terça-feira, 1 de agosto de 2017

Produção de uva chama atenção de investidores durante abertura da feira, no Vale do Piancó

A organização da feira de Santa Inês contou com a participação da equipe de técnicos da Emater local


Uva da variedade itália é produzida no Sertão da Paraíba, a despeito do clima seco e causticante. O que agricultores têm conseguido demonstra o potencial produtivo da região e o resultado de suas plantações tem se destacado em eventos que disseminam experiências do setor agrícola.

Como na 1ª Feira da Agricultura Familiar de Santa Inês, inaugurada na quinta-feira (27) por iniciativa do Governo do Estado por meio da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater, em parceria com a Prefeitura Municipal, Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município e outros órgãos. O evento também marcou as comemorações do Dia do Agricultor e do Dia da Agricultura Familiar, que aconteceram na semana passada em todo o País.

Contando com o acompanhamento técnico de extensionistas da Emater local, a feira tem inicialmente dez barracas onde são comercializados produtos da agricultura familiar, cultivados sem agrotóxicos. A feira se reveste de um grande significado tendo em vista que na cidade ainda não tem uma feira livre convencional, como tradicionalmente acontece em
outros lugares. “Estamos contribuindo para que os agricultores tenham um local para comercializar sua produção e, quem sabe, com o tempo possa se expandir”, comentou a coordenadora regional da Emater em Itaporanga, Maria de Lourdes Pereira, que representou a diretoria da Gestão Unificada.


Ao evento, entre outras autoridades, compareceu o prefeito João Onildo Leite que, na ocasião, assinou termo de cooperação com a Emater-GU, empresa vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, o que garante o prolongamento da parceria que já vem se realizando entre a prefeitura municipal e o órgão estadual de assistência técnica aos agricultores paraibanos. “A presença dos técnicos da Emater de toda a região na inauguração da nossa feira é uma demonstração de força da extensão rural no apoio aos projetos agrícolas do município”, reconheceu o prefeito.

Lembrou que ações empreendidas em Santa Inês pela prefeitura vêm ajudando no fortalecimento do setor agrícola, desde o preparo da terra, a distribuição de sementes para o plantio, a perfuração de poços e a construção de barreiros e açudes. “Junto com a Emater (Governo do Estado), estamos implantando a feira do agricultor, que é mais um lugar onde os produtores rurais possam vender seus produtos e a uva que é produzida em Santa Inês é um sucesso”, comentou o prefeito João Onildo.

A região de Itaporanga tem seis feiras de agricultores familiares, com bastante aceitação por parte dos consumidores que encontram produtos de boa qualidade. Em parceria com as prefeituras municipais foram instaladas e funcionam uma vez por semana as feiras de Piancó, Boa Ventura, Itaporanga, Santa dos Garrotes, Santana de Mangueira e agora Santa Inês.

A organização da feira de Santa Inês contou com a participação da equipe de técnicos da Emater local composta por Francisco João da Silva e Ivete Ramalho, do secretário da Agricultura do Município, Raniere Nogueira, além dos representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

Durante a realização da feira foram distribuídos alevinos reproduzidos na Estação Experimental da Emepa em Veludo, no município de Itaporanga, e doados pela Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca. O Banco do Nordeste fez atendimento e os agricultores aproveitaram para tirar alguma dúvida acerca de suas atividades agrícolas.


As uvas de Santa Inês – Ao que parecia impossível cultivar uvas no Sertão, devido à escassez de água, o agricultor Francisco França de Sousa, do Sítio Barriguda, em Santa Inês, está realizando. Tendo trabalhado em Petrolina (PE) no com essa cultura, depois que retornou para seu município decidiu iniciar um experimento numa pequena área e, com o acompanhamento de extensionistas, obteve êxito e a mais de um ano vem comercializando sua produção nas feiras livres da região.

Ele utiliza o sistema de irrigação por gotejamento, retirando água de um reservatório existente perto da área do plantio. Sua produção atual é a metade de um hectare, mas tem garantido uma renda extra para a família, agregada as outras atividades agrícolas. “De uma pequena unidade de observação, passamos para a produção definitiva da usa Itália, que se adaptou muito bem na região”, disse o agricultor.

Outro agricultor que expôs seus produtos na feira de Santa Inês foi Ednaldo Ferreira de Oliveira, do Sítio Umbuzeiro, que estava acompanhada de sua esposa Antônia Gomes de Oliveira. Usando o processo de irrigação por micro aspersão, ele produz em suas terras hortaliças, frutas de vários tipos e ainda tem uma pequena criação de pequenos animais. Começou a trabalha na agricultura com seu pai e, hoje, toma conta da propriedade.

Para evitar a presença de atravessadores, Ednaldo Oliveira junto com sua esposa comercializam seus produtos na feira livre das cidades da redondeza e, também, se tornou fornecedor dos programas de compras governamentais.

Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!