segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

E Fomos a Jericó


20170219_080903E Fomos a Jericó
(Reynollds Augusto)
Sabe leitor, não que isso faça muita diferença, mas sempre causa sensações. É que a energia de cada um fica impregnada no ambiente e isso para todo o sempre.
Nós somos produtores de energias, boas ou desequilibrantes, própria do psiquismo pessoal, de cada um. É por isso que percebemos as vibrações dos ambientes, sempre permeados por nossas alegrias e tristezas, gravidades e levezas.
20170219_121326Dá para sentir, ao entrar em uma residência, o quanto o ambiente é feliz ou não.  Dá para sentir a vibração pessoal de alguém, se suas emanações, são desequilibrantes ou não.
“- Eu não fui com a cara daquela pessoa”.

É  que é difícil fugir de nós mesmos e sustentar as “capas” por muito tempo.  As pessoas passam energias e os ambientes,  por onde passam,  sempre absorvem as suas vibrações, repercutindo nos sentimentos.

É por isso que as pessoas, nossas amigas, quando vão “turistar”, no ambiente geográfico por onde Jesus passou, sentem-se introspectos, ensimesmados. É que a força intima do mestre da Galileia que traspassou o ambiente, com sua força interior  nos emociona até hoje. O Tempo não apaga essa emanações.
Quem sempre  sente  isso é o professor Celestino,da UFPB. Diz ele que  sempre que viaja á terra por onde Jesus passou fica diferente. Sempre o   acompanho pela TV Mundo Maior, ele, que  conhece as escrituras, como ninguém:

– “Ouvistes o que foi dito aos antigos. Eu porem vos digo”… (Jesus)
20170219_135531Esse domingo nós montamos uma caravana á cidade de Jericó, não aquela da Palestina, situada á margens do rio Jordão, mas a daqui da Paraíba, a mais ou menos 130 quilômetros de Itaporanga, ali, perto da cidade de Pombal. Uma bela e acolhedora cidade. A casa espírita nos passou uma sensação de paz, de equilíbrio. A reunição fora no Centro Espírita FRANCISCO XAVIER.
Foi uma manhã de muita alegria, com a presença das três coordenadorias do Sertão e da Federação Espírita da Paraíba, comandada pelo “maestro” Marco Lima, que tem uma serenidade que me “dá inveja”.  O homem quando toca e canta nos faz viajar.
Faz mais ou menos seis anos que o Marcos conduz os destinos do Movimento Espírita da Paraíba e o conheço desde o tempo que morava em João Pessoa e estudava no Liceu Paraibano. “Estava escrito.”

Foi a primeira reunião de Coordenadorias do ano de 2017 e construímos muitas coisas juntos para o bem do movimento e a integração geral de todos da nossa região.

As coordenadorias do Sertão representam, mais ou menos, a metade do movimento espírita da Paraíba. É uma força espiritual, uma luz a dispersar as trevas da ignorância nessa região.
Nós sabemos que Movimento Espírita é diferente de Doutrina Espírita. A Doutrina espírita é pura, mas o movimento, instrumento de propagação, dessa ideia perene e “renovada”, das ideias do mestre Jesus, não. E isso é assim, pois apesar da sua proposta de vida equilibrada, ainda somos homens, com nossos vícios, orgulhos e egoísmos que, de certa forma, influenciam o instrumento. Mas é preciso fazer com que esse instrumento – o movimento – aproxime-se cada vez mais das verdades consolidadas por Jesus e resgatadas por Alan Kardec, o mestre lionês.
Depois de muitas discussões, e um “almoço dos deuses”, concluímos que as Coordenadorias de Itaporanga e Cajazeiras absorverão  o ERESP, da cidade de Patos, que é um modelo que tira a Doutrina Espírita da casa espírita e “vai ás praças”, aos colégios, aos auditórios, ás lojas maçônicas, aos clubes, para passar ao povo a informação desse, que é o “Consolador Prometido” por Jesus e que já está conosco há quase 160 anos.
Decidimos, também, que cada Coordenadoria instituirá um movimento juvenil próprio, que se realizará sempre na época de Carnaval. O nosso, de Itaporanga, continuara sendo o SERTÃO JOVEM ESPÍRITA.
Por fim, deliberamos que a cada dois anos realizar-se-á um avento maior, a nível estadual, nos anos pares, para que possamos todos, nos anos impares,  estar com a Juventude Espírita da Paraíba, no EJEP- PB (Encontro de Jovens Espíritas da Paraíba).
O Evento Juvenil, dos anos pares, acontecerá sempre no primeiro final de Julho, realizado pelas Coordenadorias do Sertão e terá o nome de CONJESPB (Confraternização da Juventude Espírita do Sertão da Paraíba).
O primeiro CONJESPB será da cidade de Pombal, na primeira semana de julho de 2018 e você não pode ficar em casa. Estamos combinados!

Espalhem, surge um novo tempo.
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!