terça-feira, 11 de julho de 2017

Frentista que escapou da morte em João Pessoa é natural de Boa Ventura; veja fotos


Dois homens assaltaram um posto de combustíveis no bairro Castelo Branco, em João Pessoa, ao meio-dia desta segunda-feira (10) e mantiveram os funcionários reféns durante a ação criminosa. Um deles tentou atirar na cabeça de um frentista, mas a arma falhou na hora. Logo depois, a Polícia Militar chegou ao local e inicou uma troca de tiros com os suspeitos, em que um policial foi atingido, mas a bala ficou alojada no colete.

“Quando a equipe chegou ao local, os assaltantes já estavam saindo com uma sacola de dinheiro. Uma troca de tiros intensa começou. O suspeito que foi preso estava com um revólver calibre 22 que foi todo descarregado na troca de tiros. O outro fugiu e, segundo testemunhas, ele estava baleado”, disse o major Cristóvão Lucas, do Batalhão de Polícia Ambiental.


Ainda de acordo com a PM, tinha um carro "dando apoio aos assaltantes", que fugiu após a troca de tiros. O policial atingido foi o tenente Godói, do mesmo batalhão. “Ele não chegou a sentir o tiro durante a ação. Só quando chegou no batalhão que percebeu que foi atingido. Ele foi ao hospital apenas para constar que estava tudo bem”, afirmou o major.
“O projétil ficou no colete. O ferimento foi superficial, como se fosse uma marca de paintball
à queima roupa. [...] O ferimento foi nas costas, um pouco à direita da coluna, na altura do pulmão. [...] Só fiquei assustado porque o fardamento também foi rompido”, informou o tenente Godói.


O frentista que escapou da morte, com a falha da arma do bandido, é membro da família Freitas da cidade de Boa Ventura, no Vale do Piancó, e para sua segurança, seu nome não será revelado.

G1PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!