quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Três investigações eleitorais correm em Coremas contra atual prefeita e seu antecessor

Por Redação da Folha – Mesmo já no comando administrativo de Coremas, depois de tomar posse no último dia primeiro, a prefeita Francisca das Chagas Andrade de Oliveira, conhecida popularmente como Chaguinha de Edílson, do PDT, ainda terá que enfrentar e vencer batalhas no judiciário eleitoral para assegurar seu mandato.
            
A prefeita responde a duas Ações de Investigação Judiciária Eleitoral (AIJE) que pedem a cassação do seu mandato por suposto abuso do poder político e econômico nas eleições municipais de outubro do ano passado, quando ela conquistou a Prefeitura.
           
As ações investigatórias contra Chaguinha foram movidas pelo ex-prefeito Antônio Lopes (PSDB), que disputou a reeleição, mas perdeu nas urnas e não ficou satisfeito com o resultado por entender que houve irregularidades e condutas vedadas na campanha de sua adversária, mas ela refuta as acusações e diz que as denúncias não têm procedência, conforme sua assessoria.
            
Como acusador e também como acusado: o próprio Antônio Lopes igualmente é alvo de uma ação eleitoral de investigação por suposto abuso do poder político e econômico durante a campanha municipal passada. A AIJE foi movida contra ele pela prefeita Chaguinha e já se encontra para análise do Ministério Público Eleitoral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!