domingo, 4 de junho de 2017

Só Faz Um Ano

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
........................................................
Só Faz Um Ano
(Rey Auca)
Sabe leitor, como diz a música: “A vida é trem Bala” e digo mais, nos somos conduzidos sem prestar a atenção na estrada. Quem disse isso foi o escritor espírita, bancário aposentando, Richard Simonetti. O caboclo sabe das coisas. A maioria “caminha” sem prestar a atenção e não vive, apenas existindo e quando menos se espera o trem chega á estação.
Ontem, como sempre fiz , fui ao primeiro forró do ano da cidade de Itaporanga, no BNB Clube e a casa estava lotada. Balançar o corpo ,também, é terapia para alma.
Uma festa familiar e encontrei por lá toda a “cambada”espírita, meus irmãos de fé. Todos felizes, que bom. É uma pena que não os vi , antes, na nossa “missa do sábado", no Centro Espírita Jesus de Nazareth, de Itaporanga. Lá a festa foi maior, tratamos de reencarnação por outro foco. Mas, faz parte e o mais importante é seguir prestando atenção.
E pensar que já, já, chegaremos no ponto final, para recomeçar e seguir sempre até a plenitude ,pois esse “ negócio” de ser imortal, dá uma fadiga “danada”. Mas não reclamo,sigo aprendendo, desenvolvendo a razão e o sentimento pelas estradas da vida,mesmo com as minhas limitações.
Na verdade é essa a meta de todo espírito, prestando ou não a atenção na estrada: Evoluir. Quem presta a atenção vive melhor e chega mais rápido ao seu destino.
Ontem , eu prestei a atenção na festa e dancei um “forró da peste” com a minha prenda. Também identifiquei que não danço tão bem assim, mas não importa. A garotada de hoje, dança melhor. Quem dança bem mesmo é o meu colega ARTUR ALVES, o homem arrastou o pé, como ninguém, com a sua Amada.
É que, na verdade, estou pouco indo às festas. Falta motivação. Essas bandas de hoje são “um deus nos acuda”. Só essa juventude agüenta. Mas, as festas juninas ainda têm o seu tradicionalismo e pensar que temos uma longa jornada nesse mês de junho: São João de rua em Boa Ventura, Diamante e por fim o nosso São Pedro, de Itaporanga, que é o “palco” em que os filhos da Rainha do Vale chegam , aqui, para dar um “rolé” e adquirir forças emocionais. É o melhor do Brasil, por essa carga emocional. Na verdade não é nem a festa, é a cidade, a nossa terra-mãe.
Este mês também vou ao São Pedro de “Cachoeirinha”, terra da minha amada, arrastar o pé com a minha “cabocla”, que ontem, sem desmerecer as belas beldades presentes, garotas lindas de Itaporanga, era a mais bela, com aquele brilho nos olhos que conquistou a minha alma.
Os olhos leitor, os olhos! Eles retratam o que vai por dentro. É como disse o poeta: “ Os olhos são o espelho da alma”. Eu acredito.
Mas, faz um ano que quem esteve por essas bandas foi o ASSISÃO, do meu tempo. O sessentão continuava cantando como ninguém e tem uma cabeleira que me dá inveja. Hoje, tivemos Os TRES DO NORDESTE E O GRANDE SAULO. Saulo , dispensa comentário, o homem é poeta e tem uma voz como ninguém a tem.
Os Três do Nordeste está com uma formação nova, os filhos dos iniciantes. E eu que pensei que era o tradicional. O meu amigo Nivaldo Freitas, perguntou se eu estava “zoiado”, pois a turma original já morreu. Foi aí que eu disse que a “vida é trem bala” e não tinha prestado a atenção. Mas, a garotada é tão boa quanto e quando resgatou os forrós de outrora, nos fez regredir na emoção do passado .
Uma bela Noite de forró. Agora, leitor, já são 09:14 h e estava precisando ir à Boa Ventura, para experimentar outra festa, a festa da espiritualidade. Não prestei a atenção. Perdi o horário. Mas, os outros evangelizadores estão todos por lá. Tudo certo. Primeiro o essencial, depois o resto. Né não?
“INTÉ” e Preste a atenção.
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Um comentário:

  1. Belas palavras.
    Falta a oportunidade de ouvirmos,vivermos e mostrar para os jovens que existe um forró que a todos agrada.
    Sou muito feliz por ter esta oportunidade e não abro mão de manter a tradição do São João do BNB.

    ResponderExcluir

Gostou da matéria... Comenta, vai!