quinta-feira, 18 de maio de 2017

Em Itaporanga, Júri condena réu a pena mínima por crime cometido sete anos atrás

Por Redação da Folha - Em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Itaporanga, presidida pela juíza Brena Brito e realizada nessa quarta-feira, 17, o réu Marcos Mateus Araújo, conhecido como Boião, foi condenado a uma pena de três anos de prisão por uma tentativa de homicídio.
                
O crime foi em 2010 no município de Itaporanga contra a vítima Rafael Pereira Caboclo. Conforme o advogado Raminho, que defendeu o réu, seu cliente foi sentenciado a uma pena mínima e poderá cumpri-la no regime semiaberto, mas o problema é que Marcos encontra-se preso em Campina Grande por uma outra condenação: trata-se de homicídio cometido por ele em Itaporanga em 2007. “Mas acho que ele já cumpriu essa pena, vou me habilitar também nesse caso e buscar garantir seus direitos”, comentou dr. Raminho.
                
Na sessão de julgamento desta quarta-feira, o promotor atuante foi Reynaldo Serpa Filho, que pediu a condenação do réu e foi atendido por grande parte dos membros do Conselho de Sentença, condenando o réu.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!