segunda-feira, 27 de março de 2017

MAS O QUE FOI AQUILO QUE ACONTECEU NAQUELA REUNIÃO!

dom-marcelo-pinto-aor
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO, PENSANDO DIREITO

.............................................................................................
MAS O QUE FOI AQUILO QUE ACONTECEU NAQUELA REUNIÃO!
Eram dias de final de agosto para inicio de setembro de 2003, O Movpaz de João Pessoa foi convidar Dom Marcelo para participar das duas jornadas pela Paz que aconteceriam de 23 a 26 de outubro daquele ano: o I Congresso Brasileiro Pela Paz e a I Grande Caminhada Pela Paz de João Pessoa.
A reunião com Dom Marcelo Carvalheira Arcebispo da Paraíba foi intermediada pelo amigo e irmão Arimatéia França, do Movpaz estava lá comigo, o Marcus Venicius.

Quando apresentamos a proposta e o convite de sua participação, aceitou de pronto, de imediato, como se já estivesse esperando por esse momento de congraçamento ao amor e á paz, ele que é uma voz iluminada falando e cantando a melodia da fraternidade, da igualdade, da liberdade, da justiça, do Amor e da Paz.
Quero participar sim meu filho, disse Dom Marcelo, depois de ouvir de nós os objetivos dos dois eventos, quem eram os nossos inspiradores e sem titubear falou: quero sim meu filho participar e nos disse que era seu ideal e sua missão, trabalhar pela paz e o que mais deseja é paz e o amor para todo mundo, para uma sociedade marcada pela violência que necessita de paz, justiça e amor.
Foi nesse momento, que começamos a explicar o que nos motivava a realizar as Grandes Caminhadas e as outras ações pela paz, secundados na inspiração de Jesus e de muitos outros pacificadores e pacificadoras, tais como, Buda, Francisco de Assis, Madre Tereza, Alberto Schweitzer, Marechal Rondon, Lennon, Einstein, Sai Baba, falando sobre esses nomes o ambiente da reunião começou a se encher de uma atmosfera rara de se ver e sentir.
Falamos ainda, de Francisco Cândido Xavier, Mandela, Dalai Lama, Henry Thoreau, Chico Mendes, Betinho, Brapupada, Martim Lhuter King, Confúcio, Ghandi e muitos outros, mas, quando falamos que, o pacificador Dom Hélder Câmara, também participava desta galeria de pacificadores e pacificadoras, um sorriso de alegria se fez mais estampado na face de Dom Marcelo.
Desse instante em diante a reunião, foi se enchendo de paz e sentimos fortemente a presença de Deus e de seus mensageiros de amor e paz, nos motivando a fazer o trabalho por uma cultura de paz, onde a inclusão de todas as raças, credos, cidadania, o ambiente foi se enchendo de mais luz, quando foi percebida por mim e por Dom Marcelo a presença espiritual de Dom Hélder, não esqueço nunca e agradeço a Deus por ter vivido esse momento tão intenso de espiritualidade.
Foi quando terminada a reunião, nos despedimos alegres, satisfeitos, caminhando pela calçada lateral da Catedral de Nossa Senhora das Neves, o nosso amigo e irmão Arimatéia França disse: mas, o que foi aquilo! Nunca vi nada igual na minha vida! , tanta luz!
Arimatéia chegou a comentar naquele momento, falando de que a minha face e a de Dom Marcelo tinha se transformado, como estivéssemos em sintonia com as presenças dos pacificadores(as) que trabalham do outro lado da Vida, o que no Espiritismo é entendido como um transe espiritual.
Arimatéia não só testemunhou esta reunião, mas participou também da construção do lançamento dos trabalhos do Movpaz de João Pessoa e que teve também a adesão desde os primeiros do Pastor Estevam Fernandes e de vários outros líderes religiosos, políticos e dos movimentos sociais da nossa capital e até hoje com todas as dificuldades que nos são impostas, tentamos dar continuidade aos trabalhos pela Paz.
Desejando que Dom Marcelo do outro lado da Vida se junte aos outros luminares da paz e que sob as bênçãos de Deus, continuem ajudando.
Nossas eternas homenagens e gratidão a Dom Marcelo
Carvalheira!!!!!!!

Movpaz de João Pessoa
Almir Laureano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!