sexta-feira, 19 de maio de 2017

Três presos em roçado de maconha em Diamante foram encaminhados para delegacia da PF

Por Redação da Folha – Uma operação policial comandada pelo delegado seccional de Itaporanga, Gláuber Fontes, e que contou com a participação de vários agentes da Polícia Civil regional, destruiu um plantio de maconha e prendeu três homens em flagrante na manhã desta quinta-feira, 18. Mandados de busca e apreensão autorizados pela Justiça também foram cumpridos em residências próximas ao roçado ilegal.
                
O plantio da droga estava em uma área de difícil acesso no sítio Poções, município de Diamante, já na divisa com Bonito de Santa Fé. Há dias, a Polícia Civil investigava os supostos envolvidos com o roçado clandestino. Ao chegar ao local, policiais prenderam dois homens que se encontravam no cultivo da droga, um do Pernambuco e outro, da Bahia, e que se abrigavam em um rancho improvisado dentro do mato. Um terceiro suspeito, dono de parte da área cultivada, também foi preso, conforme o delegado Gláuber Fontes. Outros dois conseguiram fugir. 
                


Os três foram encaminhados para a delegacia da Polícia Federal em Patos, onde poderão ser autuados ou não em flagrante, dependendo do entendimento do delegado. Mandados de busca determinados pela Justiça, a pedido do delegado, também foram cumpridos, mas somente em uma residência foi encontrado ilícito: um revólver foi apreendido na residência de um quarto suspeito, que não se encontrava em casa. No entanto, sua irmã foi presa por posse ilegal de arma, mas o crime é afiançável. 

Segundo um policial que participou da operação, um dos presos teria dito que a estimativa era para colher três toneladas de maconha pronta para o consumo. O plantio era irrigado, tinha cerca de 20 mil pés e deveria render cerca de 1 milhão de reais. Depois das diligências, os policiais destruíram toda a plantação.
                
Fotos: policiais chegam ao plantio, que foi destruido; e o local onde os acusados do cultivo se arranchavam.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!