quinta-feira, 20 de abril de 2017

Não Vou Ter Que Sacrificar o Bommer III!

PENSE BOM DIA! 
Espie o artigo do dia
...................................................................................
Não Vou Ter Que Sacrificar o Bommer III! 
( Reynollds A Cabral)

Sabe leitor, eu confesso a vocês que preciso me penitenciar, pois foi uma brincadeira chata, mas necessária. Explico:
Há mais de 15 anos , quando estava a cumprir uma missão judicial , lá “para as bandas” do Sítio Deserto, na cidade de São José de Caiana, eu e o meu colega Artur Alves, ficamos impactados com um pequeno cão, que divisei, pois o bichinho estava feio, magro e quase morrendo de fome.
As minhas filhas, gêmeas, sofriam com a perda de outro cachorrinho, o BOOMER II, pois o mesmo foi acometido de parvovirose canina e morreu sofrendo, nos fazendo sofrer. Para minimizar a perda, eu, de pronto, resgatei o Boomer III e o meu colega Artur, trouxe no colo, aquela coisinha feia. O danado acho que viu ração pela primeira vez e comeu em algumas horas o que não comia há dias. Afeiçoamo-nos ao cachorro.
Abrindo aspas, o nome Boomer é em homenagem ao meu cão Boomer I, um cachorro lindo, de raça Pudou, que precisamos sacrificá-lo, com um tiro na cabeça. A imagem não me sai da mente. Na época não havia como fazê-lo sem dramas. Hoje todo cão que resgato para criar é da “série Boomer”.
Pois bem, ontem o levei a uma Campanha de combate á leishmaniose, da Prefeitura Municipal de Itaporanga, realizado pela Secretaria de Saúde, desse município, pela Coordenação de Vigilância Epidemiologia. A Campanha teve o apoio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, sob a batuta do meu competente amigo e irmão espírita, o empresário ALBERLANDO ARAUJO. O calazar é uma doença infecciosa, causada por um parasita do gênero leishmania, e que já levou uma criança à morte, aqui na cidade de Itaporanga.
Mais de quarenta cachorros para serem “testados”. Desses, seis, foram detectados com a doença. E o resultado, não tem jeito é sacrificar o animalzinho. Hoje, sem dor, mas matar sempre nos causa impacto, pois o bom da vida é a vida. Muitos donos tristes, macambúzios, mas é uma questão de saúde pública.
Eu fiz uma pegadinha, em casa, reuni a família solenemente e comuniquei que teríamos que sacrificar o BOMMINHO III, hoje já velho. O choro foi geral. A minha secretária, DOLORES, entrou em crise de consciência, pois era a que mais batia em Boomer, por suas travessuras. A minha filha, JULIANA, chorava para se acabar. Quando notei que a situação estava pesada demais, abri o jogo e disse-lhes que era brincadeira, pois o resultado em BOOMER III tinha sido negativo.
Quase apanhei, leitor.
Mas ficou a lição e Bommer III agora está mais amado, sem falar que todos os cachorros merecem o céu. São criaturas de sentimentos verdadeiros e cuja humanidade deveria aprender a sentir, como eles. Cachorro sente, sabendo sentir, a maioria dos seres humanos sente, por interesses e por isso sofrem por não entenderem o valor do amor.
O fato é que só nos damos contas das pessoas, animais, que estão ao nosso redor , quando os perdemos e , dessa forma, entramos em crise.
Aquela palavra que não foi dita, 
Aquele abraço que não foi dado,
Aquele amor não expressado. 
 Que não traz bom resultado.
Diga , “cabra vei”!
, Sinta!
Ame cada vez mais ...
Preste atenção ! 
Todos na contagem regressiva, 
Aqui, ninguém ficará
Não tem jeito não.
Apesar de sermos imortais, esse contexto é único
Não haverá outro, nem parecido.
Por isso ame a vida e os seus 
Sendo feliz, não é nenhum absurdo

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!