sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Em outubro, Justiça de Conceição vai receber projeto único no Vale para solução de conflitos

Por Redação da Folha – O objetivo principal do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) é buscar a solução de impasses para que as partes resolvam seus conflitos sem a necessidade de um longo e moroso processo judicial. E é isso que está chegando ao fórum judiciário de Conceição graças à iniciativa do seu juiz dirigente.
        
A expectativa do juiz local Kleyber Thiago é que a instalação do Cejusc ocorra na primeira quinzena de outubro, imediatamente após a capacitação do pessoal. Atualmente a comarca conceiçãoense conta com 3.600 processos em tramitação oriundos dos quatro municípios sob sua jurisdição: Santana de Mangueira, Santa Inês, Ibiara e Conceição.
         
O centro de solução de conflitos é desenvolvido pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ/PB) e a comarca de Conceição será a primeira do Vale a receber o projeto, que poderá reduzir a quantidade de processos na Justiça local e solucionar rapidamente litígios que poderiam demorar anos à espera de uma sentença.
         
A via da conciliação é algo crescente no judiciário e a principal novidade da Justiça contemporânea em um país que tem uma população das mais litigiosas do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!