sábado, 11 de março de 2017

Do fole ao parlamento: morre uma lenda da política e da cultura de Itaporanga e Igaracy

Por Redação da Folha O ex-presidente da Câmara Municipal de Itaporanga, José Honório de Sousa, popularmente conhecido como Zeca da Encarnação, de 90 anos, faleceu na madrugada deste sábado no hospital regional de Patos, onde estava internado havia uma semana, depois de sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e uma pneumonia.
                
Figura conhecida em toda região, Zeca exerceu três mandatos de vereador em Igaracy, onde também foi vice-prefeito. Já em Itaporanga, ocupou, igualmente, por três mandatos seguidos, um assento no legislativo municipal e foi seu presidente por uma vez.
           
Foi um político bastante prestigiado por prefeitos e por governadores em nível regional: na gestão estadual de José Maranhão, por exemplo, teve considerável influência no Vale. Paralela à vida política, corria a vida artística: tocador talentoso de fole, ganhou fama em todo o Vale e no estado. Animou muitas festas ao longo de décadas, apresentou-se em programas de rádio e conquistou muitos aplausos e públicos.
                
A fama de homem destemido e, ao mesmo tempo, de sujeito generoso para com os pobres; a fama de político habilidoso e, ao mesmo tempo, de artista sensível, tudo isso povoou o imaginário popular e fez de Zeca da Encarnação uma lenda. Ele deixa 17 filhos de três casamentos. “Há coisas de minha vida que posso contar, mas há outras que morrerão comigo”, disse ele em uma entrevista à Folha anos atrás sobre sua longa e bem movimentada vida.
             
O seu sepultamento ocorrerá na manhã deste domingo, 12, saindo o corpo de sua casa, na Rua Mãe Borrego, no centro de Itaporanga. Zeca deixa um herdeiro político em Itaporanga, o filho Jailson, que atualmente ocupa um assento na Câmara Municipal. Um outro filho seu, Geraldo Antas, também é vereador e atualmente preside a Câmara de Igaracy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!