quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

BISSEXUALIDADE FEMININA. EM ALTA ENTRE AS MULHERES NA FRANÇA


As mulheres francesas têm uma tendência cada vez mais marcante a ter práticas bissexuais, segundo uma pesquisa do Ifop – Instituto Francês de Opinião Pública. Uma evolução bem visível sobretudo entre as menores de 35 anos.

Por: Aurélie Franc - Le Figaro Santé

As sondagens revelam claramente uma tendência: 10% das mulheres interrogadas já tiveram pelo menos uma relação homossexual. Embora a prática ainda seja minoritária, os números estão em clara evolução desde os anos 1970. Na época, apenas 2% das mulheres declaravam ter transado com uma pessoa do sexo feminino.
Esta é a conclusão de uma pesquisa do IFOP/Referência Sexo, levada a cabo entre 14 e 17 de dezembro de 2016, com uma amostragem representativa de 2003 franceses, dos quais 1055 mulheres, todos maiores de 18 anos. Esse estudo retoma a formulação de perguntas feitas durante as enquetes precedentes (1970, 1992, 2006 e 2014) feitas com o objetivo de observar a evolução das práticas sexuais.
Com este aumento, a França passa a se situar entre a média dos países ocidentais no que diz respeito às experiências homossexuais femininas. Uma ampla pesquisa feita nos Estados Unidos mostra que a proporção de mulheres que tiveram relações sexuais com outras mulheres mais que dobrou entre 1990 (3,6%) e 2014 (8.7%). Se nos Países Baixos, 14% das mulheres já tiveram uma relação homossexual, essa porcentagem desce – oficialmente – para 7% na Espanha e 3% na Itália.
Atração sexual
No que concerne a expressão de um desejo, uma mulher de cada quatro com menos de 25 anos, declara ter sentido atração sexual por uma outra mulher, ou seja uma proporção que triplicou em 10 anos: 24% em 2016, contra 18% em 2013 e 7% em 2006.
Apenas 10% dos homens jovens da mesma faixa etária, admitem já ter tido uma atração homossexual. Curiosamente, esse número é quase o mesmo para os homens com mais de 60 anos: 9% deles declaram já ter tido alguma forma de atração homossexual.
Entre as mulheres, o beijo na boca é o gesto mais difuso, embora essa experiência não seja necessariamente sinal de uma atração real. 21% das francesas já o experimentaram e entre as com menos de 25 anos, essa prática concerne 45% das moças.
É preciso notar, no entanto, que a atração e as práticas sexuais devem ser dissociadas da identidade sexual dessas mulheres: apenas 2,9% das franceses se consideram “bissexuais” e 1,5% se declaram “lésbicas”. Também aqui a França se situa na média dos países europeus, oscilando entre 1% na Itália e 8% nos Países Baixos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!