quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Novo juiz eleitoral extingue uma das ações investigatórias contra prefeito de Itaporanga. Vejam motivo

Por Redação da Folha – Em sentença prolatada nesta terça-feira, 10, o novo juiz eleitoral de Itaporanga, Antônio Eugênio, determinou a extinção, sem resolução de mérito, de uma Ação de Investigação Judiciária Eleitoral (AIJE) que pedia a cassação do prefeito de Itaporanga, Divaldo Dantas (PMDB), por suposto abuso do poder econômico na eleição municipal passada.
            
Conforme despachos do magistrado, a parte autora da ação (coligação Início de um Novo Tempo) foi intimada para juntar aos autos cópia e desgravação da mídia contendo as supostas provas contra o prefeito, mas, transcorrido o prazo estabelecido pelo juiz, os documentos pedidos não foram apresentados, motivando o Ministério Público Eleitoral a pedir o indeferimento da petição inicial e o consequente fim da ação investigatória.
            
Diante destes fatos, o magistrado eleitoral julgou pela extinção da investigação eleitoral sem análise de mérito, mas a parte autora poderá recorrer da decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
            
O prefeito ainda é investigado em outra ação eleitoral, que também apura a captação ilícita de votos e está em fase de instrução. A primeira oitiva de testemunhas poderá ocorrer nas próximas semanas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou da matéria... Comenta, vai!