terça-feira, 23 de maio de 2017

Em Itaporanga, Júri absolve acuado de tentativa de homicídio em bar rural em 2015

Por Redação da Folha -  Em sessão do Tribunal do Júri de Itaporanga nesta terça-feira, 23, presidida pela juíza Brena Brito, o réu Ednaldo Rogério Renovato, conhecido como Neguinho, de 31 anos, foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio e está livre da ação penal a que respondia.
                
Ele chegou a ser preso em flagrante no dia do crime, mas conquistou o direito de responder ao processo em liberdade e agora foi declarado inocente da acusação feita pelo Ministério Público. Em sua defesa atuou o advogado José Leite. O crime do qual o réu foi acusado ocorreu na madrugada de 19 de setembro de 2015 em um bar rural localizado no sítio Pé de Serra, município de Itaporanga.
                
Atuaram no Júri os promotores Reynaldo Serpa Filho e Leonardo Pinto, que pediram a condenação do réu ao argumentar que ele tentou contra a vida da vítima, Francisco Ferreira da Silva, ao disparar um tiro em sua direção.
                 
No entanto, a defesa do réu alegou que o disparo não acertou a vítima e o acusado continuou os tiros, o que mostra que ele não tinha a intenção de ferir seu desafeto, argumentação que foi acatada pelo Conselho de Sentença, resultando em sua absolvição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!