quinta-feira, 6 de julho de 2017

Prefeito tem prisão preventiva decretada e é afastado do cargo, na Paraíba

A prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva após audiência de custódia realizada na noite desta quarta-feira.


O Juiz Aluízio Bezerra, em substituição a desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba, decretou a prisão preventiva do prefeito de Bayeux Berg Lima, preso na tarde desta quarta-feira (05) pela Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), acusado de extorquir fornecedor da prefeitura. O prefeito teve o flagrante homologado pela Justiça e foi afastado do cargo.

Berg Lima será conduzido para o Centro de Ensino da Polícia Militar, em Mangabeira, já que tem nível superior de ensino. De acordo com o delegado Lucas Sá, titular da DDF, o preso também foi afastado das funções de prefeito, por decisão do magistrado Aluízio Bezerra.

Berg Lima foi filmado recebendo a propina no restaurante Sal e Pedra, em Bayeux. O proprietário do estabelecimento foi quem denunciou o prefeito. No momento da prisão, ele estava recebendo a quantia de R$ 3.500,00, como propina por realizar pagamento ao fornecedor da prefeitura.

O delegado titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), Lucas Sá, disse que Berg Lima já vinha sendo investigado há mais de um mês, depois que um fornecedor denunciou a prática de extorsão pelo gestor. Lucas Sá disse que não sabe, ainda, se há mais pessoas envolvidas com o esquema, mas existem informações de que essa é uma prática comum em Bayeux.

ClickPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!