sexta-feira, 12 de maio de 2017

Médica é demitida por suspeita de levar filho menor para auxiliá-la em cirurgia

Em uma das imagens, que foram compartilhadas na última terça-feira, a médica faz uma brincadeira e chama o filho de "doutor".


Uma cirurgiã geral que teria levado o filho menor de idade para auxiliá-la durante uma cirurgia no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais, foi demitida, informou a assessoria de imprensa da unidade de saúde, nesta quinta-feira. Imagens, que foram postadas pela própria médica em seu perfil em uma rede social, mostram o rapaz ao seu lado com um avental hospitalar e touca dentro de uma sala de operações do local.

Em uma das imagens, que foram compartilhadas na última terça-feira, a médica faz uma brincadeira e chama o filho de "doutor". Em outra fotografia, o rapaz parece ajudar a mãe a manipular um equipamento médico. As imagens chocaram internautas, que criticaram o hospital.

Em nota, assessoria de imprensa da unidade de saúde informou que "foi aberto procedimento para apuração das responsabilidades de todos os profissionais envolvidos na ocasião".

Leia na íntegra a nota assinada pelo diretor técnico do hospital, Guilherme Ribeiro Camara:


"A Diretoria da Santa Casa de Misericórdia de Lagoa Santa informa que instaurou uma sindicância, em caráter excepcional, com a finalidade de apurar a divulgação dos fatos ocorridos e dos possíveis responsáveis, em virtude da divulgação de fotos nas redes sociais que sugerem a conduta irregular de ato médico na instituição. Representantes do hospital e do Instituto Laborare - gestora da Santa Casa, já foram designados para constituírem a Comissão de Sindicância instituída, que deverá apresentar o relatório conclusivo aos órhãos responsáveis para as providências cabíveis".


Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!