sábado, 8 de julho de 2017

APNEIA DO SONO. ELA AUMENTA O RISCO DE HIPERTENSÃO E DIABETES


A apneia obstrutiva do sono (SAOS) de leve a moderada está associada a maior risco de hipertensão e diabetes, sugerem dados preliminares de dois estudos.

Por: Megan Brooks - Fonte Site: Medscape.com

"Nós observamos que mesmo a apneia leve estava fortemente associada a risco aumentado em 4 vezes de desenvolver hipertensão em comparação com indivíduos sem apneia obstrutiva", disse o pesquisador principal, Dr. Alexandros N. Vgontzas do Centro de Pesquisa e Tratamento do Sono, Penn State University College of Medicine, em Hershey, Pensilvânia, em um comunicado à imprensa.

"De forma semelhante, a apneia moderada esteve associada a risco aumentado de desenvolver diabetes em cerca de 3 vezes em comparação com indivíduos sem apneia do sono".

"A detecção precoce e o tratamento da apneia do sono de leve a moderada são necessários para prevenir doenças cardiometabólicas futuras em adultos jovens e de meia-idade", disse a apresentadora do estudo, Dra. Yun Li, aluna de pós-doutorado da Penn
State University, aos presentes no SLEEP 2017: 31º Encontro Anual das Associated Professional Sleep Societies.

"Dadas as fortes associações entre apneia do sono e anormalidades metabólicas neste grupo de idade, deve-se dar ênfase no monitoramento anual dos índices de sintomas cardiometabólicos e nas intervenções de estilo de vida, como controle de peso, dieta saudável, exercícios regulares e controle do estresse", acrescentou ela.

Os dois estudos envolveram a Penn State Adult Cohort, uma amostra aleatória da população geral de 1741 adultos. Os participantes completaram uma entrevista médica completa no início do estudo e passaram uma noite no laboratório do sono. Aqueles com índice de apneia-hipopneia (IAH) menor que 30, e sem hipertensão (n = 787) ou diabetes (n = 1250) no início do estudo foram reavaliados após 10 anos.

A SAOS leve foi definida com um IAH de 5 a 14,9 e a SAOS moderada como um IAH de 15 a 29,9. As taxas de incidência de hipertensão e diabetes foram 25,2% e 10,2%, respectivamente.

Na análise ajustada para múltiplas variáveis, tanto a SAOS leve quanto a moderada, mesmo quando assintomáticas, estavam associadas a maior risco de hipertensão. A associação entre SAOS e hipertensão foi significativamente maior em adultos jovens do que em idosos (SOAS x interação com idade; P = 0,01).

O risco de diabetes foi significativamente aumentado com a SAOS moderada, mas não com a leve, após ajuste para múltiplos fatores.

Tabela. Risco de incidência para hipertensão ou diabetes com SAOS
GrupoOdds ratio: hipertensão incidente (IC de 95%)Odds ratio: diabetes incidente (IC de 95%)
SAOS leve4,35 (2,25 - 8,39)0,47 (0,18 - 1,19)
SAOS moderada3,80 (1,41 - 10,30)2,78 (1,17 - 6,63)
Ao comentar os resultados, a Dra. Shalini Paruthi, porta-voz da American Academy of Sleep Medicine, afirmou: "Parece que há maior associação entre apneia do sono em adultos – mesmo se for apneia do sono leve, IAH entre 5 e 15 – e hipertensão. "

"Temos visto vários outros estudos sobre essa associação, mas acho que ainda há dúvidas sobre a associação entre apneia do sono e diabetes".

"Estudos mostraram diferenças na regulação da glicemia com a apneia do sono, mas se isso se traduz em diabetes, não sabemos ainda", disse ao Medscape a Dra. Shalini.
"Médicos da atenção primária avaliarão a pressão arterial e farão rastreio para o diabetes, mas especialistas em sono precisam estar cientes dessas associações", disse ela.

"E quando converso com meus pacientes sobre apneia do sono e os riscos associados, eu também os informo que se tratarmos a apneia do sono há uma chance muito boa de que teremos alguma melhoria na hipertensão arterial, se ela estiver presente, e na glicemia, se estiver alta". 

O estudo não teve financiamento comercial e os autores não declararam relações financeiras relevantes.

SLEEP 2017: 31º Encontro Anual das Associated Professional Sleep Societies. Resumos 0424 e 0426. Apresentados em 5 de junho de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!