quarta-feira, 1 de março de 2017

Chuvas caida em Santana dos Garrotes na noite dessa segunda-feira causa pânico na população


A chuva que caiu sobre a cidade de Santana dos Garrotes, Vale do Piancó, na noite dessa segunda-feira (27), veio acompanhada de raios e trovões e muito vento. Uma chuva atípica que causou pânico em toda a população. Populares que se encontravam na praça principal fazendo a festa do carnaval se recolheram, bem como os demais cidadãos, em busca de abrigo e com medo da intensidade de raios que clareavam a cidade.

A nossa Redação buscou saber quantos milímetros choveu na cidade, mas até o momento não foi possível obter esses resultados.

As informações dão conta de que em todo o Vale do Piancó, choveu. Em algumas cidades chuvas suaves e em outras, chuvas com grande intensidade de ventos, raios e trovões. 

Segundo o Inpe cerca de 70 milhões de raios atingem o País todos os anos, com uma média de duas ou três descargas elétricas por segundo.

Zonas rurais 
No Brasil, a maior parte dos acidentes com vítimas ocorre em zonas rurais, quando os raios
atingem pessoas que estão em áreas descampadas.

Cuidados
Segundo o Inpe, cobrir espelhos quando começa a trovejar é um mito que tem origem muito antiga, mas sem fundamento. No Império, os espelhos eram grandes, os raios refletiam e tinha-se a impressão que vinham do espelho. Quanto o falar ao celular ou telefone, segundo o meteorologista Osmar Pinto Júnior, quando fora de casa não representa perigo.

Agora, dentro de casa, não se deve falar ao celular ligado no carregador. Em dias de muita chuva, deve-se falar com telefone sem fio ou celular desligado da tomada. No telefone fixo, com fio, ligado a rede elétrica, o raio que cai aumenta a corrente nos fios da rede elétrica e essa corrente chega na tomada da sua casa, vai pelos fios do telefone e pode chegar no usuário.

OBlogdePianco.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!