segunda-feira, 25 de setembro de 2017

O que significa ser uma pessoa assexual?

Assexual: entenda as pessoas que não sentem atração sexual por ninguém

Marcela De Mingo . 24/09/2017

Outro dia entrei no Clube Superela e me deparei com uma pergunta. Uma das nossas usuárias queria saber se ela era assexual, porque percebeu que não sente vontade nenhuma de transar. Na verdade,  ela disse que sente ‘nojo’ de sexo e que isso talvez seria um sinal da assexualidade.

assexual
O que significa ser uma pessoa assexual?
Segundo o Asexual Visibility & Education Network, assexual é aquele que não experiencia o desejo sexual. É uma pessoa que não tem vontade de transar com as outras ou de engajar em algum tipo de relacionamento físico.

Ao contrário do celibato, que é uma escolha pessoal, a assexualidade é uma orientação, assim como ser hétero ou homossexual – é algo intrínseco, que faz parte, de cada pessoa, não é algo ligado a qualquer tipo de doença mental ou transtorno.

As pessoas assexuadas têm necessidades iguais as das demais, a única diferença é que
existe uma falta de desejo sexual. Basicamente, uma pessoa assexual pode se relacionar com outras (que sejam da mesma orientação ou não), em níveis diferentes de intimidade física: algumas preferem não serem tocadas ou beijadas, outras lidam bem com esse contato mínimo, trocam beijos e namoram normalmente. Algumas ainda se contentam em ficarem sozinhas sem problemas e algumas mantém grupos de amigos próximos.

Atração e excitação
Você deve ter lido o texto até agora e se perguntado: mas essas pessoas, elas sentem atração por outras pessoas? Elas ficam excitadas, os corpos delas têm reações normais de alguém que não é assexuado?

Algumas pessoas dessa orientação sentem atração física por outras, elas acham pessoas bonitas, gostariam de estar com elas. A diferença é que elas não sentem a necessidade de agir em cima dos seus desejos sexuais. Elas gostam de alguém, mas não têm vontade de dormir com elas, não existe aquela luxúria, mas é comum os assexuados se identificarem como hétero, homo ou bissexuais. Mesmo não transando com alguém, elas têm o desejo de conhecer melhor outras pessoas e terem uma companhia de vida.

É a mesma coisa com a excitação. É comum pessoas assexuais perceberem as sensações da excitação no corpo (tipo o pênis masculino, que fica ereto), mas não necessariamente essas pessoas entendem esses sinais como o desejo de ter uma relação sexual com outras pessoas. Muitas se masturbam, com essa mesma mentalidade: como o sexo não tem um significado, não é um interesse dessas pessoas, a masturbação é entendida como uma forma de lidar com as tensões corporais, assim como a excitação é vista apenas como um mecanismo natural do corpo.

Vale ressaltar que se você possui uma vida sexual ativa, se sente atração física por outras pessoas, se tem vontade de transar com outras pessoas, mas percebe que a sua libido caiu muito ou, de repente, perdeu o desejo de engajar sexualmente com outras pessoas, consulte um médico. Muitas vezes essa falta de desejo sexual é um sinal de alguma doença mais séria, como a depressão.

Assim como uma pessoa que é gay nasceu assim e muito dificilmente (apesar das tentativas de imporem uma ‘cura gay’) vai se tornar hétero ao longo da vida, uma pessoa assexual não vai mudar de ideia sobre a forma como se sente e a sua visão sobre o sexo e os relacionamentos.

Lindando com o preconceito
Como você pode imaginar, tudo o que foge daquilo que é heteronormativo (ou seja, pessoas que não são heterossexuais) sofre algum tipo de preconceito. Quando falamos de relacionamentos e de amor, é difícil acreditar que alguém não tenha vontade nenhuma de dormir com outra pessoa, de beijar ou de ter um namoro da forma como o conhecemos, e essas pessoas que se identificam com isso são excluídas de grupos sociais e tachadas como ‘estranhas’.

Mas, assim como aceitar que alguém gay ama uma pessoa do mesmo sexo, precisamos aceitar que algumas pessoas não têm vontade de estar com ninguém – e isso não é errado. Você é livre para amar quem bem entender, mesmo que esse alguém seja você mesma e mais ninguém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!