quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Prefeituras da Paraíba receberam R$ 225 milhões do FPM e cota extra em dezembro de 2016

Os 223 Municípios  da Paraíba não têm desculpa para atrasar o pagamento do 13º salário. Na quinta-feira, última semana de dezembro de 2016, o governo federal repassou mais de R$ 123 milhões do Fundo de Participação dos Municípios, extra (1%) e na sexta-feira, foram transferidos mais R$ 102 milhões da primeira cota de dezembro do FPM, totalizando R$ 225 milhões.

Os pequenos municípios paraibanos, enquadrados no coeficiente 0,6,  receberam – cada um – cerca de R$ 600 mil. Mais duas cotas foram ser repassadas pela União aos prefeitos nos dias 20 e 30 de dezembro de 2016.

O 1.º repasse do mês de dezembro de 2016 do FPM, segundo a nota elaborada pela área de Estudos Técnicos da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em comparação com o primeiro decêndio do mesmo mês do ano anterior, 2015, teve um crescimento de 21,58% em termos nominais, sem considerar os efeitos da inflação. Quando se considera o valor real dos repasses e as consequências da inflação, o decêndio apresenta um crescimento expressivo de 14,94%.

Em nível de Brasil, ainda de acordo com a nota, se somado o primeiro decêndio com o recurso do 1% de dezembro (cota extra), o montante é de R$ 6,953 bilhões, enquanto que
no mesmo período do ano anterior o acumulado ficou em R$ 5,036 bilhões.

Repatrição
Em novembro de 2016, além do FPM normal, as prefeituras da Paraíba receberam mais R$ 151 milhões, recursos acrescidos da repatriação de ativos de brasileiros do exterior, fruto da Lei da Repatriação. Para o presidente da Federação das Associações dos Muncípios da Paraíba (Famup), Tota Guedes, recursos da repatriação foram a “salvação da lavoura” para os municípios colocarem em dia as despesas com pessoal e com fornecedores e, assim, entregar a gestão com as finanças equilibradas.

Jornal da Paraíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!