sábado, 14 de outubro de 2017

5 estratégias que ajudam a emagrecer, sem precisar cortar nada

Não, não precisa deixar de consumir carboidratos

5 estratégias que ajudam a emagrecer, sem precisar cortar nada

Quando se quer emagrecer, cortar no consumo de carboidratos (especialmente vindos dos cereais como pão, massa ou arroz), pode parecer a solução mais rápida, mas muitos nutricionistas e especialistas de saúde alertam para a prática desta abordagem a longo prazo.

Claro que as fontes processadas de carbos devem ser cortadas da dieta quando se quer emagrecer, mas o pão integral (uma ou duas vezes ao dia) e o arroz e a massa integrais não têm que desaparecer da sua alimentação.

Antes de cortar na lista de compras, comece a aplicar estratégias simples que, segundo a Women’s Health US, ajudam a emagrecer:

Comer mais devagar. Cada refeição deve demorar pelo menos 20 minutos, para que o seu metabolismo seja acionado e perceba quando está cheio, caso contrário pode comer mais do que necessita e acabar se sentindo 'empanturrado'.

Comer de forma consciente. Estar atento a tudo o que come, evitando comer por vício ou para se entreter pode poupar muitas calorias extras que iria inger sem necessidade.


Não restrinja, substitua. Em vez de cortar completamente nos carboidratos e nos açúcares, substitua os primeiros por integrais e os segundos por fontes naturais de açúcar, como fruta ou mel. Assim o seu corpo não vai sentir a falta destas substâncias.

Faça lanches, mas de forma inteligente. Mesmo saudáveis, os lanches são muito viciantes, por isso tente consumi-los juntamente com outras comidas que lhe encham mais. Por exemplo: em vez de levar um pacote de amêndoas ou nozes e comê-las todas, leve apenas cinco ou seis unidades e combine-as com um iogurte grego e canela. Vai ver que não vai sentir a necessidade de comer mais.

Administre seu estresse. O excesso de estresse e a falta de sono formam a receita perfeita para o ganho de peso, por isso tente administrá-lo da melhor forma possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!