quarta-feira, 12 de abril de 2017

PERDER PESO. POR QUE É TÃO DIFÍCIL?


Perder peso não é fácil e nem rápido. Nosso corpo considera o acúmulo de gordura como um sucesso e vai lutar vigorosamente se tentarmos perder peso. Dylan Thompson, da Universidade de Bath, Inglaterra, explica porque nosso corpo engorda.  Professor e pesquisador, ele é internacionalmente reconhecido por seus trabalhos a respeito da relação entre o peso e a atividade física.

Por Damien Mascret - Le Figaro

Le Figaro - A gordura corporal tem uma má reputação na medicina. Mas por que nosso corpo engorda?

Dylan Thompson – Sem a capacidade de armazenar energia sob forma de gordura, não teríamos provavelmente sobrevivido a milhões de anos de evolução ou não teríamos a aparência que temos hoje. Precisamos da capacidade de armazenar energia para sobreviver a períodos de fome e a gordura é uma excelente maneira de fazê-lo. Mesmo um homem relativamente esbelto de 75 kg tem normalmente o equivalente a 100 mil quilocalorias armazenadas sob forma de gorduras! Embora a gordura seja frequentemente demonizada, faz sentido para nosso corpo armazenar a energia desta forma para poder
lançar mão dela caso a fome apareça e não haja alimento disponível. O problema, hoje, é que muitas pessoas armazenam energia em demasia sob forma de gordura.

Como explicar que um obeso continue a sentir fome sendo que ele possui reservas importantes?

Temos sistemas fisiológicos muito sofisticados para coletar informações sobre a energia armazenada no nosso tecido adiposo. Um desses sistemas envolve a leptina, uma proteína secretada pelo tecido adiposo que sinaliza para o cérebro quanta energia é armazenada sob forma de gordura. Mais armazenamos gordura e mais a taxa de leptina aumenta no sangue. Mas nosso cérebro se acostuma com o aumento do nível de leptina e passa a considerá-lo como «normal». De certa forma, ele se torna resistente à leptina. Nosso cérebro não ouve mais nada e não percebe que ele já tem reservas de gordura.

O que acontece quando perdemos peso?

Ao tentar perder peso, nosso corpo responde ao mobilizar estoques de gordura e ao liberar essa energia armazenada. É quando o sistema envolvendo a leptina se torna realmente importante. Há uma queda da taxa de leptina no sangue, absolutamente desproporcionada em relação à perda modesta de gordura. O colapso da leptina é uma tentativa desesperada para informar o cérebro que o estoque de energia vai ser consumido. A resposta é ao mesmo tempo um aumento da sensação de fome e um aumento dos «comportamentos de recompensa» (comer alimentos gordurosos, doces, salgados ; fumar e beber álcool). Uma taxa reduzida de leptina desencadeia sintomas depressivos em animais. Assim, ao tentar perder peso, nosso tecido adiposo solicita ao cérebro que resista para evitar uma redução dos estoques de gordura. Estamos com fome. Buscamos recompensas. E podemos então «sentir uma fraqueza» ou nos sentirmos deprimidos!

Como neutralizar esses mecanismos fisiológicos ancestrais?

A primeira coisa importante para entender e aceitar é que sentir fome é perfeitamente normal quando tentamos perder os quilos em excesso. Em seguida, é preciso lidar com essa sensação. Por exemplo, ao consumir alimentos saciantes (carnes, peixes, ovos, lentilhas…) que são ricos em fibras e proteínas, e evitar aqueles que são densos em energia, mas menos saciantes (doces, sobremesas, bebidas doces e refrigerantes).

O esporte pode ajudar a perder peso?

A atividade física é uma boa maneira de queimar energia e, portanto, pode ajudar a perder peso . No entanto, é importante notar que um programa típico de exercício (como uma corrida três vezes por semana) vai aumentar as despesas energéticas em pelo menos 10 %. Além disso, nossas pesquisas mostraram que as pessoas compensavam comendo um pouco mais que o habitual. Assim, começar uma nova atividade física não vai levar a perder muito peso, especialmente se não cuidarmos da nossa ingestão de calorias. Dito isso, aumentar sua atividade física é benéfico para a saúde. Inclusive por coisas que não são (por engano!) consideradas como atividade física: permanecer de pé, movimentar-se, andar, efetuar pequenos deslocamentos.

Qual é o erro mais comum quando queremos perder peso?

Um erro muito comum é ter expectativas completamente irrealistas. Mas perder peso não é fácil e nem rápido. Nosso corpo considera o acúmulo de gordura como um sucesso e vai lutar vigorosamente se tentarmos perder peso. Os quilos se acumularam ao longo dos anos e vai levar tempo para perdê-los. As pessoas querem uma solução rápida, mas o melhor meio é definir um objetivo em longo prazo e adotar um estilo de vida que poderá ser mantido por anos e não apenas por algumas semanas ou meses. Pequenas mudanças definitivas têm mais sucesso que grandes modificações brutais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!