sábado, 5 de agosto de 2017

Mulher Melão desafia censura nas redes sociais: “Diga ao povo que eu fico!”

Acostumada a postar fotografias pra lá de provocativas nas redes sociais, a modelo tem diversas imagens apagadas da sua conta por conta das denúncias


Rodrigo Torrezan - Mulher Melão afirma que pessoas que denunciam suas fotos no Instagram "se incomodam demais com a vida alheia"
Mulher Melão não hesita em sensualizar. Com uma conta oficial no Instagram que acumula mais de 2 mil publicações, a musa não pensa duas vezes na hora de compartilhar uma foto provocante com os seus fãs, que chegam a somar cerca de 1 milhão de seguidores. Entre um clique e outro – alguns mais ousados e outros mais comportados – a modelo exibe todo o seu corpão em forma nas redes sociais . Entretanto, para alguns, essas imagens podem ser provocativas até demais.

Diversas vezes, a Mulher Melão já teve as suas fotos excluídas pelo aplicativo por conta de denúncias de outros usuários. Mas, ela diz não se sentir abalada com a situação. “Eu amo posar sensual, acho minhas fotos lindas e merecem ser compartilhadas. Tem gente por aí postando fotos até mais sensuais que as minhas, só que vira arte…”, comenta aos risos. “Nunca tive problema com críticas e para mim quem perde tempo denunciando minhas fotos se incomoda demais com a vida alheia. O corpo é meu e eu mostro quanto quiser.
Mas ainda bem que tenho mais gente para curtir e admirar do que gente para criticar. Diga ao povo que eu fico!”, finaliza com bom humor.

Trajetória no Funk
Com a onda das Mulheres-Fruta do funk carioca no início do século XXI, Mulher Melão chamou atenção após o carnaval de 2008, quando interpretou uma sereia no carro alegórico da Vila Isabel. Entretanto, a modelo não parou por aí e também chegou a ser a princesa da Gaviões da Fiel em São Paulo e rainha da bateria na Lins Imperial em 2010. Melão chegou até mesmo a se arriscar na vida política, se candidatando pelo PHS a deputada estadual no Rio de Janeiro, mas não conseguiu ser eleita.

Gente – iG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!