segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Revoada de políticos pousou em Itaporanga neste sábado, e gasto de pré-campanha é questionado

Por Redação da Folha – Dezenas de filiados do PSB estiveram reunidos em um encontro regional realizado na manhã deste sábado, 26, no Atlântida Clube, em Itaporanga, do qual participou o pré-candidato da legenda ao governo estadual no próximo ano, João Azevedo, indicado pelo governador Coutinho, que foi a figura central do encontro pesdebista.  
            
O avião com o governador, seu pré-candidato ao governo e o presidente da Assembleia  Legislativa do Estado, Gervásio Maia, que disputará a Câmara Federal, pousou pouco depois das 10 horas da manhã em Itaporanga. Alguns deputados estaduais que vão disputar a reeleição também estiveram na comitiva oficial.
            
O governador e sua turma foram recepcionados pelo prefeito da cidade, Divaldo Dantas, que trocou o PMDB pelo PSB, mudança anunciada poucos dias depois dele ser eleito e agora oficializada. Um outro prefeito do partido do governador, Nenivaldo Ramalho, de Ibiara, também ocupou a mesa do encontro.
            
Durante a reunião foram anunciadas três pré-candidaturas regionais a deputado estadual ligadas ao grupo político do governador: o ex-prefeito de Conceição, Alexandre Braga, que é do próprio PSB; além do médico Taciano Carnaúba, do PT do B; e do professor Ivo Filho, que integra o PPS, ambos com militância em Itaporanga.
            
Mas, diante da crise que vive alguns setores da vida no município, especialmente a saúde, e dos escândalos que envolvem o dinheiro público no país, muitos cidadãos locais
questionam a origem do dinheiro que garantiu a viagem aérea do governador e da cúpula do seu partido, que saíram de João Pessoa para tratar de questões estritamente partidárias e eleitorais em Itaporanga, vinda e volta. Muitos acreditam que não sejam recursos públicos.
            
E, mesmo que não seja dinheiro público utilizado no custeio do avião, não deixa de haver gastos do estado com o deslocamento do governador para a pré-campanha à sucessão estadual de 2018: além de veículos e homens do corpo de bombeiros, que foram deslocados para a cidade, toda a equipe de segurança de Coutinho, paga pelos cofres públicos, também o acompanhou em sua missão política.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!