quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Em Piancó, prefeito decreta calamidade pública e rompe com uma tradição no calendário festivo

Por Redação da Folha – Em decreto publicado nesta quarta-feira, 22, o prefeito de Piancó, Daniel Galdino, instituiu estado de calamidade pública no município durante os próximos 180 dias, podendo prorrogá-lo.
              
O decreto, conforme o prefeito, é em razão de seca, resultando em  uma “situação de anormalidade provocada pela grave estiagem e ausência de precipitações pluviométricas nas zonas urbana e rural, com danos e prejuízos imediatos a toda população atingida, sem qualquer capacidade de resposta municipal para dar resposta ou mitigar os nefastos efeitos desta gravíssima situação”.
                
Ainda no decreto, a Prefeitura promete desenvolver “ações na busca de soluções para o combate aos problemas gerados pela escassez de precipitações pluviométricas, bem como deverá procurar desenvolver parcerias com os Governos Estadual e Federal que se fizerem necessárias, visando atender a toda a população pelo fenômeno que ora dá causa ao presente Decreto”.
                
A situação alegada pelo prefeito para justificar o decreto de calamidade pública foi a mesma utilizada por ele para argumentar que não tem condições de realizar o carnaval de rua de Piancó este ano, rompendo com uma tradição do calendário festivo da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!