sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Políticos com medo de estupro


Miguezim de Princesa

I
Os detentos da Papuda
Se encontram muito agitados,
Porque os políticos presos,
Com seus recursos negados
Andam espalhando o temor
De ser até estuprados.

II
Quem primeiro teve medo
Foi Geddel Vieira Lima:
Disse que estava chupando
Duas bandas de uma lima
Quando um detento sarado
O olhou de baixo a cima.

III
Passou o rabo de olho,
Geddel, meio desconfiado,

Se encostou na parede
Com medo de ser pegado:
- Se ele gosta de gordo,
É hoje que eu tou lascado!

IV
Geddel lembrou que ACM,
Quando jovem, com certeza,
Foi detido por Osório
Dentro de uma fortaleza,
Um preso quis agarrá-lo,
Outro disse: - É malvadeza!

V
Foi então que Antonio Carlos
Teve o apelido famoso,
Que era pra ser negativo
Mas ele, muito jeitoso,
Transformou em positivo,
Popular e proveitoso.

VI
Geddel é um cabra macho,
Ladrão, hétero e debochado,
Mas soube que um colega
Do ilustre deputado
Já arranjou um “brancão”
E está quase casado.

VII
Ricardo Saud chegou,
Parou em frente ao portão
Na entrada da Papuda,
Atravessou um salão,
Gritaram: - Tem carne nova
Que vale mais de 1 bilhão!

VIII
Na Papuda tem um velho
Que dá uma de artista,
Foi tarado no passado,
Mas está curto da vista,
Vive doidinho esperando
Pra ver Wesley Batista.

IX
Porque Wesley Batista,
Depois de uma cachacinha,
Ficou falando demais,
Espalhando a lorotinha
Que andava meio invocado
De agarrar uma veinha.

X
O velho mandou recado,
Está cheio de foi-não-foi:
- Digam que estou esperando,
Troquei até o “ferroi”,
Vamos fazer um churrasco
Com linguiça da Friboi!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!