terça-feira, 10 de janeiro de 2017

TCE: o que Coutinho gastou com propaganda em apenas 8 meses daria para quase 3 adutoras N. Olinda/Itaporanga. Olhem dados

Por Redação da Folha – Segundo dados divulgados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), somente entre janeiro e agosto de 2016, ou seja, em apenas oito meses, o governo Coutinho gastou algumas dezenas de milhões de reais com propaganda.

Nesse curto período, as agências publicitárias contratadas pelo governo, as instituições públicas de mídia oficial (rádio, jornal e site) e outros serviços que estruturam a Comunicação do gestor estadual consumiram dos cofres do estado 35,3 milhões de reais.

As agências de publicidade que mais faturaram dinheiro público estadual na Paraíba nesses 8 meses foram Antares, Sin, Mix, Máxima Três e Faz Comunicação. Elas recebem do governo e contratam o setor privado de comunicação, especialmente os grandes grupos do estado (rádios, sites, jornais e TV), notadamente concentrados em João Pessoa, e também veículos de comunicação difusos pelo estado afora.

Além da intensa propaganda do governo, esses veículos de comunicação recebem dinheiro público para também se calarem diante dos problemas e irregularidades no governo, mascarando a realidade. Quem não seguir esta cartilha perde o contrato, conforme o que se comenta nos bastidores da mídia estadual, fato que ocorria também em outros governos.

Os números da corte de contas da Paraíba também mostram que, somente para exemplificar, os gostamos com propaganda do governo apenas de de janeiro a agosto do ano passado dariam para construir quase três adutoras Nova Olinda/Itaporanga, obra orçada em 13 milhões de reais.

O governador alegou a crise para não construir a adutora em 2015, quando assinou a primeira ordem de serviço da obra, motivando o colapso hídrico em Itaporanga, que está há quase um ano sem água nas torneiras. A crise, no entanto, parece longe do marketing oficial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!