domingo, 12 de março de 2017

Delegado autua três jovens por roubo de celulares em Itaporanga, e um deles confessa crime

Por Redação da Folha – Duas alunas do Ginásio Diocesano, em Itaporanga, tiveram seus celulares roubados nas proximidades das escolas, na tarde dessa sexta-feira, 10. As adolescentes, que são de Boa Ventura, foram abordadas por dois rapazes em uma moto, um deles armado. Duas outras estudantes que também estavam no local conseguiram fugir ao notarem o assalto e chamaram a polícia.
                
Instantes depois, dois jovens foram presos por policiais militares e conduzidos à delegacia acusados de executarem o crime, mas os celulares não foram encontrados. Um terceiro rapaz também foi preso acusado de ficar com os produtos do roubo e dar fim aos celulares para supostamente destruir provas.
                
Um dos executores, Wesley da Silva Gomes, de 18 anos, morador da Rua Santo Antônio, confessou o crime e disse ter utilizado um punhal para praticar o assalto, embora as vítimas tenham dito que a arma usada tinham sido um revólver, segundo o delegado Glêberson Fernandes, que lavrou o flagrante.
                
O outro preso, suposto condutor da moto, foi Ronicleidson Martins Rodrigues, morador do conjunto Chagas Soares, mas ele nega o crime e diz que não teve nenhum envolvimento
no assalto, embora, conforme o delegado, tenha sido reconhecido pelas vítimas e caído em contradição durante o depoimento.
                
O terceiro preso, Djavanilson Wellington Alves Pereira, de 23 anos, morador da Vila Mocó, acusado de coparticipação no delito, foi acusado de ficar com os celulares tomados no assalto e destrui-los para impedir o acesso da polícia aos objetos do delito. Ele nega a acusação, mas se contradisse em seu depoimento, conforme o delegado. Depois de autuados por roubo qualificado, os três jovens foram recolhidos à cadeia pública. Todos são primários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!