
                
Entre os materiais apreendidos estão um celular e um espeto, espécie de arma branca artesanal que pode ser utilizada durante uma briga e gerar consequências graves, mas o alvo dos agentes era outra coisa.  A direção da cadeia tinha informações de que em uma de suas celas existia um telefone móvel, utilizado por detentos para se comunicar com o mundo externo, e já havia realizado duas operações, uma delas, inclusive, com o apoio da GPOE (Grupo Penitenciário de Operações Especiais), de Campina Grande, mas sem êxito.
             
No entanto, diante das informações recentes chegadas à direção, os agentes revistaram as celas e encontraram o celular. O poder judiciário local já foi informado e uma sindicância interna foi aberta para investigar a propriedade do telefone e de que forma entrou esse material ilícito na cadeia, o que é necessário para que algumas medidas sejam providenciadas para a segurança interna da unidade. 
            
Aqui em nossa unidade, não toleramos nada de ilícito e tudo vai ser apurado para chegarmos ao dono desse celular e do carregador, que também foi apreendido, além desse espeto”, disse a diretora Edna Alves de Lucena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!