sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Ex-primeira-dama Marisa Letícia morre aos 66 anos

Segunda etapa do protocolo confirmou a morte cefálica da ex-primeira dama


A segunda etapa do protocolo do Hospital Sírio-Libanês confirmou a morte cefálica da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva, de 66 anos. 

Marisa Letícia estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, desde o dia 24 de janeiro, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico.

Durante o tempo que ficou no hospital, a ex-primeira-dama foi acompanhada pelas equipes coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas. 

Relembre os acontecimentos
Marisa Letícia estava em casa no dia 24 de janeiro, em São Bernardo do Campo, quando sentiu-se mal. A ex-primeira dama foi rapidamente levada a um pronto-socorro local, onde
foi constatado o AVC. Em seguida, a esposa de Lula foi levada de ambulância ao hospital Sírio-Libanês, na região da Bela Vista, acompanhada do médico cardiologista da família, Roberto Kalil. 

Dona Marisa foi submetida a um cateterismo cerebral e ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Durante todo o tempo, o ex-presidente Lula acompanhou a mulher. Depois, ela seguiu em coma induzido e, após exames, foi descoberto que ela sofria com "trombose venosa profunda dos membros inferiores".

Nesta quinta-feira (2), foi realizado um 'doopler transcraniano' que identificou a ausência de fluxo cerebral na paciente. No mesmo dia, a família do ex-presidente Lula autorizou a doação de órgãos.

Trajetória da ex-primeira dama
Dona Marisa Letícia tinha 66 anos e foi a primeira-dama do Brasil de 1 de janeiro de 2003 a 1 de janeiro de 2011, quando seu marido, Luiz Inácio Lula da Silva, esteve no cargo de presidente da República.

Antes, trabalhou em uma fábrica de chocolates e como inspetora de alunos em um colégio estadual.

Em 1973, de acordo com informações da Wikipédia, conheceu Lula, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, sua cidade natal. Os dois se casaram sete meses depois e tiveram três filhos: Fábio, Sandro e Luís Cláudio. Marisa já era mãe de Marcos, fruto de seu primeiro casamento com o taxista Marcos Cláudio, que foi assassinado a tiros.

Em 1980, quando Lula e diversos sindicalistas estavam presos devido às greves, liderou a Passeata das Mulheres, em protesto pela liberdade dos sindicalistas.

No ano passado, teve seu nome envolvido nas investigações da Operação Lava Jato. Em março, foi alvo da Polícia Federal, que cumpriu mandados de busca e apreensão em sua residência, na 24ª fase da Operação Lava Jato.


Notícias ao Minuto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!