quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Polícia prende temporariamente dois suspeitos da morte de empresário em Piancó

Por Redação da Folha – Agentes da Polícia Civil e policiais militares cumpriram na manhã desta quinta-feira, 14, dois mandados de prisão na cidade de Piancó. As ordens de prisão foram deferidas pela 2ª Vara da Justiça local em um inquérito policial a cargo dos delegados Renato Leite e José Pereira, que apuram o latrocínio contra o comerciante Lindoberto Pereira de Andrade, morto dentro  de sua própria casa na tarde de 27 de março deste ano.
            
Os presos são Rodrigo Ribeiro de Sousa, conhecido como Paulista, de 29 anos, residente no bairro Mutirão, e Alex Fernandes Gonçalves Bento, apelidado de Nego Alex, de 20, morador no centro da cidade. A prisão é temporária por 30 dias, mas poderá ser convertida em preventiva. Rodrigo, que é do Maranhão, foi condenado pelo roubo aos Correios de Piancó e cumpria no regime semiaberto, enquanto que Alex, natural de São Paulo, é primário. Eles são suspeitos de envolvimento na morte do comerciante durante uma tentativa de assalto. A vítima era dona de uma Casa Lotérica e também comandava um posto de combustíveis na cidade.
            
Depois de presos, eles foram submetidos a exame de DNA e seus códigos genéticos serão comparados com materiais biológicos encontrados em um tênis deixado no interior da casa do empresário, que reagiu ao assalto e entrou em luta corporal com os criminosos, mas terminou morrendo a tiros. Os dois presos negam envolvimento no crime. Mandados de busca e apreensão também foram cumpridos nas residências de Rodrigo e Alex, mas nada comprometedor foi encontrado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!