segunda-feira, 31 de julho de 2017

DA ESCOLINHA DO PROFESSOR VAVÁ: Além dos limites? Saiba quais são as práticas sexuais mais rejeitadas

Algumas práticas, como se masturbar na frente do parceiro ou fazer sexo durante o período menstrual, não caem no gosto de muita gente


Gradualmente, as pessoas estão começando a falar mais a respeito de assuntos relacionados ao sexo. Não dá, porém, para dizer que o tabu acerca de algumas práticas sexuais acabou; não é difícil encontrar quem considere coisas como sexo anal e a realização de alguns fetiches coisas que estão muito, mas muito além dos limites. 

Para alguns, há práticas relacionadas ao sexo que estão completamente fora dos limites
Shutterstock
Para alguns, há práticas relacionadas ao sexo que estão completamente fora dos limites
Já que as pessoas devem ser livres para experimentar o que der vontade na cama (é claro, desde que não se ultrapasse as escolhas das outras pessoas envolvidas), o sexo é bastante ligado ao conceito de liberdade. Ao mesmo tempo, porém, conhecer os próprios limites e deixá-los bem claros aos outros também é necessário, já que ninguém deve ser forçado ou se sentir obrigado a participar de práticas com as quais não se sente confortável. 

Práticas fora de questão

Pensando nisso, o veículo britânico “Daily Mail” realizou uma pesquisa com cerca de 1,2 mil pessoas para descobrir quais são as práticas mais rejeitadas pelas pessoas. De acordo com os resultados, a lista é encabeçada por uma prática que, enquanto para algumas mulheres é uma coisa asquerosa, para outras é a melhor coisa do mundo. Estamos falando do sexo durante o período menstrual.

Segundo a pesquisa, 45% das pessoas entrevistadas (tanto homens quanto mulheres) afirmam que nunca transariam durante a menstruação . Realmente, não é incomum que as pessoas se sintam desconfortáveis na presença de sangue, mas há quem diga que a prática é extremamente prazerosa. Dentre as justificativas de quem acha isso está o fato de que muitas mulheres ficam mais lubrificadas durante o período, além de a libido ir às alturas.

Em segundo lugar na lista de práticas que estão além dos limites vem não tomar banho antes do sexo oral. De acordo com os dados levantados, 40% das pessoas acham indispensável estar de banho tomado antes do ato. Outra práticas também entram na lista, mas não são tão rejeitadas assim; 10% das pessoas acham que é inadequado se masturbar na frente do parceiro ou parceira e 6% delas se recusam a assistir pornografia acompanhadas.  

Delas – iG 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!