quinta-feira, 4 de maio de 2017

Quarteto o de cordas Pequeña Venecia, despede-se de Itaporanga

BOM DIA, FAMÍLIA!
O PENSE NISSO DO DIA.
...............................................................................
Quarteto o de cordas Pequeña Venecia, despede-se de Itaporanga
(Reynollds Augusto)
1bf540d8-701f-44ce-becc-4f810c172771Sabe leitor, esse é um dos pólos do Projeto Prima que mais evoluiu na Paraíba. Quero dar Vivas ao governador do nosso Estado! Que teve a feliz intuição e sensibilidade de trazer á “ Música do Céu” às camadas mais simples da nossa comunidade, ao corpo discente da Paraíba, especialmente de Itaporanga. É um Visionário.
cbfc3343-68f7-4b14-97a8-a4b11bdb8536É que a música está entranhada na alma do itaporanguense. São muitos os exemplos, o maior deles é do internacional RADENGUNDES FEITOSA, que levou Itaporanga, a Rainha do Vale do Piancó, ao mundo e que certa feita, ao ser entrevistado por JÔ Soares, contando a sua vida, nos permitiu um orgulho danado. Quantas vezes o vi ensaiar, quando menino, à Rua Pedro Americo, quase de frente á minha residência, onde morava com sua família, o seu saudoso Costa, seu grande Pai.
Como dito, o nosso jovem tem a música, a arte no sangue. Basta instigar.
prima-musicos-da-venezuela-foto-vanilvaldo-ferreira-secom-pb-391-270x180Aqui vale abrir umas aspas para outro visionário, de um tempo em que as “vacas eram magras, magríssimas. Refiro-me saudoso PADRE ZÉ, que tinha visão de futuro, sendo um semeador e que fez despertar em muitos jovens a inteligência emocional, por meio da música de qualidade, na nossa linda cidade de Itaporanga
“Quem não gosta de musica clássica, bom sujeito não é”
a5156f18-8410-4f5f-8416-27a367b5da08Tudo na vida tem um fim, a própria vida física tem o seu termo, pois ninguém aqui vai ficar. O “cabra” nasceu começou a morrer e na passagem por esse planeta, um dos menores do espaço infindo, é preciso aprender mais e também a sentir. Conhecimento e sentimento são as asas que nos levam à plenitude. As religiões apelidam isso de “salvação”.
É que o planeta Terra também é uma escola, alem de ser um hospital e uma prisão. A grande verdade é que só levaremos daqui o que somos e o que aprendemos, bem como o que sentimos, o resto fica , principalmente as ilusões.
Ontem fomos, tristemente, nos despedir de Manuel David Vasquez, Manuel Alfredo Barrios, Carolina Quero , bem como Radrier Vargas. Todos com mestrado em Música.
É que o quarteto encerrou hoje o seu contrato com o Estado e terá que voltar para a Venezuela, que se encontra em um estado político aterrorizante. Que tudo se resolva por lá. A humanidade não mais vê com bons olhos, ditaduras, governos absolutos, pseudos democracias, que massacram o seu povo.
Foi uma tarde feliz, de alegria e muitos choros, com uma galera jovem que nos passa aquela vibração de que a humanidade ainda tem jeito. E um corpo docente, de Itaporanga, que nos dá orgulho. Quero parabenizá-los em nome do grande Júnior, da cidade de Serra Grande e o grande Mamá, que respira música pelos poros.
Esse, o de Itaporanga, é um dos pólos que mais se apresenta ao governador da Paraíba, que sensibilizado e feliz permitiu que a Ex-Escola Estadual Terezinha Gomes da Silva, ficasse sob a administração do Pólo Prima de Itaporanga , participando da Sétima Região e tendo, agora, orçamento próprio, lugar próprio para estudar e preparar essa garotada bonita. Antes, quase jogado na Escola Adalgisa Teódulo da Fonseca.
20170503_150541Vou te confessar algo, leitor. Eu estou feliz e agradecido por minha Juliana querida, que começou há pelo menos um ano e hoje me faz chorar com seus acordes.
Ontem os grupos de instrumentos se apresentaram e foi uma alegria só, finalizando, uma música especial do coral, ao quarteto que terá que nos deixar.
Como seria bom que todos os pais matriculassem seus filhos!
Ficou o aroma, as flores cresceram,
A esperança surgiu,
A felicidade renasceu.
Ao quarteto Pequeña Vencia,
A Proteção de Deus.

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!