sábado, 6 de maio de 2017

Ótima notícia para o Vale do Piancó: ANA retoma perenização dos Rios Piancó e Piranhas


A Agência Nacional de Águas, em comum acordo com a AESA, IGARN e com a ciência do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó-Piranhas-Açu, decidiu por retomar a perenização dos rios Piancó e Piranhas a partir do Açude Curema. A descarga estava interrompida desde 17 de outubro do ano passado, em razão do reduzido volume de água no Açude.

Confira a nota da ANA:

1. Em razão do reduzido volume de água observado no Açude Curema, a sua descarga para o rio Piancó foi interrompida em 17/10/2016. Desde essa data, a perenização dos rios Piancó e Piranhas, com vistas ao atendimento das demandas de consumo humano e dessedentação animal, passou a ser viabilizada por descarga do Açude Mãe D’Água para o rio Aguiar, afluente do rio Piancó pela margem esquerda.

2. Todavia, as chuvas que ocorreram na bacia hidrográfica do rio Piancó na última semana ocasionaram a elevação dos níveis de água dos açudes Curema e Mãe D’Água. A situação de armazenamento desses açudes nesta data, dia 19/04/2017, é a seguinte:

• Açude Curema: cota do nível d’água igual a 224,36 m, correspondente ao volume acumulado de 45,82 hm³ (7,7% de sua capacidade, igual a 591,65 hm³ conforme batimetria
realizada em 2014);

• Açude Mãe D’Água: cota do nível d’água igual a 225,32 m, correspondente a 31,01 hm³ (5,5% de sua capacidade, igual a 568,00 hm³ conforme batimetria realizada em 2014).

3. Nesse cenário, a ANA, em comum acordo com a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba – AESA e o Instituto de Gestão das Águas do Estado do Rio Grande do Norte – IGARN, e com a ciência do presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Piancó – Piranhas – Açu – CBH-PPA, decidiu por retomar a perenização dos rios Piancó e Piranhas a partir do Açude Curema. A descarga do Açude Mãe D’Água será interrompida tão logo a descarga do Açude Curema resulte em aumento do nível da estação fluviométrica (régua) situada no sítio Pau Ferrado, aproximadamente 8 km a jusante da barragem do Açude Curema. Estima-se que isso ocorra ainda essa semana.

4. Dessa forma, em 18/04/2017, conforme orientações da ANA, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas – DNOCS e a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – CHESF realizaram o aumento da abertura da válvula dispersora do by pass da Unidade Geradora 02 da Usina Coremas, a fim de possibilitar a descarga de vazão igual a 500 L/s para o rio Piancó, compatível com a vazão atualmente descarregada do Açude Mãe D’Água para o rio Aguiar.

5. A PROJECTE, empresa contratada pela ANA para prestação de serviços técnicos de apoio à gestão de recursos hídricos na bacia hidrográfica dos rios Piancó-Piranhas-Açu, acompanhou a manobra de aumento da abertura da válvula dispersora, de 17% para 28%, que resultou na descarga de 506,7 L/s para o rio Piancó. A PROJECTE continuará acompanhando a descarga do Açude Curema para o rio Aguiar e os níveis das estações fluviométricas (réguas) localizadas nos rios Piancó e Piranhas.

6. Esclarecemos que a gestão dos açudes Curema e Mãe D’Água tem sido realizada de forma articulada com os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte, com o CBH-PPA e com o DNOCS, e visa a buscar o atendimento, pelo maior tempo possível, das demandas de dessedentação animal e consumo humano de aproximadamente 400.00 habitantes no município de Coremas-PB e nos municípios dependentes dos vales perenizados dos rios Piancó e Piranhas e do Canal da Redenção.

O Blog de Piancó

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!