quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Vereador lamenta e quer providência para dois problemas envolvendo a carne produzida em Itaporanga

Por Redação da Folha – Em contato com a Folha nessa segunda-feira, 16, o vereador de Itaporanga, Jailson de Zeca, disse que não é concebível que a maior e mais rica cidade regional permaneça consumindo carnes oriundas de abates clandestinos e transportadas, em muitos casos, inadequadamente.
            
Segundo ele, o abate e o transporte inadequado do alimento, ou seja, fora dos padrões mínimos de higiene, são um risco à saúde pública. A cidade está sem matadouro público há muito tempo, mas um novo equipamento, que foi iniciado na gestão passada e cujas obras estão bem adiantadas, precisa ser concluído o quanto antes pela nova gestão municipal, conforme Jailson.
            
O vereador disse também que, sem ter outra alternativa, muitos marchantes estão abatendo seus animais no mato e transportando até a cidade por meio temerário, como é visível pela ruas da cidade, inclusive na imagem (foto) feita pelo próprio parlamentar mirim. “Mas os marchantes não são culpados, eles são vítimas do descaso do poder público, assim como o consumidor também é vítima”, lamentou Jailson de Zeca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!