quarta-feira, 24 de maio de 2017

Projeto leva saúde e cidadania para dentro das escolas em Aguiar e não é só para o alunado

Por Isaías Teixeira/Folha do Vale – As secretarias municipais de Educação e Saúde de Aguiar estão pondo em prática, desde o dia 27 do mês passado, a primeira etapa de um projeto denominado de Escola Saudável, que consiste, principalmente, em levar aos educandários municipais ações afirmativas de cidadania e de saúde física e mental, para alunos e também pais de alunos, com atendimento nutricional, odontológico, psicológico e de assistência social. Ações lúdicas e artísticas também reforçam essa boa lição para a vida.

A ideia de incluir os pais no projeto objetiva aumentar o público contemplado e estender os benefícios para os que integram o núcleo familiar dos alunos, até porque, no ambiente familiar, pais e filhos estão vinculados fortemente e um problema que afeta um pode atinge indiretamente também o outro. Um lar saudável em qualquer aspecto vai produzir melhores alunos dentro do ambiente escolar.  

As primeiras escolas a serem visitadas foram três da zona rural: a José Cícero de Lacerda e Isolada Badu, ambas localizadas na Serra de São Pedro; e a Sátiro Clementino Dantas,
no sítio Caititu. Já nessa segunda-feira, 23, foi a vez da escola Advogado Horácio Ramalho receber as equipes da Educação e Saúde locais.

Além da secretária de Educação, Fátima Soares, participaram do encontro a odontóloga Izabelly; a nutricionista Josefa (Zefinha); a psicóloga Karmen Gouveia; a assistente social Pablina Sousa; a atendente do consultório odontológico, Maria de Lourdes (Lalá); a supervisora escolar Francisca Pereira Martins; a orientadora Luciana Xavier; os professores André Oliveira e Negreiro; a supervisora das escolas do Campo, Cláudia Maria; os agentes de saúde Edimilson, Maurício, Maria Ducileide Lacerda e Rosely; e toda a equipe do advogado Horácio Ramalho. 

Conforme Fátima Soares, “houve também momentos para as refeições do café da manhã e almoço, dinâmicas e paródias que contaram com a contribuição e participação dos professores e funcionários da educação e saúde envolvidos nas atividades do programa.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!