segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Em Piancó, vereador diz que ainda é cedo para avaliar prefeito, mas faz alguns questionamentos

Por Redação da Folha – Integrante da bancada de oposição na Câmara de Piancó, o vereador Souzinha disse que ainda é cedo para fazer uma avaliação do prefeito Daniel Galdino, que está há 50 dias no poder, mas o parlamentar mirim fez alguns questionamentos sobre a atual gestão municipal.
                   
Conforme o vereador, muitas pessoas têm se queixado da dificuldade de acesso ao prefeito em razão supostamente de sua ausência da cidade ou, possivelmente, da falta de tempo do gestor para receber as pessoas, conforme Souzinha, ao observar que é preciso o prefeito abrir-se mais para o diálogo e atenção ao povo. "A gente entende que ele precisa viajar em busca de recuros e projetos, mas, quando estiver na cidade, precisa ter maior atenção à população
                   
Outro questionamento do parlamentar mirim é com relação à falta de assistência ao homem do campo. Embora este seja o período que mais os agricultores necessitam do apoio do poder público, pois precisam preparar a terra para o plantio, a Prefeitura não ofereceu, sequer, um corte de terra aos trabalhadores rurais. “O prefeito não pode continuar alegando
problemas da gestão passada para justificar a falta de apoio ao homem do campo, até porque seu slang de campanha foi ‘Pra resolver Piancó’, e o que o povo está esperando é isso”, comentou Souzinha.
                    
O vereador também criticou a decisão do prefeito de não realizar o carnaval, uma das festas mais tradicionais da cidade, sugerindo que era possível fazer uma festa sem muitos custos, aproveitando os próprios músicos e blocos locais e resgatando os carnavais de orquestras e xarangas. “Aqui a gente tem uma xaranga que dá para fazer o carnaval, que é uma festa em que se bater em uma lata, junta gente, ou seja, mesmo com pouco recurso é possível fazer um carnaval animado”, disse o parlamentar mirim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!