sábado, 28 de outubro de 2017

10 passos para reduzir os níveis de Cortisol naturalmente

O cortisol é um importante aliado quando o corpo precisa agir em situações estressantes

10 passos para reduzir os níveis de Cortisol naturalmente
      
O cortisol é o hormônio do estresse e, quando os níveis desta substância está alto, o corpo sente-se cansado, sem paciência e ansioso. Liberado pelas glândulas supra-renais, o cortisol é um importante aliado quando o corpo precisa agir em situações estressantes, no entanto, quando os níveis ficam muito elevados e por muito tempo, o hormônio passa a prejudicar o corpo e não a ajudar.

Segundo o médico Juliano Pimentel, autor do livro 'Viva Melhor Sem Glúten', com o tempo o aumento no nível de cortisol causa ganho de peso, aumento da pressão arterial, prejudica o sono e o humor, causa fadiga, reduz os níveis de energia, contribui para diabetes tipo 2 e osteoporose, aumenta o apetite, interfere na memória e piora o sistema imunológico. O especialista listou 10 atitudes que ajudam a reduzir os níveis deste hormônio e que você deve colocar em prática:


1. Durma bem. Para quem trabalha no turno da noite ou mesmo tem turnos rotativos, é aconselhável não beber café à noite, praticar exercício físico regularmente e não ficar exposto durante a luz brilhante durante a noite.


2. Pratique exercícios físicos.

3. Reconheça o pensamento estressante e pratique o mindfullness. 4. Aprenda a relaxar, usando técnicas de respiração profunda e yoga. Música também ajuda a diminuir o estresse.

5. Divirta-se. Faça atividades que aumentem sua satisfação e que lhe dêem prazer, como hobbies.

6. Tenha e mantenha relacionamentos saudáveis.

7. Tenha um animal de estimação.

8. Afaste sentimentos negativos, como culpa, vergonha e inadequação. Faça terapia ou use meios alternativos para melhorar sua sensação de bem-estar. Perdoe.

 9. Desenvolva a espiritualidade e use a fé para diminuir a sensação de estresse.

10. Alimente-se bem, comendo alimentos de verdade. Exclua açúcar e álcool e inclua chocolate amargo, frutas, probióticos e prebióticos e água na sua alimentação diária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!