sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Foi No Dia 07 de Setembro de 2017

PENSE DIA 07 DE SETEMBRO EM ITAPORANGA
....................................................................................
Foi No Dia 07 de Setembro de 2017 
(Reynollds A Cabral)


Confesso a você que o desfile do dia 07 de Setembro de ontem, em Itaporanga, me emocionou. É que os símbolos representam as intenções de uma nação. Eu faço minhas as palavras do grande Chico Xavier, um dos espíritos mais evoluídos que já veio por “essas bandas”:


“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”


O Brasil está tendo a chance de recomeçar e fazê-lo bem e o brasileiro de aprender a escolher os seus agentes políticos. O segredo é procurar quem está envolvido em falcatruas e não mais conduzi-los ao poder, nesse que é o país mais rico do mundo, que, apesar da “depenação” ainda está de pé. É muita hipocrisia nesse ambiente, mas fiquemos atentos. Hoje ta fácil de localizá-los com a rede.


Essa expressão é emblemática e serve para as nossas vidas. Sempre o recomeço. É preciso juízo e todos nós estamos na contagem regressiva para voltarmos á pátria espiritual e, como o tempo é ilusão, não tem jeito, chega logo. Teremos que prestar contas ao verdadeiro dono, “da nossa administração”. Tem gente que vai voltar numa pior.


Sempre quem abre o desfile é a Policia Militar de Itaporanga e o faz com brilho e disciplina, logo após desfila um excelente símbolo das conquistas sociais a Maçonaria, que esse ano fez bonito. “Filhas de Jó”, Demolays, esposas dos maçons e por fim os maçons das duas lojas irmãs de Itaporanga, Eddeus Feitosa, o nome do pai de uma das minhas amigas do coração e a minha eterna loja 20 de outubro, ambiente de homens de bem e que produzem muito para o progresso da sociedade, mesmo, como princípio, sem dá na vista.


Quase todas as escolas da cidade desfilaram, as públicas e as privadas e foi belo ver a meninada comemorar a nossa independência, que está em fase de aprimoramento. Somos, ainda, uma democracia adolescente, imatura, mas em etapa de crescimento.


Fiquei emocionado com o desfile da Banda do nosso eterno professor “Dodoido”, a Marta Batista. O maestro das bandas marciais, o criador de dobrados fundamentais. À minha época nós viajávamos a região para tocar nas outras cidades a convite. Hoje, praticamente, todos os doutores, engenheiros, profissionais do direito, professores da região passaram pelas mãos do Professor “dodoido”, um homem de fé invejável. E não há como não se emocionar “ao ver a banda passar”. Regredimos sem sair do lugar e nos vêm á mente aqueles momentos felizes, que o tempo jamais apagará, pois há mais vida dentro de nós do que fora, pode acreditar.


Rimou!


Quem fez bonito foi o colégio da nossa “ Eterna Tia Laura”, que cumprindo a sua missão, essencialmente na educação, deixou a sua marca, o seu legado e as suas filhas, herdeiras do projeto, continuam com o mesmo amor e dedicação.


Fiquei pontualmente emocionado com a minha filha mais nova Julianna, que veio depois de um momento difícil da minha vida, onde precisei recomeçar, com a ajuda de Deus, o nosso Pai maior. Ela agora "evoluiu" e está tocando “caixa”. 
Sempre feliz, com um sorriso no rosto e força na alma infantil.


Vou terminar essas “ escrevinhação” com um dobrado épico que retrata a grandeza do Brasil e que catávamos com ufanismo nas nossas apresentações:


Brasil, gigante, nós te levaremos avante, Brasil...


AVANTE BRASIL!


PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!