quinta-feira, 22 de junho de 2017

Findo período chuvoso, vejam como ficou volume dos principais açudes do Vale, incluindo Itaporanga

Por Redação da Folha – O período de chuvas no Vale acabou e, até o final do ano, a estiagem deverá prevalecer, com exceção de algumas chuvas isoladas, que sempre caem neste período, mas sem expressividade.
                
Embora não tenha sido um inverno que todos esperavam, este foi, sem dúvida, o melhor período chuvoso dos últimos cinco anos, com reflexo positivo na agricultura e também na recarga hídrica: os principais açudes do Vale tomaram um bom volume d’água, mas apenas o açude Vazante, de Diamante, hoje com 98,6%, sangrou. A maioria não atingiu nem metade do seu volume total.
                
As exceções foram o açude de Cachoeira dos Alves, que abastece Itaporanga, que chegou a 58,7%, o que representa pouco mais de 6 milhões de metros cúbicos d’água; Poço Redondo, em Santana de Mangueira, com 76%; e Cafundó, em Serra Grande, com 58%.
                
Vejam o volume dos demais açudes regionais: Coremas 9,3%; Mãe D’água, em Coremas, 5,6%; Bruscas, em Curral Velho, 22, 9%; Cachoeira dos Cegos, em Catingueira, 21,1%; Condado, em Conceição, 17, 4%; Serra Vermelha, em Conceição, 7%; Vidéu, em Conceição, 33%; Riacho Verde, em Boa Ventura, 19,8%; Frutuoso, em Aguiar, 9,7%; Buiú, em Olho D’água, 14,3%; Queimadas, em Santana dos Garrotes, 43%; Santa Inês, em Santa Inês, 8,2%; Saco, em Nova Olinda, 21,1%; Piranhas, em Ibiara, 36,3%; e Cochos, em Igaracy, 32,4%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!