quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Apesar de irregularidades, TCE mais uma vez dá parecer favorável a contas da prefeita de Boa Ventura


Por Redação da Folha – O exercício financeiro de 2014 da Prefeitura de Boa Ventura recebeu parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado em sessão de julgamento realizada nesta quarta-feira, 27, apesar das várias irregularidades na prestação de contas, algumas bem evidentes.
            
Por exemplo, em 2014, como continua até hoje, a maioria dos funcionários municipais era contratada por critério meramente político, conforme o interesse da gestora, desrespeitando um princípio constitucional. Um outro problema é que, em 2014, a Prefeitura de Boa Ventura gastou mais com Serviços de Consultoria do que com obras e instalações, uma coisa absurda.
            
Foram 131 mil reais em despesas com Consultoria, um tipo de prestação de serviço de utilidade duvidosa, enquanto que com obras e instalações, foram apenas 114 mil reais investidos. O tribunal já havia também aprovado as contas de 2013, ano em que o município teve dois gestores: Miguelzinho Estanislau, que foi cassado pela Justiça Eleitoral, e Leonice Lopes, que assumiu no lugar dele. Foi um ano também com muitas irregularidades, mas, igualmente, recebeu parecer favorável do TCE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!