quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Sob pena de perder mandatos, prefeito, vice e cinco vereadores se "rendem" e tomam posse no Sertão


Finalmente a Câmara da cidade de Triunfo dá posse a todos os eleitos. A problemática da posse parece ter terminado na noite dessa segunda-feira (9), quando os cinco vereadores da situação, o prefeito e a vice resolveram comparecer a sessão de posse.

Tudo começou com uma mudança no regimento da Câmara, que segundo a situação fez com que os vereadores da base de sustentação ao prefeito Zé Mangueira (PTB) perdesse o prazo para registrar a chapa para concorrer a presidência.

Após a celeuma, a juíza plantonista Adriana Lins, da Comarca de Cajazeiras suspendeu a sessão realizada no Cras da cidade, que havia empossado os cinco vereadores de situação, o prefeito e a vice.

A juíza também decidiu que o vereador mais votado nas eleições de 2016 assumisse provisoriamente a presidência da câmara, nesse caso, o oposicionista José Fagner Lisboa, que convocou nova sessão para votação da nova Mesa Diretora e posse dos eleitos, para essa segunda-feira.

Era a nona sessão da Casa, que tentava empossar os eleitos e na décima, que ocorreria nesta terça-feira (10), caso os políticos não tivessem comparecido seriam convocadas novas eleições para prefeito e vice, além da convocação dos suplentes para as cinco cadeiras vazias.

José Fagner Lisboa deu posse aos cinco colegas de situação, convocou a eleição da nova
mesa diretora para os dois biênios, e em seguida prosseguiu com a posse do prefeito e da vice Tilene.

4 ganhou de 5
Os quatro vereadores de oposição que conseguiram registrar a chapa em tempo hábil elegeram a presidência da Casa para os dois biênios.

2017-2018
Presidente – José Fagner
Vice – Batista Macena
1 secretário – Dirceu Batista
2 Secretário – Antônio Filho

2019-2020
Presidente – Dirceu Batista
Vice – Antônio Filho
1 secretário – Batista Macena
2 secretário – José Fagner

Diário do Sertão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!