terça-feira, 13 de junho de 2017

Em Santa Inês, Prefeitura contrata por livre escolha, enquanto Justiça não dá solução a concurso

Por Redação da Folha – O concurso público da Prefeitura de Santa Inês foi suspenso há dez meses pela Justiça de Conceição em decisão liminar, a pedido do Ministério Público, por supostas irregularidades no certame, que abriu 103 vagas para diversos cargos na administração municipal.
                
Passado todo esse tempo, a Justiça ainda não julgou o mérito da questão para decidir se anula ou não o concurso, que foi iniciado há mais de um ano e permanece sem solução. Mas, enquanto os candidatos que pagaram a taxa, estudaram e fizeram as provas vivem momentos de preocupação, ansiedade e incertezas, a Prefeitura mantém as contratações de servidores sem concurso.
                
Em dezembro de 2016, que foi ano eleitoral, por exemplo, o município, que é um dos menores da região, chegou a ter 103 servidores entre temporários e comissionados. Este ano, foi reduzido o número de prestadores de serviço, mas aumentou o quantitativo de cargos de confiança ocupados: passou de 28 para 39. “Para a Prefeitura, quanto mais tempo passar, melhor, porque ela continua contratando sem problemas, mas, para nós, candidatos, essa demora e incerteza são cruéis”, comentou um dos postulantes a uma vaga no certame.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!