quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Vereador considera que decisão da Câmara de Ibiara contra ex-prefeito foi injusta


Por Redação da Folha – O vereador Branco Alves, do PC do  B, considerou injusta a decisão recente da Câmara Municipal de Ibiara, que, por maioria de votos, reprovou as contas do ex-prefeito Pedro Feitoza. Dois terços dos seus colegas votaram pela rejeição da prestação de contas da Prefeitura referente ao exercício financeiro de 2011, que teve parecer contrário do Tribunal de Contas do Estado.
            
Branco considerou a decisão legislativa uma injustiça contra o ex-prefeito, porque, conforme o parlamentar mirim, o problema das contas de Pedro em 2011 foi meramente contábil, não havendo comprometimento do erário público. Segundo o vereador, o problema que motivou a rejeição das contas do ex-prefeito no tribunal foi o não recolhimento de contribuição previdenciária, mas, na verdade, o que ocorreu, no seu entendimento, foi um erro de contabilidade, não tendo o ex-gestor nenhuma culpa. “Vejam que as demais contas dele foram aprovadas, e o problema só foi nesse ano porque houve um equívoco na contabilidade e o prefeito terminou sendo prejudicado”, comentou Branco.
            
Na Câmara de Ibiara, a maioria dos vereadores, seis ao todo, é ligada politicamente ao atual prefeito, que é adversário político do gestor passado, mas Branco disse que respeita a decisão dos seus colegas, pois “cada um vota de acordo com seu entendimento”, embora não concorda por considerá-la injusta.
            
Com a decisão da Câmara Municipal, o ex-prefeito Pedro Feitoza, que governou o município por dois mandatos consecutivos, perde os direitos políticos e fica inelegível pelos próximos oito anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!