sábado, 18 de março de 2017

Frigorífico usava notas fiscais falsas para validar carnes estragadas

Peccin Agroindustrial, de Curitiba, usava também um produto químico para disfarçar o cheio aos consumidores


Investigações da Operação Carne Fria, deflagrada nesta sexta-feira (17), apontaram que o frigorífico Peccin Agroindustrial, de Curitiba, utilizava notas fiscais falsas para regularizar carnes podres.

De acordo com o G1, a empresa comprava notas fiscais com o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF) para comprar carnes que, em parte, já tinham passado da data de validade.

Para que os consumidores não notasse, o sabor da carne era disfarçado com ácido ascórbico, em quantidade superior ao que a legislação permite. 



Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!