segunda-feira, 15 de maio de 2017

Coremense desaparecido é achado sem vida em açude de Diamante. Família reconheceu por tatuagem

Por Redação da Folha – O corpo já em estado de decomposição encontrado boiando em um açude localizado no sítio Macaco, município de Diamante, na manhã deste domingo, 14, é do coremense Antônio Soares de Oliveira, conhecido como Neguinho, de 30 anos, que estava desaparecido há 22 dias, conforme informações da delegacia de Itaporanga.
                
Antônio residia em Coremas e foi, juntamente duas mulheres, também coremenses, trabalhar em um bar na cidade de Diamante, mas desapareceu misteriosamente. O dono do estabelecimento e familiares do rapaz estavam à sua procura e tinham esperança de encontrá-lo com vida, mas tudo se desfez nessa manhã, quando o corpo foi encontrado.
                
Em função do elevado estado de decomposição corpórea, os familiares, que estiveram na delegacia de Itaporanga durante a tarde, só conseguiram identificá-lo graças a uma tatuagem em um dos seus braços, onde está escrito Maria Luiza, uma referencia à sua filha.
                
A Polícia Civil agora quer saber se o rapaz foi vítima de afogamento ou homicídio. O corpo foi encaminhado para exame necrológico em Patos para que seja identificada a causa do óbito. A polícia também quer saber quando ocorreu, aproximadamente, a sua morte. Depois disso, os restos mortais serão entregues aos familiares para o sepultamento, que será em Coremas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!